08 fevereiro 2022

[Resenha] Finlay Donovan: Uma Escritora de Matar - Finlay Donovan, 01 - Elle Cosimano

Ser uma mãe matadora dá muito trabalho! Um dos livros mais aguardados do ano pela People, Goodreads, Amazon, Parade, Bustle, CrimeReads.
"UMA DELÍCIA DE REVIRAVOLTAS" - Revista People

Da finalista dos prêmios Edgar™ e Bram Stoker™ e vencedora do International Thriller Award, chega um livro cheio de mistérios, com ótimas tiradas e sombriamente divertido, que você não vai conseguir parar de ler!
Ao discutir os detalhes de seu novo livro de suspense policial, Finlay Donovan, uma autora que não consegue terminar seu manuscrito, mãe divorciada e dona de casa endividada, é confundida com uma assassina de aluguel.
Pensando em usar a oportunidade como inspiração para seu livro, Finlay aceita o desafio, e seu primeiro e lucrativo trabalho como assassina é se livrar de um marido “problemático”. A tarefa, no entanto, se revela impossível. O homem tinha muitos inimigos e alguém concluiu o trabalho antes dela. Para Finlay foi um alívio, mas o detetive encarregado do caso pode pensar que ela é a protagonista dessa
história, quando não passa de uma coadjuvante.
Finlay terá de usar toda a sua criatividade para enterrar seu envolvimento no caso ― e o corpo. Enquanto procura se livrar dessa situação, ainda precisará manter a sanidade diante de seu tóxico ex-marido, além de vencer a disputa pela guarda dos filhos.
 Livro: Finlay Donovan: Uma Escritora de Matar  || Autor: Elle Cosimano
 Editora: Melhoramento|| Ano: 2022 || Gênero: Romance, suspense e misterio
 Classificação: 5 estrelas || Resenhista: Lud

Skoob || Compre || Editora
Vamos começar dizendo que eu não leio sinopse né, eu escolho muito pela capa, autor etc. Então escolhi esse livro sem saber exatamente sobre o que era, e se tornou um dos meus top 10 favoritos desse ano. Eu sei que estamos em fevereiro, e graças a Deus que comecei o ano com um livro maravilhoso. 

Nesse livro, vamos conhecer a Finlay, uma escritora de romance policial, que acaba de se separar do marido (o cretino) que estava tendo um caso com outra mulher, Theresa, agora atual noiva dele. Para ajudar, o adiantamento que recebeu para escrever dois livros teve que ir todo para Theresa, já que a Finn vandalizou o carro dela. Mas qual é né? A mulher roubou o marido dela! E agora o casal perfeito está tentando tirar a guarda dos seus dois filhos. 

Para tentar remediar a situação, ela vai a um encontro de negócios com a agente para conseguir um prazo maior, e uma senhora que estava na mesa ao lado pesca um pouco da conversa e deixa um bilhete na bolsa da Finlay. Curiosa, ela liga e descobre que fora confundida com uma assassina de aluguel e estava sendo contratada pela misteriosa mulher para matar seu marido. 

O instinto curioso entra em ação, e ela segue o tal marido para ver o quão ruim ele é para merecer a morte. O que Finn não esperava era acabar com um defunto na sua garagem.  




Esse livro me surpreendeu de uma forma incrível. Eu não esperava que essa seria uma história tão bem construída, que te leva ao longo de pistas e muitas reviravoltas, e tudo isso pontilhado com um humor incrível.

O livro é carregado de acontecimentos e muita ação, o que faz a leitura ser muito dinâmica e frenética; você simplesmente quer saber o que está acontecendo e quem matou quem. E então, quando você pensa que desvendou tudo e se acha a própria detetive, as reviravoltas trazem uma nova dinâmica para o enredo.

Há uma infinidade de personagens nesse livro e não achei ruim o fato da autora desenvolver muito bem cada um deles. Temos o ex, a noiva dele, o irmão da Finn, e mais alguns personagens que agregam muito no enredo, e alguns continuarão no livro dois.
A Finn é muito maravilhosa, só consigo descrevê-la como uma personagens bem real, que se vê em uma situação, após a separação, que não sabe muito bem como resolver. A Vero é a cereja no bolo, ela trás todo o humor para a história com a sagacidade e o sarcasmo.

Sobre o romance, temos o detetive. E meu Deus, que casal! Os diálogos são inteligentes e engraçados. Eu meu peguei querendo milhões de cenas deles, porque realmente a química foi ótima. E depois eu dei risada da ironia nisso, o detetive e a assassina de aluguel. O casal mais improvável do mundo.

A Elle criou um livro que ao primeiro ver parece algo simples, com uma mistura de comédia com um suspense. Mas ao decorrer da história, o livro traz um enredo muito complexo, com muitas pistas deixadas ao longo do caminho e mudanças inesperadas.

Eu recomendo muito esse livro e estou ansiosa para ler livro dois.

Só digo que no final, eu dei um berro e falei: MEU DEUS!!!


Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei