01 dezembro 2021

[RESENHA] Procure nas Cinzas - Charlie Donlea

O ataque terrorista às Torres Gêmeas do World Trade Center chocou o mundo vinte anos atrás, mas, para uma família, esse atentado teve um gosto mais amargo. A destruição dos edifícios deu fim à vida de Victória, a principal suspeita de um crime brutal ― sem que ela tivesse a chance de se defender. E sua irmã, Emma, ainda tinha um assunto pendente: naquele momento extremo, pouco antes de o prédio desabar, Victoria conseguiu realizar uma última ligação pedindo que Emma a ajudasse a provar sua inocência. O caso fica abandonado por duas décadas, até que a evolução das técnicas forenses possibilitou a identificação do DNA de uma das vítimas dos ataques ― justamente da mulher que foi considerada culpada pelo assassinato de um conhecido escritor. Avery Manson, uma famosa apresentadora de TV, vê no caso uma oportunidade de alavancar ainda mais a sua carreira. Seu faro jornalístico a leva até Emma, e ela decide fazer o que for preciso para reabrir o caso, expor as falhas da polícia e descobrir se Victoria era ou não inocente. Avery não imaginava que seria preciso remontar um complexo quebra-cabeça para se chegar à verdade. E ela própria guarda também muitos segredos que, na busca insaciável por conseguir uma ótima história, podem ser expostos e destruir todo o sucesso que conquistou.


Livro: Procure nas Cinzas || Autor: Charlie Donlea || Editora: Faro Editorial
Classificação: 4 estrelas || Resenhista: Luci
 Ano: 2021 || Gênero:  Suspense e Mistério

Skoob || Editora || Compre





Victoria Ford está sendo acusada do assassinato do seu amante, o famoso escritor Cameron Young. Ela seria facilmente condenada, pois todas as provas apontam para ela, não lhe dando meios para escapar. Porém, o caso é abruptamente encerrado quando ela morre no ataque às Torres Gêmeas, em New York, no dia 11 de setembro de 2001.

No entanto, vinte anos depois, novas tecnologias permitem avanços na análise de identificação das vítimas, através de uma apurada análise de DNA nos fragmentos encontrados de corpos. E um deles leva à confirmação de que Victoria Ford foi uma das pessoas que perderam a vida, o que poderia finalmente encerrar sua história, se não fosse o aguçado senso investigativo de Avery Mason.



Avery Mason ascendeu rapidamente como apresentadora em um dos programas de maior audiência da América. Ela é uma mulher que sabe bem seu valor, tanto como personalidade quanto como profissional, por isso, quando seu contrato está para ser renovado, ela não aceita a desvalorização salarial só pelo fato de ser uma apresentadora do sexo feminino. Desta forma, quando ela sabe sobre a descoberta do DNA de mais uma vítima, Avery vai até New York disposta a explorar essa história e fazer jus ao seu trabalho como repórter investigativa. Mas acaba encontrando mais do que esperava e ainda vai de encontro ao seu próprio passado, conturbado e cheio de segredos.

Quando Avery se aprofunda mais sobre a vida de Victoria, ela se sente instigada, cada vez mais, a rever seu caso, convencida de que a polícia, na época, não deu a devida atenção a ele. Mas como provar a inocência de uma pessoa que morreu há 20 anos e sumiu sob as cinzas de um ataque terrorista?

Charlie Donlea é um daqueles autores que, ao anunciar um novo trabalho, provoca ansiedade nos leitores amantes de suspense. Em Procure nas Cinzas, mais uma vez ele acerta em entregar um enredo bem estruturado, com personagens cujas histórias se somam, que aguça a mente e a curiosidade do leitor a cada página lida.

O livro começa com uma narrativa um pouco lenta, o que pode incomodar um pouco o leitor, pois logo de cara temos a impressão de que a narrativa não vai acrescentar nada substancial à trama que a sinopse vende ao leitor. Mas à medida que as páginas vão sendo percorridas, percebe-se que é uma jogada do autor: apresentar minuciosamente os personagens e os fatos, em uma inteligente estratégia para nos levar a conjecturas e assim nos despertar para o desenrolar da trama.

O enredo construído não gira somente em torno do mistério do assassinato de Cameron Young e a provável inocência de Victoria; o autor saiu inserindo personagens e entrelaçando suas histórias para formar tramas paralelas, e quem acompanha suas histórias sabe que isso é algo inédito ao autor, ele geralmente foca nos personagens envolvidos na trama central, mas esse detalhe apenas acrescenta à narrativa novos tons de mistério, que soma-se ao suspense do trabalho de investigação jornalística da personagem principal. Também é a primeira vez que Donlea insere em sua história a construção de um romance entre seus personagens.

E com relação a esses personagens, com certeza Avery Mason ganha destaque. É uma protagonista forte, determinada, e ao construí-la, Donlea inseriu bem a questão da valorização profissional feminina em um mundo predominantemente masculino. Os coadjuvantes são estrategicamente colocados, acrescentando aos enigmas que vão surgindo de acordo com o desenrolar da trama.

E quando o leitor pensa: “Nossa, acabou, foi isso mesmo?”, Charlie Donlea parece saltar das páginas finais, dizendo: enganei você, não foi? Sim, mais uma vez ele consegue surpreender, sua escrita envolve de tal forma que nos perdemos em labirintos de ideias, através de um enredo estrategicamente elaborado, para acabarmos sendo surpreendidos no final.

Para quem curte romances com aquela fórmula básica de investigação e mistério, mas sem a obviedade que instiga muito pouco a curiosidade do leitor em ir até o fim, esse tem a trama ideal: intercalada com emoção e revelações intensas e surpreendentes, com personagens inteligentes e audaciosos. Procure nas Cinzas, com certeza, garante uma boa leitura.

Compartilhe!

Um comentário :





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei