29 novembro 2021

[Resenha] Uma Melodia de Sombras e Ruínas - Roseanne A. Brown


Para Malik, o festival de Solstasia é a oportunidade perfeita para escapar das marcas que a guerra deixou em sua terra natal e buscar um recomeço na próspera cidade de Ziran. O que ele não esperava é que um espírito maligno sequestrasse uma de suas irmãs na entrada da cidade e o forçasse a fazer um acordo fatal: para recuperar a irmã, Malik precisa matar Karina, a princesa herdeira de Ziran.
O problema é que Karina também tem ambições fatais. Sua mãe, a Sultana, foi assassinada; a corte está saindo de controle e o tempo até o festival de Solstasia se aperta como uma corda em seu pescoço. Tomada pelo luto, a princesa decide ressuscitar a mãe através de um ritual arcaico cujo ingrediente principal é o coração de um rei. Por sorte, ela sabe exatamente como conseguir um: casando-se com o vencedor do lendário torneio do Solstasia.
Quando Malik trapaceia e consegue entrar no torneio com a intenção de aproximar-se de Karina, os dois jovens entram em uma corrida contra o tempo e uma rota de destruição mútua. Com a conexão entre eles cada vez mais intensa, e forças malignas começando a despertar, qual dos dois conseguirá vencer a morte?

Livro:  Uma Melodia de Sombras e Ruínas || Autor: Roseanne A. Brown 
Editora: Editora Literalize  || Gênero: Fantasia
Classificação: 5 estrelas || Resenhista: Daiana || Ano: 2021

Conheceremos nesse livro a história de Karina, única herdeira do trono de Ziran, que precisará sacrificar o coração de um rei para trazer sua mãe de volta a vida -, e Malik, um refugiado que se vê forçado a assassinar a princesa de Ziran para recuperar sua irmã mais nova. 

 É  se Aladdin e Jasmine precisassem  matar um ao outro? 

Esse é um livro sobre intenções escondidas entre espinhos, sobre pessoas forçadas a abandonar suas terras e irem em busca de qualquer mão que se estenda no escuro. É sobre a beleza iridescente de personagens desafiadores pelos quais você irá torcer febrilmente. 

Karina é uma princesa rebelde e mau humorada, rodeada da certeza de que não nasceu para ser a Sultana de Ziran, mas, em seus monólogos internos, você percebe o quanto ela - entre suas crises de ansiedade e dores de cabeça crônicas - constantemente desliza para atender as próprias expectativas.

Malik é um personagem com o transtorno de TEPT(transtorno de estresse pós-traumático),  um refugiado que teve sua casa destruída pela guerra e que agora precisa lidar constantemente com seus ataques de ansiedade. Malik é devastadoramente humano e doce. Ele te envolve como um pedaço de fita e é tão leve e fofo como rolinhos de marshmallow. 

Ambos os personagens são como um par de mariposas presas em lados opostos da chama, com seus corações igualmente cheios de escolhas e sonhos engolidos que os empurram por mil caminhos diferentes. 

O sistema mágico é impressionante e a construção do mundo foi inspirada no folclore da Africa Ocidental e detalhado com uma habilidade meticulosa que te absorve. A escrita da Roseanne te deixa  com aquela sensação de estar num corredor repleto de pinturas vivas, e ela ainda consegue cavar um espaço na história só para nos contar novas histórias. 

As últimas páginas desse livro são como uma corrida selvagem, afiada e brilhante, e você seria capaz de engolir o mundo inteiro antes de ser capaz de parar de ler.

Uma Melodia de Sombras e Ruinas é uma história bem contada, tão intrincada e repleta de reviravoltas e detalhes bonitos, que de uma forma ou de outra se enterrará profundamente em seu coração. 

 Leiam. 

Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei