12 novembro 2021

[Resenha] A Ilha Misteriosa - Clássicos Zahar - Júlio Verne

 

Cinco “náufragos' do ar, arrastados em seu balão por um furacão, aterrissam numa ilha deserta do Pacífico Sul, em 24/03/1865. Contando somente com a roupa do corpo, porém enérgicos e determinados, o pequeno núcleo de colonos irá refazer toda a longa trajetória da civilização: da pré-história aos tempos modernos, da cerâmica rudimentar a instalação de um elevador, do domínio do fogo a fabricação de dinamite, dos primeiros artefatos a bateria, sem deixar de passar pelo advento da agricultura e da pecuária. Mas logo perceberão, escondida na ilha, uma presença misteriosa cujas intervenções eles constatam, sem, no entanto, descobrirem sua origem... Sucesso desde o lançamento, A Ilha Misteriosa é uma viagem extraordinária e, também, uma reflexão sobre a humanidade, seus limites e sua definição. Essa edição traz copiosas ilustrações e notas, cronologia de obras e vida de Júlio Verne, glossário de termos náuticos, um revelador texto de apresentação e o texto integral.


Livro: A Ilha Misteriosa  || Autor: Júlio Verne                                    
Editora: Zahar ||Ano: 2015 ||Classificação:  4 estrelas
 Gênero: Aventura, suspense e mistério || Resenhista: Sara


Essa edição conta com uma apresentação, escrita por Rodrigo Lacerda, cujo propósito é de situar o leitor acerca das particularidades do livro. Ele relata um pouco da vida do escritor, de suas influências, do momento em que o livro é situado, da história e das dificuldades dos personagens, e é uma ótima maneira de começar a se envolver com o livro.

A Ilha Misteriosa divide-se em três partes – Os náufragos do ar, O degredado e O segredo da ilha – e narra os acontecimentos a partir da iminente queda do balão. Logo no comecinho já fiquei presa naquela agonia dos cinco passageiros livrando-se de pesos desnecessários, bens materiais e até mesmo dos mantimentos com o intuito da sobrevivência. Também pude conhecer um pouco sobre a vida, o percurso e a motivação de Cyrus Smith – que leva seu cachorro Top, Gedeon Spilett, Nab, Pencroff e Harbert Brown ao embarcarem nessa jornada.


Acompanhei, devorando capítulo por capítulo, os desafios da ilha, as buscas dos protagonistas por outros habitantes e tudo o que eles precisavam fazer para continuar vivendo. Caçar, pescar, construir, plantar, explorar, eles aos poucos iam se familiarizando e habitando a ilha. Durante uma das explorações, eles conhecem Jup – o orangotango – e com o passar do tempo, acabam formando uma família. E, alguns meses depois, mais um personagem é apresentado – um náufrago pedindo ajuda chamado Ayrton – de uma ilha nas proximidades. Mas as novidades não pararam por aí, pois acontecimentos misteriosos acontecem cada vez mais na ilha, que parece ajudar nossos queridos protagonistas várias vezes.

É uma aventura, e embora pouquíssimas pessoas queiram participar de um momento daquele, todas inevitavelmente irão torcer pelos personagens presos na ilha. Chega a ser inspirador o modo como eles agem, e não posso dizer que o que enfrentaram não foi um grande obstáculo, mas eles perseveram, não se deixaram abater e viveram da melhor maneira possível fazendo tudo que precisavam sob o olhar perspicaz e inteligente do Cyrus.

Além da ótima apresentação e das ilustrações que te transportam um pouco mais para a história, no final do livro encontramos um glossário de termos náuticos super interessante. Sem falar na cronologia da vida e das obras de Jules Vernes, cujos personagens são interligados.

Esse livro é um clássico fantástico e todos deveriam ler.

Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei