07 julho 2021

[Resenha] Projeto Duquesa - Dinastia Dos Duques #1 - Sabrina Jeffries

Lydia Fletcher é uma mulher notável. Casou-se três vezes. Com três duques. E deu a cada um deles um herdeiro, tornando-se, assim, mãe de três duques. Agora, viúva pela terceira vez, ela quer assegurar a presença de todos os seus filhos no velório de seu último marido.
Seu primogênito, Fletcher Pryde, o duque de Greycourt, se transformou, após uma infância difícil, em um homem com um coração inacessível, uma riqueza invejável e a fama um tanto injusta de libertino. Concentrado em expandir sua fortuna, ele nem pensa em casamento.

No velório de seu padrasto, Grey conhece Beatrice Wolfe, a protegida de sua mãe, uma jovem encantadora e deliciosamente franca, e fica desconcertado ao descobrir quanto eles têm em comum. Mas ela também já desistiu do amor há muito tempo, e não é o arrogante duque que vai fazê-la mudar de ideia.

Então ele concorda em ajudar a pobre mãe enlutada a preparar a atrevida moça para ser apresentada à sociedade. Assim que ela conhece de perto o verdadeiro Grey, se vê incapaz de resistir a seus encantos.


Livro:   Projeto Duquesa||  Série: Dinastia Dos Duques  01|| Autor: Sabrina Jeffries
Editora: Arqueiro|| Ano: 2021 ||  Gênero:  Romance de época,
 Classificação:  4,5 estrelas ||  Resenhista: Lud 

Esse é o primeiro livro da série de quatro livros e um conto. Cada um deles irá contar a história de um dos filhos da duquesa Lydia Fletcher, começando pelo primogênito, Fletcher Pryde, o duque de Greycourt. 

Grey não vê a família há anos, ele foi trazido para Londres para morar com os tios, devido ao falecimento precoce de seu pai e ao testamento que ele deixara. Ressentido de como as coisas aconteceram, ele se afastou da família, mas agora com a morte do terceiro marido de sua mãe, ele é obrigado a reencontrar a família para o funeral. 

Beatrice já está cansada de lidar com Duques. Seu passado vivendo com o tio, após a morte dos pais, não foi um dos melhores, mesmo com a volta do irmão, as coisas não melhoraram. E agora tem três deles na propriedade, todos filhos da sua tia, Lydia, que acaba de perder o marido. Fato que Beatrice lamenta porque ele era um bom homem. 

Mas parece que um dos Duques não é exatamente o que ela esperava, e conformo os dias se passam com a presença constante dele ao seu lado, a opinião de Beatrice em relação aos Duques começa a se modificar.  



Eu adorei esse livro pelo fato dele juntar toda a família na mesma propriedade o que resulta em diálogos para lá de espirituosos. A escrita da Sabrina vai te pegar de jeito, e será impossível largar essa história.

Beatrice é tudo que esperamos em um romance de época e nunca cansamos. Aquela mocinha decidida, que sabe o que quer, que fala o que pensa. Mas tudo isso sem deixar de ser uma pessoa que se importa profundamente com os outros. Outra coisa que foi abordada aqui é a relação dela com o tio, como as mulheres eram desamparadas naquela época e sujeitas a avanços inapropriados e chantagens para dormirem com homens com poder. (Se bem que não mudou muito hoje em dia, né?)

Grey é o típico homem da época, que leva seus deveres e obrigações muito a sério. Mas quando se vê reunido novamente com a família, ele vai perdendo essa pose mais fria. Beatrice também tem um papel fundamental nisso, ela abre os olhos do Grey para várias coisas, mesmo ele não gostando. Além do romance, temos o passado de como ele foi morar com os tios, e o ressentimento para com a mãe. 

O romance é simplesmente maravilhoso, como eu disse eles são o típico clichê dos romances de época, temos cenas engraçadas e diálogos inteligentes e espirituosos, assim como cenas mais românticas e quentes. 

Os personagens secundários foram o ponto alto várias vezes, porque eu sempre queria saber mais a respeito de cada um deles, porque cada um teria o seu livro, fora que já dá para fazer as apostas de quem vai ficar com quem. 

Fora tudo isso, temos um plano de fundo único para a série. Nesse livro temos a morte do terceiro marido da Lydia, e a desconfiança de Sheridan de que ele fora assassinado. E assim se constrói a suspeita de como todos os maridos da mãe morreram tão jovens, e suas causas começam a não fazer sentido. Então esse plot vai se manter e será revelado só no último livro que é o do Sheridan. 

Não quero me alongar mais, mas eu realmente gostei do começo da série e espero ansiosamente pelos próximos livros da autora. 

Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei