11 maio 2021

[Resenha] Acorda Pra Vida, Chloe Brown - As Irmãs Brown #1 - Talia Hibbert


Uma deliciosa comédia romântica que mostra que coisas incríveis podem acontecer se você se abrir à descoberta — de si mesmo e do mundo ao seu redor.Depois de quase ser atingida por um carro em alta velocidade, Chloe Brown se deu conta de que seu obituário seria um tanto entediante. Para reverter essa situação, ela decide montar uma lista de atividades necessárias para finalmente "acordar para a vida".
Mudar assim não é nada fácil, mas, para sua sorte, Chloe encontra alguém que — mesmo a contragosto — pode ajudá-la nessa missão. Seu vizinho Red Morgan é um motoqueiro misterioso, que tem várias tatuagens e mais sex appeal que uma estrela de Hollywood.

No entanto, um acordo leva Chloe e Red a se aproximarem e perceberem que suas primeiras impressões um do outro estavam erradas. E que, mesmo com traumas do passado e receios quanto ao futuro, o amor nunca perde a chance de surpreender.

"Talia Hibbert é uma estrela! Sua escrita é inteligente, engraçada e sexy, mas, acima de tudo, ela vai fazer você se apaixonar por seus personagens maravilhosamente imperfeitos, que são tão reais que você vai querer abraçá-los." — Meg Cabot, autora best-seller de O diário da Princesa. CONTEÚDO ADULTO

 

Livro:  Acorda Pra Vida, Chloe Brown || Série: As Irmãs Brown #1 || Autora: Talia Hibbert
Editora: Paralela || Classificação:  4 estrelas 
 Resenhista: Lud ||  Ano: 2021||  Gênero: Romance

Esse é o primeiro livro de uma trilogia chamada As Irmãs Brown, e cada livro irá contar a história de uma das irmãs. Nesse  primeiro livro vamos conhecer a história da Chloe, a irmã mais velha da família Brown. 

Chloe tem uma vida cheia de regras devido a uma doença que causa dores terríveis. É em uma de suas caminhadas de rotina, que Chloe é quase atropelada, e nesses segundos, quando sua vida toda passa pelos seus olhos, ela conclui que, até aquele momento, ela não havia feito nada de interessante na vida. É aí que ela decide acordar e fazer uma lista de coisas que nunca faria. E a primeira que ela risca, é se mudar da casa dos pais.

Red é um zelador, mesmo sem saber nada sobre o trabalho, mas ele precisa de algo diferente da vida anterior dele, um lugar onde ninguém o conhecesse e que ele conseguisse apenas continuar com a vida, até que uma nova moradora chega. 

Chloe consegue mexer com a fachada calma de Red de uma forma que ele não consegue entender, já que ela representa algumas coisas que ele luta para deixar para trás, mas a amizade é inevitável, assim como o começo de um relacionamento. 

"E suas muitas falhas, infelizmente, não me impediam de adorá-lo. Afinal , quando se trata de amor, não é para as falhas da pessoa que olhamos, é?”


"Seus sonhos eram estrelas cadentes marcando de fúcsia o pôr do sol arroxeado; neles, mais do que se mover, as pessoas surgiam em um turbilhão direcionado a ele, e havia música sob sua pele.”

 Vamos lá para um livro novo, a Talia é novata aqui no Brasil, mas eu já torço por  mais livrinhos dela na minha estante, e não apenas porque ela traz uma diversidade de personagens, mas porque a escrita dela é deliciosa. 

O livro é considerado uma comédia romântica, mas a história traz muito mais do que um romance com toque engraçados. Temos dois personagens totalmente diferentes que estão se descobrindo como pessoas depois de determinados acontecimentos na vida, a dela é uma doença que causa terríveis dores (fibromialgia),  e a dele, a saída de um relacionamento abusivo. 

Só aqui você consegue ver a diversidade da Talia, ela trouxe informações de uma doença pouco abordada, e como ela afeta, não apenas fisicamente, mas mentalmente ainda mais. E o relacionamento abusivo, onde o causador é uma mulher. Fora isso, a Chloe é negra e com um corpo que foge do que a sociedade quer que tenhamos.

A Chloe é muito fácil de se identificar. Ela tem dias ruins e dias bons como qualquer pessoa, com doença ou não. Ela tem sonhos e tenta se esforçar para alcançá-los.  O Red foi uma surpresa, eu adorei conhecer um pouco mais da rotina de um artista, de como eles são sensíveis, e em como tudo a sua volta influência sua arte. 

Os personagens tem diálogos engraçados e eles se provocam em vários momentos. O enredo não é algo pesado, apesar de tudo, é algo leve, as vezes engraçados, há alguns momentos mais tristes e reflexivos, e... cenas hot.  

Terminei a leitura totalmente ansiosa pelos livros das irmãs, que como esse, já têm um espaço garantido na minha estante. 


Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei