27 novembro 2020

[Crítica] O Inferno de Gabriel - parte 2


Nossa, como estávamos ansiosas pela parte 2, depois daquele final da parte 1!

Quem não viu nossa Crítica da parte 1 veja aqui. E aqui tem também a resenha do livro.
Estamos numa semana especial no blog, com muito conteúdo sobre O Inferno de Gabriel e com surpresas maravilhosas que vocês vão amar! Fiquem de olho nas nossas redes sociais e aqui no blog =)

O filme começa exatamente onde terminou a primeira parte. Julia foi correndo para casa com muita raiva de Gabriel. Ela se isola em sua dor e faz de tudo para ignorá-lo. Não iria sofrer mais por ele. E se sucedem uma série de momentos tensos, inclusive na universidade.

Até que o mal entendido se resolve e eles se reaproximam. O que segue daí é o início de numa relação que eles devem manter em segredo por causa das normas da universidade. Mas será que conseguirão?

Julia passa a se abrir mais para Gabriel, muitos momentos que para ela são de extrema intimidade acontecem e as coisas entre eles vão evoluindo para um romance intenso e ao mesmo tempo bem singelo.

Gabriel começa a se sentir feliz pela primeira vez na vida. Sabe que tem que ir muito devagar com Julia e faz todo o possível para venerá-la como ela merece.

Alguns fatos do passado de ambos começam a aparecer e os dois sabem que uma hora ou outra vão ter que contar seu segredos se tem alguma esperança que esse relacionamento vá para frente. 

Embora seja muito difícil manter esse romance às escondidas, Julia e Gabriel querem mais e mais um do outro.

***

O início dessa parte é igual à primeira, como a abertura de uma série. Simplesmente adorei as passagens das pinturas que retratam Dante, dá até um frio na barriga antes de começar.

Novamente, teremos duas opiniões : Luiza (que leu o livro) e Ludmila (que não leu).

Lud:

Claro que com um final daqueles, corri para ver a segunda parte, e mais uma vez a adaptação não deixa nem um pouco a desejar. É mostrado cada detalhe do relacionamento do casal, aliás, a sua construção. Relacionamentos são construídos na base da confiança e é isso que o Gabriel vai fazendo nessa segunda parte. Ele vai provando aos poucos, com ações e palavras que a Julia pode confiar nele. Que eles precisam ter uma segunda chance. 

E senhores/as que aula de sedução. Nem sei como descrever isso, mas não tem cena alguma de sexo nessa parte, mas senhor amado, só os olhares dele para ela são o suficiente. E mais uma vez, isso é envolvido e comparado a história de Dante. Então não é apenas um romance, é uma aula de história também.    


Luiza:

Nesse ponto da história, eu já esperava muito mais interação, toques e momentos profundos entre os dois, e foi exatamente isso que a parte 2 entregou.

É uma parte da história de construção do relacionamento, não tem grandes momentos de tensão nem muitas reviravoltas. Parece monótono mas é uma parte importante para que a história chegue ao seu gran finale. 

Eu gostei bastante, até cortaria algumas partes, mas no geral achei tudo muito bem feito.

Se na parte 1 eu achava que a Passionflix arrasou no quesito adaptação fiel, aqui eu bato palmas. Sério, até o pijama da Julia eles não esqueceram de fazer igual. As mensagens de texto, os buquês de flores, todos os detalhes do aniversário, tudo foi feito bem igual. Impressionante.

Nota-se uma mudança em relação ao primeiro com a aceitação entre eles de que existe algo a mais e com o início do relacionamento. Agora vemos olhares mais intensos, cenas carregadas de tensão e atração, e até umas cenas mais quentes. E essas cenas mais sensuais são bem reais, transmitem uma sensação de que aquilo realmente aconteceu entre eles e não em um set de filmagem. Por favor vejam a cena do museu, rs.

Ambos os atores realizaram um excelente trabalho.

Gabriel ao mesmo tempo que a devora com o olhar também transmite uma segurança de que jamais fará algo que ela não está preparada e diz as coisas mais doces. Giulio Berruti é o Gabriel perfeito e agora não nos resta mais nenhuma dúvida. Esse sotaque dele então deixa o personagem mais sexy ainda. A Melanie também não fica atrás. Toda aquela inocência começa a desaparecer e dar lugar a uma sensualidade que ela começa a descobrir, é nítida a mudança na personagem e a Melanie fez de uma forma bem gradual.

Da mesma forma que na outra parte, há pontos negativos. Eu achei algumas cenas não essenciais e cortaria, mas não acho que tenha atrapalhado o resultado final.

O final não foi o que eu esperava, achei que em outra parte do livro ficaria melhor, mas não posso negar que na parte que acabou deixou mais curiosidade pela próxima (e última parte).

E estou bem ansiosa pra assistir porque é nela que toda ação acontece!



Assistam o trailer da Parte 2:


Saiba mais sobre a Passionflix











Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei