07 julho 2020

[Resenha] Coraline - Neil Gaiman


Certas portas não devem ser abertas. E Coraline descobre isso pouco tempo depois de chegar com os pais à sua nova casa, um apartamento em um casarão antigo ocupado por vizinhos excêntricos e envolto por uma névoa insistente, um mundo de estranhezas e magia, o tipo de universo que apenas Neil Gaiman pode criar. Ao abrir uma porta misteriosa na sala de casa, a menina se depara com um lugar macabro e fascinante. Ali, naquele outro mundo, seus outros pais são criaturas muito pálidas, com botões negros no lugar dos olhos, sempre dispostos a lhe dar atenção, fazer suas comidas preferidas e mostrar os brinquedos mais divertidos. Coraline enfim se sente... em casa. Mas essa sensação logo desaparece, quando ela descobre que o lugar guarda mistérios e perigos, e a menina se dá conta de que voltar para sua verdadeira casa vai ser muito mais difícil ― e assustador ― do que imaginava.



 Livro:  Coraline||  Ilustrador: Chris Riddell ||Autor: Neil Gaiman
Ano: 2020||  Editora: Intrínseca|| Gênero: Infanto Juvenil
Tradução: Bruna Beber||Classificação:   5 estrelas || Resenhista: Karina

Skoob || Compre || Editora

A resenha de hoje me deixa hiper empolgada, porque além de ser o livro de um autor que eu adoro, a edição está maravilhosa. A editora Intrínseca é a casa de várias obras do Neil Gaiman e a alguns anos, o livro que sempre me dá a sensação de coração quentinho estava esgotada (antigamente publicado pela Rocco).

Alguma coisa tinha que ser boa em 2020, né? Eis que enfim temos a republicação de "Coraline" que chega no catálogo da intrínseca numa edição novinha, capa dura, nova tradução e com ilustrações do Chris Riddell; para quem ainda não conhece a escrita do Neil Gaiman esse livro é um ótimo começo para se apaixonar pelas obras dele.





Por mais surpreendente que seja, ainda há muita gente sem saber sobre a história da garotinha com botões nos olhos. Neil que tem diversos livros publicados e que transita por gêneros, faixas etárias e linguagens com maestria, entrega em "Coraline" uma história para crianças e para adultos; nas palavras do próprio autor essa é: “uma história de aventura para crianças que causa arrepios nos adultos. ”

Meu primeiro contato com o mundo criado pelo Gaiman foi através da animação “Coraline e o Mundo Secreto”, depois de ver o filme repetidas vezes descobri que existia o livro.
Coraline despertou com o radiante sol da manhã batendo em seu rosto. Por um instante sentiu-se deslocada. Não sabia onde estava, nem tinha muita certeza de quem era. É assombroso que aquilo que somos feitos esteja tão ligado á cama onde acordamos pela manhã, e o mais assustador é a fragilidade disso. 


A história da Coraline se passa num casarão que foi transformado em 3 apartamentos, com um jardim descuidado e muitos cômodos estranhos. Coraline se mudou para um desses apartamentos com seus pais, mas como eles estão sempre ocupados, a garota está sempre explorando a casa e aos arredores. 

No apartamento de baixo mora duas senhoras (que são irmãs) e criam vários cachorros e leem a sorte da Coraline na xícara de chá; enquanto no apartamento de cima mora um velho que já foi acrobata, cujo o sonho é montar um circo com um espetáculo de ratos [vizinhos mais excêntricos impossíveis]!

Numa manhã de muito tédio, a mãe de Coraline vai ao supermercado e a garota vai explorar a casa, é aí que Coraline encontra uma porta que a leva a um mundo paralelo em que muito se assemelha com onde ela mora, porém, nesse mundo tudo parece mais interessante. Nesse mundo há uma versão de outra mãe e outro pai que são atenciosos, divertidos, mas que tem botões no lugar dos olhos! Nesse outro mundo, Coraline pode ter tudo o que quiser desde que deixe sua outra mãe costurar botões no lugar de seus olhos.

– Você realmente não entende, não é? – disse. – Eu não quero tudo o que eu quiser. Ninguém quer. Não realmente. Que graça teria ter tudo o que se deseja? Em um piscar de olhos e sem o menor sentido.

É aí que coisas estranhas começam a acontecer, quando Coraline se recusa a costurar botões nos olhos e volta ao “mundo real” descobre que seus pais estão desaparecidos; determinada a encontrar os pais e voltar a sua vida normal, Coraline enfrenta uma aventura cheia de reviravoltas.



Neil Gaiman escreve um infanto-juvenil voltado para crianças e encanta pelo fato de que mesmo com um texto simples e direto, a história é inteligente. No mundo paralelo, Coraline conta com a ajuda de um gato que fala e é responsável pelos pensamentos sarcásticos e falas sutis que encantaram os adultos.

Na introdução dessa edição assinada pelo próprio autor descobrimos que essa foi uma história começada para a filha mais velha (Holly)de Neil Gaiman enquanto ele morava na Inglaterra e finalizada para a filha mais nova (Maddy) quando se mudaram para os Estados Unidos, mesmo com uma pausa longa durante a escrita, a leitura flui de uma forma incrível; O filme fez muito sucesso e apesar de ter pequenas diferenças do livro são obras que não podem se deixar passar!

O autor ainda conta curiosidades de como chegou ao título; lançado pela primeira vez em 2002. O livro foi vencedor dos prêmios Hugo e Nebula Award de melhor novela em 2002 e o Bram Stoker Award de melhor trabalho de novos escritores de 2002.


Compartilhe!

2 comentários :

  1. Karina!
    Já tive oportunidade de asistir a animação gráfica e acredito que o livro seja mais emociante e descritivo.
    É difícil ver um thriller infanto juvenil e bem escrito. Causa aquele 'terror' gostoso e podemos acompanhar as aventuras de Coraline.
    cheirinhos]/rudy

    ResponderExcluir
  2. Olá! Doida pra ler esse livro gosto muito a escrita do Neil Gaiman, essa edição parece que ficou maravilhosa, lindas ilustrações, curto muito uma história infanto juvenil.
    Bjs

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei