15 junho 2020

[Crítica] Virgin River - Original Netflix



Ok, vamos lá conversar sobre séries. 

Assim que entrou no catálogo da Netflix, eu comecei a ver a série, e depois vi que a Harlequin iria lançar os livros em que a série é baseada.

Não tem como você não descrever essa série como contendo todos os elementos de um bom romance de banca, ou aqueles filmes de sessão da tarde. 

A história gira em torno da Mel, que larga tudo para vir morar em Virgin River, e trabalhar como enfermeira para o médico local. Desde o começo podemos perceber que alguma coisa aconteceu na vida da Mel porque somos apresentados a alguns flashs do passado. Mas isso se mescla com o tempo atual e é só no final da temporada que conseguimos juntar tudo e entender o que levou a Mel a fugir para aquela cidadezinha.

Ao chegar na cidade, ela percebe que o médico com quem vai trabalhar não a contratou e não está nada feliz com sua presença, e a casa onde ficaria hospedada, é algo caindo aos pedaços. Pelo menos o bar local serve uma comida maravilhosa e o dono é muito simpático. 

Conforme avança, tentando construir uma vida em Virgin River, ela vai criando uma amizade com o Jack e ganhando o respeito do médico local. Parece que tudo está se encaixando no lugar, mas uma surpresa aparece no caminho da sua felicidade. 


Essa é aquelas tipicas séries de cidade pequena, onde todo mundo conhece todo mundo e sabe de tudo. E claro temos as partes boas também, onde todo mundo se ajuda. Com isso, nós abrimos o leque de personagens, não apenas o casal central, mas temos várias histórias dos personagens secundários.

Eu adorei a Mel, não tem como não se apegar a ela. Com uma personalidade doce, e sempre disposta a ajudar a todos, ela começa a fazer mudanças na cidade e conquistar o seu lugar ali. Claro que isso acontece com a ajuda de Jack. 

Jack é um personagem complexo, que deve ser explorado nos próximos episódios. Ele é um veterano com grandes traumas, mas que insiste em seguir como se não os tivesse. 

Os personagens secundários são ótimos, trazem uma diversidade na trama, assim como cada caso médico que eles se envolvem, traz uma história diferente. Então nunca ficamos entediados com os episódios. Destaque para a prefeita Hope, que é maravilhosa e repleta de facetas. E também para a irmã da Mel, que deve ter um papel maior assim como os sobrinhos. 

Para quem não sabe, a série foi baseada nos livros da Robyn Carr. E já temos a segunda temporada confirmada.



A Série Virgin River é uma série aclamada lá fora, e conta com 20 livros já publicados. 

Aqui no Brasil, o livro no qual a série é baseada será lançada dia 9 de Março, em formato de ebook, confira a capa e sinopse:




"Mel sentia que estava sem forças, em frangalhos. E isso não se comparava à solidão da sua cama vazia. Os amigos tinham implorado a ela que ignorasse o impulso de fugir para uma cidade desconhecida, mas nem os grupos de apoio nem a terapia a dissuadiram da ideia. Frequentara mais a igreja nos últimos nove meses do que nos dez anos anteriores, mas nada ajudara. O único alento era sua fantasia de fugir para algum vilarejo no interior, onde os moradores não precisavam trancar as portas e a única coisa a temer era a possibilidade de um cervo comer as plantas do jardim. Um lugar que parecesse um cantinho do paraíso. Agora, olhando as fotos à luz pálida do interior do carro, Mel se deu conta do quanto fora ridícula. Recostou-se no banco e fechou os olhos. Um rosto muito familiar surgiu em sua mente: Mark. Às vezes, a vontade de vê-lo mais uma vez, de falar com ele só por um momento, era esmagadora. Não se tratava apenas da dor, mas da simples falta que ele fazia; sentia saudade de ter um companheiro em quem se apoiar, de esperar sua chegada e de acordar ao seu lado.
— O que existe entre nós é para sempre.
O 'para sempre' tinha durado quatro anos."


Compartilhe!

4 comentários :

  1. Olá,
    Tenho essa série salva na lista mas ainda não tinha tido a vontade de ver, apesar da queda que tenho por essas séries de cidade pequena.
    Sua resenha me deu vontade de assistir, mas não sei se também de ler. Gostei de ler mais sobre essa história.

    Beijo!!
    https://www.amorpelaspaginas.com/

    ResponderExcluir
  2. Lud!
    Olha, sou bem fã de romances água com açúcar, a la sessão da tarde e ainda carregado de drama e traumas do passado, fica ainda melhor.
    Não conhecia a série de livros e filme, mas já quero os dois.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Olá! Não conhecia essa série e nem o livros, curto muito um bom romance de banca e também aqueles filmes de sessão da tarde, já fiquei mega curiosa em conferi essa série.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Confesso que já tinha visto a série quando estava procurando alguma coisa para assistir na Netflix, mas nunca tive interesse em assistir, pois pensei que seria chata haha
    Mas vejo que foi um grande preconceito que tive com a séria e agora pretendo dar uma chance para ela.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei