15 maio 2020

[Resenha] Sombria e Solitária Maldição - Cursebreakers # 1 - Brigid Kemmerer

QUANDO UM REINO É AMALDIÇOADO, O AMOR FLORESCE NOS LUGARES MAIS SOMBRIOS.
O reino de Emberfall está sob ameaça. Amaldiçoado por uma poderosa feiticeira, o príncipe Rhen foi condenado a repetir seu aniversário de dezoito anos por sucessivos outonos. E, com a chegada desta estação, ele se transforma num monstro que destrói tudo e todos que cruzam seu caminho. A maldição só será quebrada se uma garota se apaixonar por ele.
A vida de Harper nunca foi fácil. A garota nasceu com uma restrição de movimento causada por uma paralisia cerebral. O pai da jovem abandonou a família há muito tempo, e sua mãe está morrendo. Além disso, seu irmão assumiu as dívidas do pai e está envolvido com gente barra-pesada. Porém, um dia, ela tenta salvar uma desconhecida nas ruas de Washington DC e é atraída para um reino encantado.
Harper não sabe onde está ou em que acreditar. Um príncipe? Uma maldição? Um monstro? Mas, quanto mais ela convive com Rhen nessa terra amaldiçoada, mais ela compreende o que está em jogo. Ao mesmo tempo, o príncipe percebe que Harper não é só mais uma garota – ela é sua única esperança. Entretanto, forças poderosas se erguem contra Emberfall e será necessário mais do que uma maldição quebrada para salvar Harper, Rhen e seu povo da ruína total.
“Um intenso e original reconto de A Bela e a Fera. Absolutamente encantador, cheio de novos e ferozes personagens, magia e amor.” ‒ - Stephanie Garber, autora best-seller de Caraval e Lendário
“Comovente, reflexivo e romântico.” ‒- Jodi Meadows, coautora de Minha Lady Jane
“Não consigo tirar da minha cabeça essa versão criativa e cheia de suspense de A Bela e a Fera.” ‒- Sara Holland, autora best-seller de Everless

Livro:  Sombria e Solitária Maldição || Autor: Brigid Kemmerer || Série: Cursebreakers # 1 -Editora: Galera Record  || Gênero: Fantasia, A bela e a Fera
Classificação: 5estrelas || Resenhista:Lud || Ano: 2020




Esse é o primeiro livro de uma trilogia, onde o primeiro é baseado na bela a fera, então temos aqui uma releitura de conto de fadas. 

Rhen é o príncipe de Emberfal que está amaldiçoado a sempre reviver seu aniversário de dezoito anos até encontrar um pessoa que se apaixone verdadeiramente por ele. Então, a cada temporada - 3 meses - ele precisa que a escolhida da vez o ame, senão é como se o tempo voltasse atrás e começasse tudo novamente, a única coisa que o tempo não traz de volta são as mortes causadas pela besta, que assombra o seu reino.

Harper está esperando o irmão completar um serviço quando se depara com uma moça sendo levado por um sujeito, mesmo com todas as suas limitações ela se lança em defesa da moça e acaba sendo transportada para uma nova dimensão, onde um príncipe a espera, com a esperança que ela seja àquela a colocar um fim em tudo.  




Preciso começar falando que sou muito fã da Brigid, os dois livros que li dela, também publicados pela Plataforma, estão entre os melhores livros que já li com temática YA. E quando vi esse livro, fiquei preocupada por ser fantasia, pois nem todos os autores conseguem ser tão versáteis assim. Mas quando li a última página, eu já estava classificando esse livro como um dos meus favoritos também. 

A Brigid foi muito inteligente na escolha do conto de fadas, porque a Bela e a Fera não é composto de uma fantasia tão intrincada, e a base dela te dá um leque de opões. Fora que para mim, a Bela e a Fera fala mais sobre as pessoas em si, do que uma fantasia propriamente dita. E por isso que a autora foi feliz na escolha, porque ela sabe como ninguém escrever sobre pessoas, sobre sentimentos.

Então para quem bateu o olho e já veio com a ânsia de uma fantasia, não é bem isso que você vai achar aqui. Claro que ela está presente, mas acho que será mais explorada nós próximos livros, já que nesse a trama é focada em quebrar a maldição,  em fazer duas pessoas se apaixonarem. O que não é nada fácil, devo dizer, e se você acha que nossa mocinha caiu de amores pelo príncipe, esse livro não é pra você.

Eu gostei muito da escolha de personagens, principalmente da Harper, uma mocinha que no nosso mundo é vista com limitações já que possui paralisia cerebral, mas que no outro mundo, ela se desabrocha e se descobre como pessoa, já que não há ninguém para falar o quanto ela é limitada e a fazer se sentir dessa forma.

Rhen é o que todo príncipe deve ser, mas a maldição coloca um toque de melancolia e um peso enorme nas suas costas, ainda mais com as centenas de mortes que o monstro no qual ele se transforma é responsável. Mas ele é o típico personagem que eu amo, que por fora ele te mostra uma coisa, mas que por dentro, ele é muito mais.

Como eu disse, não temos muitas explicações da magia, mas temos uma explicação da maldição, que eu achei bem condizente, e ela abre um leque para você ficar curioso com essa magia que flui por algumas pessoas, e isso deve ser ampliado no próximo livro, já que continua com os mesmos personagens. 

Como disse antes, eu amei esse livro, a forma que a Harper e o Rhen vão se conhecendo, e criando uma conexão e confiança, mas que não é entregue totalmente, mesmo no final do livro, não temos certeza de várias coisas. E claro temos um final, que pelo amor né. Agora só me resta rezar, para o segundo sair o quanto antes. 

Compartilhe!

3 comentários :

  1. Olá! Que legal, curto muito uma releitura de contos de fadas, ainda mais da Bela e a Fera, essa resenha me deixou mega curiosa em conferi isso tudo que foi dito aqui, já foi pra lista de desejados. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Lud!
    Acredito que o final aberto seja porque as respostas devem vir nos outros livros.
    Achei uma fantasia diferenciada, mesmo que não seja totalmente igual ao original da Bela e a Fera, gostei das adaptações feitas e inseridas, trazem uma história diferente e acredito que releituras sejam para isso mesmo, trazer pontos de vista diferentes, ainda mais quando toca em política.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Já vi várias releituras dos contos de fadas, todos até agora chamaram a minha atenção, e com esse não foi diferente.
    Achei interessante a escolha dos personagens, até agora não tinha visto um igual a Harper, ainda mais no gênero fantasia. Estou curiosa para o próximo livro.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei