24 abril 2020

[Resenha] Milagre na 5ª Avenida - Para Nova York, com amor #3 - Sarah Morgan

O amor chega para todos ― seja sonhando com ele ou fugindo o máximo que pode.
Após Amor em Manhattan e Pôr do Sol no Central Park, Sarah Morgan volta com outra história que vai fazer você suspirar.
Eva Jordan ama tudo que envolve o Natal. Romântica incurável, ela passará as festas sozinha esse ano, mas nada destrói sua fé inabalável no amor e nas coisas boas da vida. Quando ela tem a oportunidade de decorar a casa de um escritor rico e famoso na 5ª Avenida, aceita sem pensar duas vezes.
O que Eva não esperava, no entanto, é que a casa estaria ocupada por seu recluso ― e misterioso ― dono. Lucas Blade é especialista em escrever cenas aterrorizantes, mas é o Natal que está sendo seu maior pesadelo. Há poucas semanas do prazo final de entrega de seu próximo livro, ele ainda não tem uma história ― nem mesmo um personagem principal! Além disso, o aniversário da morte de sua esposa está chegando, o que o deixa imerso em uma névoa carregada de dor e luto. Eva vive em seu planeta particular e Lucas em um mundo de dor e desconfiança. O que a vida mostra a eles é que duas pessoas diferentes podem ter mais em comum do que imaginam ― incluindo uma atração inegável um pelo outro.

Livro:  Milagre na 5ª Avenida|| Série: Para Nova York, com amor #3
Autor: Sarah Morgan || Editora: Harlequin || Classificação: 4 estrelas 
 Resenhista: Luiza ||  Ano: 2019||  Gênero: Chick-lit, Romance, Adulto


Eva Jordan é uma mulher cativante, daquelas que todo mundo quer ter como amiga. Nunca está triste, sempre vê o melhor nas pessoas e ajuda a todos que precisam. É uma romântica incurável, que acredita fielmente no amor verdadeiro e em finais felizes, a questão é só que ela não encontrou a pessoa certa para ela, ainda.

O falecimento de sua avó foi um baque em sua vida. Ela era sua família, seu norte. A pessoa que ensinou a Eva tudo que a fez ser quem é, que a criou, a educou e lhe deu a melhor vida possível. Todo amor que podia dar, seu conhecimento, sua força, e sempre a ensinou a acreditar em si mesma. E, também, ensinou a Eva a ver sempre o lado bom nas pessoas, não importa a situação. Seu talento para cozinhar também veio de sua vó e não há um minuto que não pense nela quando está cozinhando.

Eva tem tido muita dificuldade em superar a morte da avó, que ocorreu no ano anterior, mas não gosta de se abrir e chorar no colo de ninguém, e por isso acaba se fechando bastante. E  por também não querer atrapalhar a fase feliz da vida de suas amigas com seu luto, faz de tudo para que elas não percebam sua tristeza. Assim, ela trabalha e trabalha e trabalha, para não ter muito tempo de sofrer.

Uma de suas clientes, Mitzy, faz um pedido especial para a Gênio Urbano, e Eva não pode negar, afinal ela lembra muito sua avó e desde que começou a empresa com suas amigas, desenvolveu um carinho muito grande por Mitzy. Ela começou contratando as meninas para passear com seu cachorro, mas a amizade dela com Eva foi instantânea. Assim, quando estava próximo do natal, Mitzy contrata Eva para fazer uma decoração surpresa no apartamento de seu neto, Lucas, que estava viajando.

Lucas Blade é um famoso escritor de livros de suspense, best-seller e vencedor de vários prêmios. Seus livros são daqueles que te deixam acordado a noite toda, tensos para chegar ao final. Sua carreira vai muito bem, mas sua vida pessoal é outra história. E é por isso que sua avó Mitzy se preocupa tanto com ele.

Lucas vive recluso, nunca superou a morte trágica de sua esposa, o amor de sua vida. Eles eram feitos um para o outro, viviam muito felizes e tiveram a vida interrompida de uma maneira súbita.
Por isso ele vem trabalhando sem parar, fazendo de tudo para não pensar, para não sofrer, para não lembrar.... Nada faz sentido na vida dele, nenhum sucesso é capaz de reparar essa dor.

Eva chega ao apartamento de Lucas para fazer a decoração surpresa de natal, tendo certeza que o local está vazio. Ela se anima em poder ajudar alguém a ficar feliz nessa época de natal e aproveita a oportunidade para se entregar ao trabalho e esquecer de tudo. Mitzy pediu para Eva cozinhar para ele e deixar tudo na geladeira para quando ele chegar de viagem, e assim ele passaria o Natal mais feliz.

Mas o que aconteceu é que Lucas está empacado, não conseguiu escrever nada e tem um prazo muito curto, e por não saber  o que fazer, ele simplesmente disse para sua família que estaria longe, em sua casa em Vermont, para não correr o risco de alguma visita surpresa. Ele só queria ficar sozinho, principalmente em uma época tão difícil como o natal, que o fazia se lembrar ainda mais  de sua esposa.

Por isso, quando Eva entra no apartamento e ficar deliciada com a vista, ela é totalmente surpreendida por uma pessoa que a ataca de surpresa e a acusa de estar invadindo. E essa pessoa é justamente Lucas! Que devia estar bem longe viajando, recluso para escrever seu livro, cujo lançamento está próximo.

Lucas fica revoltado com a ideia dessa mulher toda feliz e contente com o Natal na sua casa, justamente o oposto do que ele é no momento. Ele não sabe se fala com a sua avó, pois dessa forma, ela descobriria  que ele está em casa, mas se não falar, terá que lidar com Eva sozinho. Mas, a decisão é tomada por si só quando sua criatividade aflora com uma ideia de personagem serial killer que encanta os homens... poderia ser uma boa oportunidade.

E então, chegam a um acordo, cada um na sua, cada qual com suas tarefas e todo mundo ganha.

Assim começa uma história de amor entre um homem que está perdido, que vê o pior em tudo à sua volta e não acredita jamais em finais felizes, depois de ter perdido seu amor de forma trágica, e uma mulher que vê o melhor em cada um, acredita em todos os contos de fadas e está esperando seu príncipe encantado.

Todos os corações vão se derreter com O Milagre da Quinta Avenida...
“Uma pessoa muito sábia me disse que há tantas formas de amar quanto pessoas no mundo.”


“Havia muito significado nos silêncios, tanto quanto nas palavras que trocavam. Teve momentos em que Eva achou que fosse pegar fogo.”

Esse é o terceiro livro da série Para Nova York, com amor, que conta a história das amigas que perderam seus empregos e decidiram começar seu negócio dos sonhos juntas.  Nesse ponto, a Gênio Urbano já é um sucesso, elas já tem vários clientes e muitas boas críticas, tudo vai de vento em polpa. Frankie e Paige vivem seus melhores momentos, ao lado dos homens que amam, e Eva não quer atrapalhar sua felicidade com seu luto e tristeza.

É uma série chick-lit que conta sobre mulheres empoderadas e donas de si, cada uma com seus sonhos e fraquezas. Em especial nesse livro, há todo um lado sensível, que define bastante a Eva, a mais sonhadora e romântica das três.

Como já é característico da autora, temas importantes são abordados no meio da história. Podemos ver o luto por dois lados: um é o de uma pessoa que amou muito a outra e a perde de maneira abrupta, colocando a culpa no destino e passando a desconfiar de histórias de amor e outra sobre alguém que foi muito amado e deixou muitos ensinamentos, dentre eles o de acreditar no amor e no melhor das pessoas. Cada um sofre de maneira diferente e mostra que não somos todos iguais. Cada um lida com a perda à sua maneira. São dois personagens extraordinários e ambos enriquecem muito a história.
“Eva aprendeu que uma herança não é feita de dinheiro e sim de memórias. E dentro de si carregava um tesouro composto de milhares de momentos especiais.”

A atração é inegável entre eles, a tensão no ambiente só cresce, mas há vários obstáculos e pedras no caminho pra essa história acontecer. Esse com certeza é até agora o meu livro favorito da série.
Muito autoconhecimento e muitas descobertas estão por vir, numa história que envolve dois opostos que não conseguem se afastar. O que poderia sair disso?
Certamente, uma história de aquecer o coração que mostrará o quão extraordinário o amor pode ser.
“Eva achava que se apaixonar seria como um longo e vagaroso mergulho em uma piscina quente e confortável. Não havia previsto como poderia acontecer com rapidez, mais como uma queda do que um mergulho, que terminava por submergi-la, sem ar, em águas que pareciam assustadoramente profundas. Tudo lhe fugia ao controle. Deixava-a sem ar e instável. Assustada e radiante ainda que, ao mesmo tempo, não duvidasse que fosse real, que o que sentia era profundo e permanente, que não seria apagado pelo tempo.”

Compartilhe!

2 comentários :

  1. Luiza!
    Embora ainda não tenha lido nenhum dos livros da série, um romance bem escrito e com personagens conquistadores, sempre chamam minha atenção e sinto uma vontade incontrolável de ler, ainda mais sabendo que tudo dá certo no final. Adoro finais felizes!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Já li algumas resenha desse livro e dos outros também Pretendo muito ler e conhecer mais essa serie e as historias que são contadas.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei