26 março 2020

[Resenha] O Hoteleiro De Hudson Valley - Hudson Valley #3 - Alice Clayton

Clara Morgan está a um passo de se tornar sócia na agência de branding de hotéis de luxo em que trabalha. Ela escolheu dedicar a vida a construir uma carreira de sucesso, e, finalmente, todo o suor, todas as lágrimas, todas as renúncias vão valer a pena. Basta que Clara seja bem-sucedida em seu próximo projeto, a revitalização do Bryant Mountain House, em Bailey Falls. Algo que ela vai tirar de letra, certo? Bem, não se depender de Archie Bryant. O herdeiro do centenário resort, cuja vida gira em torno do lugar e de seus funcionários, não está nada contente em ter seu mundo virado de cabeça para baixo por uma mulher baixinha e mandona. Clara não demorará a descobrir que esse homem de feições clássicas pode ser incrivelmente intransigente, irritante e... atraente? Enquanto travam uma queda de braço - um jogo de pega-pega seria mais exato -, os dois talvez descubram que têm muito em comum por baixo do desprendimento dela e do apego dele às tradições. Será que Clara vai deixar seu cliente satisfeito? Belo. Incrível. Surpreendente. Sardas. Sardas? Sim, sardas.

   Livro: O Leiteiro De Hudson Valley|| Série:  Hudson Valley # 2 || Autor:  Alice Clayton
Editora: Benvirá|Ano: 2019 || Assunto: Romance, Comédia Romântica 
 Classificação:  5 estrelas || Resenhista: Lud
 Finalmente, o terceiro e último livro da trilogia Hudson Valley, aquele que tenho certeza, me deixará com aquela sensação de ter ficado órfã.

Nosso livro irá se passar em Bailey Falls, mais especificamente na Bryant Mountain House, um hotel antigo e comandado por várias gerações da família Bryant, mas que agora sofre com as baixas de clientes e os gastos astronômicos para manter as tradições de décadas.

Preocupada com o hotel e o legado que estaria deixando para o filho Archei, Jonathan Bryant decide contratar uma especialista para reavaliar todo o hotel e sugerir mudanças para atrair mais hóspedes, e voltar a antiga glória. E essa pessoa é nada mais que Clara Morgan.

Clara Morgan adora o seu trabalho; observar, estudar e sugerir mudanças que irão transformar lugares centenários como esses em locais mais atraentes para o público de hoje, mas ela só tem um pequeno probleminha, Achie Bryant.

Archie não acredita que o hotel precisa de uma mudança, afinal, ele sobreviveu à guerras, a grande depressão, e muitos outros cenários, então poque mudar tudo agora? Mas conforme Clara torna real a verdadeira situação do hotel, ambos concordam que uma mudança é necessária, eles só esperam sobreviver um ao outro.
" –Você é mesmo um pé no saco – disse ele, com a respiração em nuvens no espaço bem pequeno entre nós.
     – Você é a única pessoa que me disse isso.
     – E eu tenho uma dificuldade incrível de acreditar nisso. "


"Dá para imaginar como é difícil deixar alguém ajudar quando você passou a vida toda cuidando para que as pessoas soubessem que você não precisa delas? Estranhos podiam me ajudar, era parte do jogo. Mas Archie tentar me ajudar? Fiquei absurdamente irritada, e que tipo de pessoa fica com raiva do namorado por ajudar?"

Vou confessar que a Clara não foi uma personagem que eu me apeguei logo de cara, mas acho que foi pela personalidade dela mais reservada, não tão divertida ou desastrada como as duas outras amigas, ela é mais centrada e direta, o que reflete muito no tipo de infância que ela teve.  

Com um mãe viciada e uma vida passando de lares e lares até completar dezoito anos e estar por si mesma, não tem como a atitude da Clara ser diferente do que a Alice apresenta para nós. Tudo o que a Clara faz ou pensa, é sempre como um reflexo do seu passado e sobre a forma como ela foi criada, nunca podendo confiar em ninguém, e sempre sozinha.  

Claro que a amizade com a Nat e a Roxie foi um começo para trabalhar essa armadura que ela tanto mantém entorno de si, mas foi realmente o Archie que fez maravilhas para os traumas que ela tanto mantinha dentro de si. 

Archie é maravilhoso, foi algo que eu não esperava pelos livros anteriores em que ele aparece. A personalidade dele é divertida e ao mesmo tempo, para combinar com a fachada super seria, ele é prático e direto. Eu adorei os diálogos dele com a Clara, e a forma como ele enfrentou o assunto da ex-mulher e tudo mais. Foi, realmente, uma surpresa. 

Os dois como casal funcionou muito bem para mim, eu acho que um completou o outro, e, talvez, se Archie tivesse outra personalidade, ele não conseguiria lidar com a Clara, oferecer o espaço que ela precisava para descobrir sozinha todos os sentimentos, e o que realmente valia a pena na vida. 

Os personagens anteriores tem grande aparição aqui, e como esse é o último livro, é meio nostálgico ler sobre todos, e como estão suas vidas atualmente. A Nat rouba a cena em todas as ocasiões em que aparece, é nítido a diferença de personalidade entre as três e como elas combinam de tantas formas.

O hoteleiro de Husdon Valley apresenta todos os elementos de uma boa comédia românticas, traz o romantismo, diálogos divertidos e claro, aquelas cenas pra lá de sexys .

Finalizo essa trilogia com um grande sorriso no rosto. A Alice cumpriu o que ela pretendia com essas histórias, mostrando pessoas comuns com problemas iguais aos seus, e que sim, você pode cometer erros, o passado pode te manter cativa, mas a felicidade está logo ali.

E claro que vou adicionar outros livros da autora na minha listinha, e espero que seja tão bom quanto esses. E não se deixem levar pelas capas, aqui tem muito mais do que apenas cenas hots.

Compartilhe!

6 comentários :

  1. Olá! Uma grata surpresa ler sobre esse livro, da autora conhecia (e li), apenas a série Subindo pelas paredes, e gostei, justamente por ela ter essa escrita divertida, gostei bastante da sinopse desse livro, tanto que estou tentada a começar a trilogia por esse! Não gostei muito dessas capas, então espero que o conteúdo seja realmente melhor (risos).

    ResponderExcluir
  2. Olá! Acabei de ler esse livro, amei essa trilogia, essa última história achei maravilhosa, gostei muito desse casal, fiquei doida pra ler outros livros dessa autora, gostei muito da sua escrita. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Ah, não consigo ter vontade de ler livros com essas capas kkkkk
    Não curti muito a trama, não é muito minha praia...

    ResponderExcluir
  4. Lud!
    Não li ainda nenhum dos livros da série, mas como um bom romance, já quero ainda mais com todo esse envolvimento dos protagonistas, deve ser demais.
    Sem contar com essas capas lindas.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não conhecia o livro mas fiquei um tanto curiosa por ele, é um romance que com certeza vou amar.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Eu estou começando a ler o terceiro. Amei o livro 1 mas detestei a Nat do livro 2. Espero gostar do 3

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei