26 fevereiro 2020

[Resenha] Suicidas - Raphael Montes


Antes que o mundo pudesse sonhar com o terrível jogo da baleia azul, que leva jovens a tirara própria vida, ou que a série de televisão 13 Reasons Why fosse lançada e set ornasse o sucesso que é hoje, Raphael Montes, então com 22 anos,já tratava do tema do suicídio entre jovens, com a ousadia que virou sua marca registrada. Em seu primeiro livro, que a Companhia das Letras agora relança acrescido de um novo capítulo, conhecemos a história de Alê e seus colegas, jovens da elite carioca encontra dos mortos no porão do sítio de um deles em condições misteriosas que indicam que os nove amigos participaram de um perigoso e fatídico jogo de roleta russa. Aos que ficaram, resta tentar descobrir o que teria levado aqueles adolescentes, aparentemente felizes e privilegiados, a tirar a própria vida. Para isso, contamos com os escritos deixados por Alê, um narrador nada confiável.

Livro: Suicidas|| Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das letras||Ano: 2017 || Gênero:  Suspense, Mistério
 Classificação:  4 estrelas || Resenhista: Anne

Um grupo composto por nove jovens se reúne para uma roleta russa no porão da casa de um deles. Quando a polícia chega, se depara com uma verdadeira cena de terror banhada por sangue. O fato claramente virou assunto nacional e um ano depois, os motivos que levaram os jovens a cometerem tamanha atrocidade ainda não foram esclarecidos. Portanto, uma detetive resolve reunir uma última vez as mães das vítimas para tentar descobrir o que realmente ouve no fatídico dia.

Suicidas é o primeiro livro escrito por Raphael Montes e foi relançado pela Companhia das Letras. Acabei postergando a leitura por muito tempo, mas agora com o relançamento, não pude adiar mais e que bom que não o fiz, pois assim como os outros, é um livro maravilhoso, cheio de tensão e suspense.

O livro possui três linhas de escrita: A narração em terceira pessoa no interrogatório onde as mães das vítimas estão, o caderno escrito por Alessandro – um dos jovens suicidas - narrando a roleta russa, e um diário escrito antes do acontecido, pelo próprio Alessandro em diversos dias e situações. Ou seja, vamos recebendo informações de várias pessoas ao mesmo tempo de várias formas diferentes e consequentemente, obtendo informações importantes para a conclusão do caso. Só que ao decorrer da leitura, é possível perceber que alguns dos personagens podem não estar dizendo a verdade, e o que resta, é ler até a última página para desvendar todo o mistério.


Já li alguns livros do autor, mas ainda me surpreendo com as suas histórias. Ele explora o lado humano mais selvagem e para completar, inclui aquela pitada de crítica social. Assim como nos outros livros, mesmo sabendo que é ficção, sempre fica aquele pensamento: “Isso pode acontecer a qualquer momento, se já não tiver acontecido”.

Raphael Montes narra os acontecimentos do porão sem poupar o leitor. O caderno deixado por Alessandro é cheio de detalhes que chocam. Eles estavam presos no porão e o dia foi cheio de revelações e muito sangue. A situação acabou revelando o pior lado de cada um. Por ser o último dia deles vivos, se permitiam a qualquer coisa que estivesse disponível. Houve tantas cenas fortes, que muitas vezes tive que parar para respirar um pouco, mas só por alguns minutos, pois a curiosidade em saber o que aconteceria no capítulo seguinte era maior. 

Os personagens são descritos com maestria, principalmente os suicidas. Raphael gastou bem as páginas ao descrevê-los. Aparentemente, eram apenas jovens que queriam morrer, mas aos poucos, alguns motivos para cometerem tal ato são revelados. 

Apesar do autor ir jogando algumas revelações no decorrer do livro, o final é surpreendente, Raphael escreve reviravolta atrás de reviravolta e deixa o leitor extasiado até a última página. Quem é fã de thriller e ainda não conhece o autor, recomendo que conheça o mais breve possível, e pra quem já leu algo dele e tá em dúvida se lê outro ou não, eu recomendo que leia Suicidas.

Compartilhe!

2 comentários :

  1. Olá! Sou doida pra ler esse livro, já está na lista de leitura faz tempo, curto muito um thriller e gosto muito de ler autores nacionais, essa sua resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi essa história cheia de reviravoltas. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Esse cara estar na lista dos autores mas desejados para eu ler. Já li varias resenhas das obras deles e cada vez mais me deixa curiosa. Esse livro é interessante e fiquei bem curiosa por ele. Com certeza vou anotar para ler.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei