08 janeiro 2020

[Resenha] O Bestiário Particular de Parzifal - Hiro Kawahara


Parzifal e sua mãe viveram escondidas em uma floresta para fugir de uma profecia. Isolada e solitária após a morte da mãe, Parzifal criou dezenas de amigos imaginários que passaram então a olhar por ela. Ao completar 24 anos, ela precisou sair da floresta para viver na cidade. Anos depois, com uma filha muito doente, sem dinheiro e alguém com quem contar, a única saída que lhe resta é retornar à floresta em busca do auxílio de seus antigos amigos imaginários. Assim como a lenda do cavaleiro Percival, no início a história é sobre maternidade, ingenuidade e destino, mas depois torna-se uma busca pela cura e salvação.



Livro:  O Bestiário Particular de Parzifal ||   Autor: Hiro Kawahara 
Editora: Sesi-SP Editora|| Ano: 2017 ||  Gênero:  HQ
 Classificação:  4 estrelas ||  Resenhista:  Lud

Skoob || Compre || Editora
Vamos começar a saga dos HQ da SESI-SP Editora. Eu e Luiza compramos mais de dez HQ na bienal do Rio desse ano, o estande estava com praticamente todos os livros com algum tipo de desconto, alguns chegando a 80% ou mesmo saindo a dez reais uma HQ. Quando que você vai achar algo assim? 

E por mais que eu não conhecesse a maioria dos HQ, o preço me chamou atenção para conhecer novos autores, então ficamos um bom tempo no estande abrindo os livros, conversando com alguns funcionários de lá, e saímos carregadas de calhamaços.  

Esse livro me chamou a atenção pela - como todos os que eu comprei ou coloco na lista -  paletas de cores, mas se você olhar para a capa, irá ver que o traço é simplesmente maravilhoso, vou deixar algumas imagens para vocês. 



A história começa com uma menina vivendo na floresta, Parzifal. Na verdade, ela está se despedindo de seus amigos imaginários para viver na cidade grande, já que está esperando uma filhinha, Olívia. 

Passa-se alguns anos e Parzifal volta totalmente mudada para mostrar os amigos para a filha, mas sofre duramente com as críticas que são jogadas nela, e novamente vai embora da floresta. Os anos passam e agora Parzifal tem duas filhas, e volta a floresta para pedir a ajuda para esses seres imaginários, que ao longo da vida ela fez um esforço para esquecer e se adaptar a vida da cidade.



Eu ameiiiiii os traços e as cores que o Hiro usa, nunca tinha lido nada dele, mas certamente já vi sua arte, só não sabia que era dele, já que ele ilustra as "toalhinhas" que vão nas bandejas do Mcdonalds. 

Mas apesar de ter amado o traço, a história tem alguns furos, e eu acho que foi abordado de forma superficial, mas vou explicar isso. 

Primeiro, somos inseridos rapidamente no mundo fantástico, conhecemos os seres imaginários, mas apenas isso, não há uma explicação, ou interação mais profunda que nos faça entender esses seres, ou mesmo criar algum tipo de sentimentos para com eles. 

Segundo, são as diversas passagens de tempo que ocorre, temos a Parzifal indo embora grávida, depois voltando com a Olivia, e novamente ela indo embora, e um salto de tempo, onde ela volta com duas filhas, uma delas muito doente. 

Em todos esses momentos de interação entre a Parzifal e os seres, não temos nada muito aprofundado, só temos diálogos rápidos. E eu acho que isso estragou um pouco do livro, essas passadas de tempo e a falta de algumas interações mais significativas.



Mas apesar disso tudo, o HQ traz uma história profunda e dramática, com vários temas sendo abordados e muito coisa para se refletir após a leitura. Claro que traz uma critica a como estamos vivendo a vida, abandonando as coisas importantes e valorizando quem não dá a mínima para nós. É uma história comovente e profunda, que poderia ser muito mais trabalhada, ainda mais com esse traço maravilhoso do Hiro. 

Apesar das criticas, eu ainda mantenho minhas 4 estrelas, porque eu fiquei encantada com os traços e cores, mas a história poderia ser melhor trabalhada, com certeza. E eu aguardo ansiosa para ler mais coisas do Hiro. 

Compartilhe!

5 comentários :

  1. AI MEU DEUS, que Arte M A R A V I L H O S A !!! Lud já pode por na mochila e me emprestar! Que eu amo quadrinhos não é novidade , mas quando a gente acha os títulos menos comentados ( fora da hype) é quase como descobrir tesouros ! Amei !!

    ResponderExcluir
  2. Lud!
    Entendo sua escolha por causa das ilustrações, são realmente lindas e coloridas, adorei!
    Agora esse lance de não ter explicação e das passagens de tempo de uma hora para outra, deve ser estranha mesmo, mas acredito que vale a pena a leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, é um livro lindo. Muito bem ilustrado e valou minha compra.

      Excluir
  3. Olá! Que ilustrações belíssimas, amo história em quadrinhos, não conhecia esse HQ e essa resenha me deixou bastante interessada em conferi isso tudo que foi dito aqui. Bjs

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei