18 setembro 2019

[Resenha] A Padaria dos Finais Felizes - A Padaria dos Finais Felizes, 01 - Jenny Colgan


Um balneário tranquilo, uma loja abandonada, um apartamento pequeno. É isso que espera Polly Waterford quando ela chega à Cornualha, na Inglaterra, fugindo de um relacionamento tóxico.
Para manter os pensamentos longe dos problemas, Polly se dedica a seu passatempo favorito: fazer pão. Enquanto amassa, estica e esmurra a massa, extravasa todas as emoções e prepara fornadas cada vez mais gostosas.
Assim, o hobby se transforma em paixão e logo ela começa a operar sua magia usando frutos secos, sementes, chocolate e o mel local, cortesia de um lindo e charmoso apicultor.
A Padaria dos Finais Felizes é a emocionante e bem-humorada história de uma mulher que aprende que tanto a felicidade quanto um delicioso pão quentinho podem ser encontrados em qualquer lugar.


 Livro: A Padaria dos Finais Felizes ||Autor: Jenny Colgan
Coleção: Romances de hoje |Série: A Padaria dos Finais Felizes, 01
Ano: 2019 ||  Editora: Arqueiro|| Gênero: Romance Contemporâneos, Chicklit
Classificação: 4 estrelas || Resenhista: Lud

Skoob || Compre || Editora
 Bora lá começar mais um livrinho amor da Jenny Colgan.

Nesse livro vamos conhecer a história de Polly Waterford, que não apenas está enfrentando problemas em seu relacionamento, mas também nos negócios. Acontece que Polly tem um negócio (empresa de design gráfico) junto com Chris, que está afundando, mas Polly só tem certeza que está muito encrencada quando as pessoas do banco vêm ao seu apartamento tirar tudo o que eles têm para pagar as dívidas, algumas que ela nem sabia que tinha, porque Chris nunca lhe contou. 

Sem terem onde morar e com o relacionamento aos pedaços, cada um vai para um lado para tentar reconstruir sua vida, mas Polly não pode voltar a morar com a mãe, que sempre se gabou com os outros da filha bem-sucedida que tem. Com sua melhor amiga, Kerensa, não era uma opção, ela prefere conservar a amizade. A única opção que cabia em seu bolso era um apartamento fora da cidade. Em Polbearne, uma vila à beira-mar ao longo da costa da Inglaterra, que é meio inacessível por conta da ponte que a liga no continente alagar quando a maré sobe, deixando as pessoas ilhadas. 

Mas como não tem para onde ir, Polly se muda para um apartamento caindo aos pedaços, em cima de uma velha padaria inativa. Agora é procurar um emprego nessa pequena ilha, o único problema é que ninguém precisa de um administrador. Preocupada com a situação, Polly passa os dias assando pães, que é a coisa que ela mais ama fazer. E então que as pessoas da cidade descobrem essa paixão da Polly, que acaba virando a solução dos seus problemas, o único problema é que já existe uma padaria na cidade, com uma dona pra lá de rabugenta. 

Nesse ritmo vamos acompanhando a Polly em sua nova vida, com uma nova casa, novo emprego, novo animal de estimação, vários novos amigas, e claro, uma nova paixão para colorir a vida. Ou que tal duas?



Para minha surpresa, esse livro é o primeiro de uma série. O anterior (A pequena livraria dos sonhos) também é o primeiro de uma série, mas são personagens diferentes, então não tem problema ler separado. E nesse aqui, são três livros com a Polly sendo a personagem principal. A minha surpresa foi que o livro é completinho, bem fechado e não pede uma continuação, mas dei uma lida na sinopse dos outros e vi que são alguns obstáculos que surgem na vida da Polly, depois do felizes para sempre.

Dito isso, também vi que os livros da Jenny têm uma classificação baixa no goods, e eu adoro a escrita dela, então como todo mundo fala, cada um tem um gosto e estilo, e você precisa ler e tirar suas próprias conclusões. 

Como sendo o segundo livro que li da Jenny, eu percebi uma linha de construção em suas histórias, em ambos os livros: as mocinhas se mudam para um local desconhecido para reconstruir a vida, nesse tempo elas começam a descobrir quem realmente são, e claro, o amor. Daí você pode pensar que sempre vai estar lendo a mesma coisa, mas aí é que está, a construção é bem diferente, então não acaba sendo mais uma repetição da história anterior.

Eu adoro a escrita da Jenny, ela consegue dosar de tudo um pouco; temos um pouco de drama, romance, cenas engraçadas e momentos realmente tristes nesse livro. E apesar de ter muitaaaa coisa igual ao livro anterior dela (A pequena livraria dos sonhos), eu adorei a história. Percebi que seus livros entram naquela categoria quando se quer ler algo leve, gostoso.  

A personagem principal, a Polly, é muito parecida com muita gente andando por aí. Uma moça que de repente vê tudo o que planejou ruir e agora precisa seguir em frente. A força que a personagem ganha ao longo da história é impressionante, como ela consegue se reinventar e ser positiva, mesmo estando praticamente no fundo do poço. E essas personagens nos livros da Jenny são a cereja do bolo, porque podemos nos relacionar na situação deles e também pensar em algumas coisas na nossa vida que poderiam ser melhores se tivéssemos essa coragem a mais.

O lado romântico na história fica por conta de dois rapazes, Tarnie e Huck, devo avisar que não é um triângulo nem nada. Mas senti falta de um pouco mais de sentimentos entre os casais, não consegui ver em alguns momentos, porque eles gostavam um do outro, sabe?

Neil, animal de estimação da Polly, rouba a cena em diversas vezes e vem para trazer um toque leve e engraçado, com aquele toque quentinho no coração.


As descrições dos lugares foram um plus a mais, você conseguia imaginar cada coisa e desejar estar na mesma cidade que a Polly. Fora os pães que ela fazia no decorrer do livro, e no final tem todas as receitas, e eu fiquei tão feliz com isso, vamos treinar ser uma padeira de mão cheia.

A Padaria dos Finais Felizes traz uma história envolvente sobre se reinventar e descobrir a coragem que temos lá no fundo. Com toques divertidos e pãezinhos de dar água na boca, esse livro é perfeito para quem deseja uma leitura leve e personagens contagiantes. 

Compartilhe!

6 comentários :

  1. Lud!
    Gosto quando as séries podem ser lidas de forma independentes.
    Tão bom quando lemos um bom livro no momento exato, trazendo uma montanha russa de emoções e riso frouxo.
    Já me apaixonei por Neil...kkkk Aliás, amo animais e fico sempre interessada quando eles fazem parte da trama.
    Mesmo que o romance não seja o foco, e sim a vida de Polly, é sempre mais um atrativo.
    Gostei.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Olá! Eu simplesmente adoro livros nesses estilo, mais levinhos. Confesso que sou bem chegada nos dramas, mas tenho um amor especial por leituras mais fofinhas, adoro essa sensação de quentinho no coração ♡
    Não conheço a escrita da Jenny, mas pelo que vi, as histórias dela tem tudo para me conquistar.
    De fato, parece fácil nos identificarmos com as personagens da autora, já que muitas vezes aquilo que contávamos como certo já não existe mais e precisamos encontrar animo e coragem dentro de nós mesmos para seguir em frente e recomeçar. Uma lição muito importante ♡
    Já quero conhecer a Polly, ela parece muito cativante, e poder acompanha-la nessa nova fase em sua vida. E também quero conhecer o Neil, que parece uma fofura!
    Sobre a capa, só posso dizer que amei! É bem fofinha e parece combinar perfeitamente com o teor e a trama da história.
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  3. Oiii ❤ Que doçura de mensagem essa trama passa!
    Me encanta que Polly é uma personagem que descobrirá a força que tem, que vai se reinventar e ser positiva mesmo com as coisas não indo muito bem. Gostei da mensagem sobre coragem também.
    Acho que o fato da personagem ser gente como a gente, torna fácil nos identificarmos com ela.
    Adorei que a história tem drama, romance e humor já que são coisas que amo ver em livros, ainda mais juntas.
    Bom saber que é uma leitura leve, já que estou precisando de dicas de livros nesse estilo.
    Gostei que o livro tem um final fechado, pois gosto mais de histórias assim, apesar de ter continuação.
    Estou bem curiosa para saber como será para Polly essa nova vida.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conheço a escrita da autora, mas parece ser uma leitura gostosa para descontrair. Gostei da protagonista é decidida e vai batalhar seu sustento sozinha, fiquei curiosa em saber o que vai acontecer em relação a dona da padaria rabugenta rs. Ah fico feliz de não ter triângulo, pois odeio. A Polly nos inspira pois mesmo as coisas dando errado ela não desanimou e foi dar uma resolvida na vida dela.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu já vi muitos desses livros de romances de hoje, eu estou adorando esse novo gênero que a editora estar trazendo. O livro tem uma premissa ótima, nós apresentar um clichê bem fofo que adoramos né. Espero muito ler!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Tenho A peuena livraria dos sonhos, mas ainda não li, mas sabia dos demais livros da autora. A forma que a autora escreve da para ver que é simples e sem dificultar a leitura, e é isso que gosto. Quero ler todos os livros dela.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei