27 agosto 2019

[Resenha] Mulher Gato - A Ladra de Almas - Lendas da DC # 3 - Sarah J. Maas

TERCEIRO VOLUME DA SÉRIE LENDAS DA DC.
A Mulher-Gato da autora best-seller Sarah J. Maas é o que os fãs da personagem amam: forte, independente e única.
No passado, Selina Kyle vivia no submundo de Gotham, cometendo pequenos delitos para sustentar a família. Quando a mãe a abandona, a jovem precisa tomar uma difícil decisão e entrega a irmã nas mãos de um casal que poderia cuidar bem melhor dela, longe da pobreza.
Dois anos depois, Selina retorna como a rica e misteriosa Holly Vanderhees. O que a trouxe de volta à cidade? E o que vai aprontar agora que tem como parceiras Arlequina e Hera Venenosa?
Com Batman fora em uma missão vital, Luke Fox quer provar que pode ajudar os habitantes de Gotham usando o disfarce de Batwing. Seu alvo é uma nova gatuna que se uniu às duas rainhas do crime. Juntas, as três instauram o caos.
Em meio a um jogo de segredos, mentiras e furtos, Selina se engalfinha à noite com Batwing, e se enrosca de dia com Luke Fox. Em uma trama que vai roubar o fôlego dos leitores, Sarah J. Maas mostra os primeiros momentos da ardilosa Mulher-Gato como uma das anti-heroínas mais ambíguas e amadas do mundo.


Livro:  Mulher Gato, A Ladra de Almas||  Série: Lendas da DC # 3|| Autor: Sarah J. Maas
Editora: Arqueiro|| Ano: 2019 ||  Gênero:  Fantasia, YA
 Classificação:  5 estrelas ||  Resenhista:  Daiana

Skoob || Compre || Editora
Participe do Top Comentarista Agosto

Esse é o terceiro livro da série Lendas da DC. O primeiro é Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra, escrito pela Leigh Bardugo, e o segundo é Batman: Criaturas da Noite, escrito pela Marie Lu.

A história começa dois anos antes, com Selina Kyle se desdobrando em dois para cuidar de sua irmã doente no submundo de Gotham. Integrante do grupo das Leopardas, ela participa de lutas clandestinas para ganhar dinheiro, mas tudo está prestes a dar um grande salto. 

Encurralada por uma Al Ghul, Selina faz um acordo, e, em troca de proteção e uma vida boa para sua irmã, ela entra para a liga dos assassinos.

Depois de um treinamento de dois anos com Talia e Nyssa Al Ghul, Selina retorna a Gotham no papel da socialite, Holly Vanderhees e com um plano para desbancar os mais ricos da cidade. 

“Gotham City passara muito, muito tempo pendendo na direção dos ricos e corruptos. Ela havia chegado para endireitar tudo, mais uma vez."

Durante um dos seus grandes roubos, ela fica frente a frente com a Hera Venenosa, e mais tarde, para completar o vértice, Arlequina se junta a dupla, depois é claro, a promessa da Mulher Gato de libertar o coringa de Arkham. 

Com Batman em missão fora da cidade, Luke Fox, um ex fuzileiro, assume o papel de protetor de Gotham, sob a máscara de Batwing, e será dele o desafio de deter o trio.

E, não por coincidência, Luke ainda é vizinho de Holly, não fazendo ideia, de que a sua vizinha, por quem se sente tão estranhamente atraído é a responsável pela onda de crimes, que passaram a assombrar as noites de Gotham City. 

“Ela o encarou de cima a baixo. Pelo menos, foi o que ele sentiu.
- Tem gente boa em Gotham. Proteja essas pessoas.”


Eu estava muito ansiosa pelo livro da Mulher Gato. Primeiro, porque é minha anti-heroína e autora, favoritas; segundo, porque eu sei que a Sarah sabe como ninguém criar protagonistas fortes, inteligentes e audaciosas. A Sarah nunca decepciona, e esse livro é só mais uma prova do talento e da perspicácia dessa escritora. 

Sarah nos traz a incrível complexidade da protagonista com seus dois alter egos, e o questionamento que surge ao nos vermos torcendo por ela: “como é possível buscarmos justificativas para uma vida de crimes?!”

Sobre o romance, ele existe, mas - infelizmente - não tem tanto destaque, acontece de forma lenta e gradual, e sem exageros, então não vão com tanta sede ao pote com relação a isso. Durante a leitura, também me sentir inúmeras vezes frustrada pela sucessão de fracassos do Batwing contra a Mulher-Gato. Mesmo sendo um coadjuvante, ele foi um herói visivelmente fraco - e um pouco burro. Ele não conseguia antecipar nenhuma ação da gatinha e nem ligar os pontos. Isso, de fato, me irritou bastante, e eu só conseguia pensar: “chama o Batman, po!”


A autora trabalhou muito bem as personagens de Hera e Arlequina, o laço de amizade e parceria que nasce entre as três, além de dar a história aquela carga emocional que é sua marca registrada. Quem iria imaginar que eu choraria horrores com esse livro? E aquela participação especial do Coringa no ponto mais tenso? Wow!!! Foi de arrepiar!

Essa história não poderia mesmo ter sido escrita por outra pessoa! 

O livro cumpriu seu papel no projeto da quadrilogia, e mesmo para aqueles que não se identificam com a Mulher Gato, é sem dúvidas uma leitura eletrizante, e a interação entre os personagens que já conhecemos torna a história ainda mais envolvente.

Mulher Gato - A Ladra de Almas, é uma leitura para todos os fãs desse universo de super heróis e vilões - ainda que a sua religião seja a Marvel. E uma experiência totalmente nova dentro das histórias em quadrinhos - sem os quadrinhos.

“Hera indagou, com a voz grave, porém clara:- Quer dizer então que você ainda tem mais seis vidas?"







Compartilhe!

6 comentários :

  1. Olá! ♡ Adorei essa capa, aliás todas as capas dessa série são lindas! Tenho muita vontade de ler essa série, adoro o universo da DC, seus heróis e vilões.
    Gosto bastante da Mulher Gato, então estou bem empolgada com essa leitura.
    Ainda não conheço a escrita da Sarah J Mass, mas tenho muita vontade e acho que esse livro é perfeito para isso.
    Sei que a história não é pra focar no romance, mas gostaria que a autora tivesse dado mais destaque para o mesmo.
    Já estou animada para conferir essa parceria entre a Mulher Gato, a Hera e a Arlequina!
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rayssa! Se você gosta da Mulher-Gato corre para ler! E realmente o livro é perfeito para vc conhecer a escrita da Sarah. <3

      Excluir
  2. Oiii ❤ A Mulher Gato, apesar de eu gostar dela, não chega nem perto de ser a minha personagem favorita da DC ou a que me causa mais interesse, mas quero muito fazer a leitura desse livro para conhecê-la melhor.
    Deve ser incrível ver a Mulher Gato, a Arlequina e a Hera Venenosa trabalhando juntas, esse é um dos maiores motivos pra eu querer ler o livro.
    É uma pena que Luke seja um tanto burro quanto a prever o que a Mulher Gato fará, já que ele saber fazer isso é de suma importância.
    Estou curiosa sobre essa obra.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rayane!
      Ficou sensacional nesse livro a interação da Mulher-Gato, Arlequina e Hera. E apesar das diferenças surge uma amizade verdadeira entre as três, e com direito a diálogos bem divertidos!
      Vale a pena ler!
      Bjs!

      Excluir
  3. Quero ler, eu gosto da mulher gato e li um livro da autora e gostei muito, esse trio de mulheres deve ter ficado bem divertido e além de imbatíveis. Só a parte do Luke que parece que não agrada, a autora poderia ter caprichado mais nesse personagem e no romance gostaria que tivesse mais destaque se não fica aquela sensação que faltou algo, mas mesmo assim quero conferir como ficou essa trama.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Uau, eu sou muito apaixonada por heróis tantos da Marvel como da DC. Adorei muito esse livro, fiquei bastante curiosa pela historia da personagem e pelas aventuras e brigas que irá se mete. Espero muito ter a oportunidade de ler. Se não me engano na serie de The Flash em um crossover apareceu uma personagem tipo esse. Agora fiquei bem mais curiosa!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei