06 julho 2019

[Resenha] Para educar crianças feministas - Chimamanda N Gozi Addichie


Após o enorme sucesso de Sejamos todos feministas, Chimamanda Ngozi Adichie retoma o tema da igualdade de gêneros neste manifesto com quinze sugestões de como criar filhos dentro de uma perspectiva feminista. Escrito no formato de uma carta da autora a uma amiga que acaba de se tornar mãe de uma menina, Para educar crianças feministas traz conselhos simples e precisos de como oferecer uma formação igualitária a todas as crianças, o que se inicia pela justa distribuição de tarefas entre pais e mães. E é por isso que este breve manifesto pode ser lido igualmente por homens e mulheres, pais de meninas e meninos. Partindo de sua experiência pessoal para mostrar o longo caminho que ainda temos a percorrer, Adichie oferece uma leitura essencial para quem deseja preparar seus filhos para o mundo contemporâneo e contribuir para uma sociedade mais justa.


Livro: Para educar crianças feministas|| Autor: Chimamanda NGozi Adichie 
Editora: Companhia das Letras||Ano: 2012 || Gênero:  ?
 Classificação:  5 estrelas || Resenhista: Karina


“Para Educar Crianças Feministas” é um livro que surgiu de uma carta que Chimamanda enviou a uma amiga que tinha se tornado mãe recentemente. 

Para mim o feminismo é sempre uma questão de contexto. Não tenho nenhuma regra.

A amiga IJEAWELE pediu conselhos a Chimamanda de como criar sua filha dentro do feminismo, num primeiro momento, Chimamanda relata que não sabia bem como dar tais conselhos, pois essa tarefa pode ser muito árdua, mas devido sua relação com o tema, encarou o desafio e chegou à conclusão que talvez não seja tão difícil assim, basta com que nós encaremos a desconstrução de várias coisas que aprendemos a fim de criar um ser humano na nossa melhor versão.

Nunca desculpe se por trabalhar[...] Por favor, não acredite na ideia de que maternidade e trabalho são mutuamente excludentes.

São ao todo 15 conselhos que visam refletir sobre como nos influenciamos a maneira que crianças supostamente devem se portar, desde fatos que ocorrem no nosso dia a dia, as expectativas que elas devem criar com relação aos homens, a vida e ao próprio comportamento.

Saber cozinhar não é algo que vem pré-instalado na vagina.

O tom do texto é de uma conversa, tipo aquelas conversas que temos em nossos círculos sociais com amigas, mas por mais simples que possa ser, esses conselhos nos trazem questionamentos fundamentais. Esse é um livro de leitura rápida que deve ser relido periodicamente para que identifiquemos em nós o que queremos que seja o espelho da criação de uma criança; ao final chegamos à conclusão que a diferença entre os gêneros nunca foi o problema, essa deve até mesmo ser celebrada, o problema está na desigualdade de direito.

Mesmo culturas que esperam que mulheres sejam sexy- como no ocidente-, não esperam que elas sejam sexuais.

Chimammanda tem outros títulos já publicados no Brasil como “Americanah” (2014), “Hibisco Roxo” (2011) e “Meio Sol Amarelo” (2008), todos pela Companhia das Letras. E seu discurso do “Sejamos Todos Feministas” foi incorporado na música “Flawless” da Beyoncé; com esse novo lançamento esperamos que o discurso de “ Para Educar Crianças Feministas” seja incorporado na essência da humanidade, e claro, vale sempre lembrar que:

Feminismo e feminilidade não são mutuamente excludentes.

Compartilhe!

6 comentários :

  1. Ainda não li nenhum livro da autora, mas quero muito ler Hibisco Roxo. Achei esse muito interessante e importante, para podermos orientar e ensinar nossos filhos, entre outras crianças, para que cresçam sabendo que não tem nenhuma função que seja exclusiva das mulheres, todos somos iguais e as tarefas também são para todos. Confesso que ainda tem muitas pessoas que pensam que serviços domésticos são das mulheres, me pergunto até quando isso, gostei desse quote "Saber cozinhar não é algo que vem pré-instalado na vagina".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu vejo o nome Chimamanda já entra pra lista de desejos, tenho certeza que você vai adorar Hibisco Roxo, ela tem uma maneira muito simples e forte de relatar coisas importantes e triste ! Aqui no ELB ela sempre tem espaço de destaque !! Fica de olho que vem novidade legal da autora por ai! E assim que vc ler nos conte o que achou <3

      Excluir
  2. Oiii ❤ Não li nenhum livro da autora, apesar de ter Sejamos todos feministas no aplicativo do Kindle. Espero ler em breve.
    Acho muito importante um livro como esses, ainda mais numa sociedade tão machista como a nossa.
    Acho que ensinar as crianças desde pequenas sobre feminismo é muito importante para que cresçam sendo mais conscientes.
    Cozinhar não é algo que a mulher nasce sabendo fazer, não é uma obrigação da mulher. Homem também pode e deve cozinhar.
    Adoraria ler esse livro, obrigada pela dica ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ray, estamos com o sejamos todos feministas na nossa lista de desejados tbm !!!!! Assim que rolar a leitura com certeza a gnt volta aqui pra comentar com vcs <3

      Excluir
  3. Olá!
    Eu obtenho esse pequeno livrinho na minha estante mas ainda não li, estou esperando o momento para ler. Ao ver sua resenha fiquei bem curiosa por ele. Espero muito tira um tempinho para ler ele.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  4. Olá! ♡ Adorei a proposta do livro, é importante que preparemos nossos filhos para o mundo contemporâneo em que vivemos e os ensine a lutar por uma sociedade mais justa.
    Sempre tive curiosidade em ler algo dessa autora, as premissas dos livros dela sempre chamam atenção.
    Obrigada pela indicação! Espero poder fazer a leitura desse livro em breve!
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei