18 maio 2019

[Resenha] Dance of Thieves - Mary Pearson


O universo expandido das Crônicas de Amor & Ódio com uma aventura apaixonante.

Quando o patriarca do império Ballenger morre, seu filho, Jase, torna-se seu novo líder. Até mesmo os reinos mais próximos se curvam à força dessa família fora da lei, que sempre governou por suas próprias regras. Mas uma nova era surge no horizonte, movimentada por uma jovem rainha, que logo se torna alvo de ressentimentos e ira da dinastia. 
Kazi, uma ladra reformada que cresceu nas ruas de Venda e sobreviveu por sua inteligência e agilidade, agora faz parte dos Rahtans, a guarda da rainha, e é enviada por ela para investigar transgressões e violações de tratados vigentes junto a Synové e Wren, outras duas soldadas da guarda real. Quando chega à terra proibida dos Ballenger, um incidente a deixa acorrentada a Jase, trazendo empecilhos ao seu trabalho.
A competição de sagacidade com o jovem líder faz com que eventos inesperados saiam de controle, e o laço entre ambos se estreita conforme eles utilizam falsos argumentos para cumprir suas próprias missões e promessas. A batalha de poder entre Kazi e Jase pode lhes custar a vida — e seus corações.
Neste livro, somos todos testemunhas de um dos maiores talentos de nossa rainha: dar vida a protagonistas empoderadas. Kazi é uma guerreira imbatível e determinada que marca presença por onde passa, seguindo os passos de Lia, a heroína das Crônicas de Amor & Ódio, ao inspirar mulheres a serem donas de seu próprio destino.


Livro: Dance of Thieves || Série: Dinastia de Ladrões # 1 || Autor: Mary E. Pearson
 Editora: DarkSide || Classificação: estrelas || Resenhista: Dai
“Faça um desejo, Kazi. Faça um desejo para amanhã, para o dia seguinte e para o próximo. Um deles sempre haverá de se tornar realidade.” ⚔

Em Dance of Thieves , a nova duologia da Mary Pearson, somos transportados seis anos depois dos eventos de A Beauty Darkness.

O livro começa com três Rathans partindo em uma missão para a rainha de Venda. A missão de Kazi, Wren e Snové é descobrir o paradeiro de um dos traidores da trilogia anterior. Um fugitivo e também um dos responsáveis pela morte de milhares de inocentes. O destino das três, juntamente com nossos já conhecidos Nathya e Eben, é o território controlado pelos Bellenger. Um reino não reconhecido e aparentemente esquecido pelos Deuses.

“Talvez momentos como este fossem toda a verdade que poderíamos esperar do mundo”

A história se desenrola sob os pontos de vista de Kazi, ex ladra e agora membro da elite da rainha, e Jase, o novo patrei - uma espécie de líder daquele território. Obviamente, os protagonistas acabam se envolvendo, e se trata de uma relação frágil e repleta de química, além de ser construída em meio a segredos demais. A falta de confiança entre eles é o que atrapalha os amanhãs que ambos desejam para os dois.

“Então, segure-se em mim”, disse ele. “Deixe-me mostrar as estrelas para você.”

Mais uma vez, nos deparamos com personagens femininos poderosos e arcos que nos prendem horas a fio na leitura. Gostei da autora ter dado um foco maior para o romance e ter explorado bastante os momentos entre os dois, não deixando de lado toda a trama politica que os envolvia.
Todos os personagens são determinados e cabeças duras e autora soube construir e dosar todos os elementos que introduziram essa nova duologia. E ainda temos o bônus maravilhoso de reencontrar personagens já conhecidos e descobrirmos como estão suas vidas atualmente. 

Particularmente, eu me encantei bem mais com essa premissa do que com as Crônicas de Amor e Ódio. Em Dance of Thieves, eu simplesmente gostei de cada paragrafo. 

Aqui também, nós desmistificamos algumas crenças da mitologia que nos foi apresentada em Crônicas, o que deixa a construção desse mundo ainda mais interessante. A Mary não exagerou nos detalhes e sua narrativa continua poética e fluindo de forma que nada dificulta a leitura.
E o que falar dessa diagramação da Darkside? Essa editora se supera a cada lançamento!

Dance of Thieves, é obviamente um livro para os fãs da série, mas também é uma leitura que não deixa margem para arrependimentos. 

Leiam todos!

“Escolha suas palavras com cuidado, até mesmo aquelas em que for pensar, porque as palavras se tornam sementes, e as sementes se tornam história.”

Compartilhe!

3 comentários :

  1. Eu ainda não li a série anterior, Crônicas de Amor e Ódio, apesar de ter os dois primeiros livros. Mas sempre vi críticas super positivas. Parece que a autora é realmente muito boa. E a DArkSide sempre tem trazido livros muito bons e feito edições encantadoras.

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler os outros livros da autora, são bem comentados. Deve ser uma aventura e tanto essa busca pelo fugitivo e gostei de saber que os protagonistas tem muita química isso é maravilhoso, mas esses segredos entre eles, devem causar problemas. Parece ser uma leitura gostosa e que agrada.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu não li a serie Cronica de amor e ódio e olha que tenho em minha estante completa, porém não li mas desejo muito. Esse me deixou muito curiosa, a trama é uma premissa ótima. Espero poder ler e conhecer mas a historia que essa autora criar.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei