22 abril 2019

[Resenha] TKO - Nocaute Técnico - Eduarda Gomes

Maxwell Ferraz é um lutador de MMA em ascensão que corre atrás de tudo que sempre sonhou: fama e poder. Ele nunca teve medo de lutar pelo que quis. Saiu de casa cedo, deixando os pais e os irmãos mais novos para ir em busca dos seus sonhos. Ele só tem um ponto fraco: sua fisioterapeuta.
Alice Lopez é fisioterapeuta e trabalha na academia Muay Thai, onde os melhores lutadores de MMA são treinados. É destemida e não foge a desafios. Ela só tem um ponto fraco: seu paciente.
Maxwell e Alice vivem um relacionamento intenso e se entregam incondicionalmente. Mas um terrível engano destrói o paraíso dos dois.
A mágoa e o rancor tomam o lugar do que um dia foi amor no coração de Alice, que agora só deseja esquecer Maxwell e viver sua vida longe de qualquer coisa que a façam lembrar dele.
Durante anos, fama, poder, luxo e mulheres não foram capazes de fazer Maxwell se esquecer de sua Alice. Tudo o que ele sempre quis era poder mostrar a verdade a ela.
O destino armou um reencontro entre eles, mas será que os dois serão capazes de esclarecer o mal-entendido e retomar o sentimento que ainda existe?

Livro:  TKO - Nocaute Técnico||  Autor: Eduarda Gomes
Ano: 2019 ||  Editora: AllBook  || Gênero: Romance, Hot
Classificação: 3 estrelas || Resenhista: Lud


Bora para mais um lançamento da Allbook. Esse é o segundo livro da editora a ser lançado, e é de uma autora nacional. Eu me questionei muito se deveria fazer a resenha ou não. Mas acho que toda forma de opinião é válida, contanto que seja feita com respeito e com argumentos. Então vamos para a minha resenha do livro TKO.

Nesse livro vamos conhecer a história de Maxwell Ferraz, um lutador de MMA, e sua namorada, a fisioterapeuta Alice Lopez. Os dois mantém um relacionamento que vem dando certo, mas em uma noite tudo vem por água abaixo, quando Alice lê uma mensagem do empresário de Max e decide pôr um fim ao relacionamento. 

Prevendo não conseguir ficar longe de Max, ela sai do país para fazer uma especialização e fica quatro anos fora. Quando finalmente retorna, cada um deles está envolvido com uma pessoa. Ela prestes a se casar, e ele em um relacionamento complicado com uma modelo. 

Mas, é difícil enganar os sentimentos, e ambos acabam se encontrando e revivendo aquela paixão que nunca se extinguiu. Porém, antes do seu final feliz, eles vão precisar desfazer os enganos do passado e trabalhar nesse novo relacionamento que parece ser alvo de várias pessoas mal-intencionadas.


A frase no começo da resenha assusta muito, mas não é que eu odiei o livro, eu só esperava bem mais dele. Na verdade, ele me fez sentir de volta quando os livros hots entraram no mercado, onde você tinha muita cena picante e pouco desenvolvimento. De novo, devo salientar, que essa é a minha opinião, como tem muitas outras que amaram a história desse livro. 

Quando eu comecei a ler, já gostei de cara, era isso que eu queria, um livro dramático mais picante,  entretanto, conforme fui lendo, a história foi sumindo e eu me via cada vez mais lendo cenas hot. E quando pensava que iria evoluir, a autora não desenvolvia todo o potencial que os personagens tinham para o enredo. 

Personagens secundários para formar uma boa trama, havia. E mais de uma história poderia ser desenvolvida dali. Havia o drama familiar, envolvendo o irmão e a mãe da Alice, e isso era uma situação bem complicada para a personagem principal. Então, havia os ex-pares românticos, a namorada do Max e o namorado da Alice, que além da perseguição dos ex, ambos tinham muitos problemas psicológicos e havia material para abordar a violência doméstica também. Todos os quatro tinham uma trama secundária que não foi aproveitada. 

Fora isso, o relacionamento dos personagens principais deixa a desejar. Ambos precisam esclarecer o que aconteceu 4 anos antes e trabalhar a confiança nesse relacionamento agora. E não temos isso, não temos diálogos de ambos sobre essa construção, eles simplesmente voltam e está tudo bem. A mocinha do começo do livro, aquela forte e decidida, não é a mesma quando volta para o Max, ela se torna bem submissa. Acho que se a personalidade da Alice fosse mais complexa daria uma ótima personagem. Max foi mais consistente, não amei a personalidade dele, é aquele tipo macho alfa, que quer proteger a mulher de tudo.

Enfim, eu não acho o livro de todo ruim, havia disponível muitos elementos que poderiam ser trabalhos pela Eduarda, mas infelizmente tudo ficou superficial. O que é uma pena, pelo potencial que a história tinha.

A diagramação do livro está maravilhosa.

De novo, eu saliento que essa é a minha opinião e que você deve ler o livro para tirar as suas, você pode se surpreender. 

Compartilhe!

4 comentários :

  1. Olá!
    Eu gostei da resenha, tem uma premissa ótima o livro. Eu gosto de livros hot, as vezes preciso sair da zona de conforto e esse livro me deixou muito curiosa por ele. Espero poder ler em breve!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  2. É uma pena que deixa a desejar esse livro, gosto de hot, mas tem que ter conteúdo, uma historia que vai se desenvolvendo, nada de ficar só sexo, deveria ter sido melhor trabalhado. Achei estranho não explicar o que aconteceu, porque ela terminou o relacionamento, parece que fica vago isso aí.

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente, logo que vi a capa não me interessei pelo livro. E, vendo que é um livro puramente hot que não tem nenhum outro contexto por trás desanima. Muito mais do que só as cenas de sexo, a gente precisa também de uma estória de verdade.

    ResponderExcluir
  4. Lud!
    Acredito que a inesperiência da autora, talvez tenha sido o motivo pelo enredo não ser tão bem desenvolvido.
    De qualquer forama, gostaria de conhecer, porque gosto de romances hots e poderei cohecer mais um autora nacional.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei