25 março 2019

[Resenha] Apenas uma noite - Kendall Ryan

Da autora da lista de best-sellers do New York Times, Kendall Ryan, vem um romance independente sobre um pai solteiro e a nova vizinha, por quem ele se apaixona.
Ontem à noite foi a noite mais embaraçosa da minha vida.
Eu era aquela garota.
Você sabe, a garota totalmente bêbada que comemora seu trigésimo aniversário com suas duas melhores amigas – que são bem-casadas. E quanto mais eu bebia, mais queria fazer algo imprudente para comemorar.
E com “imprudente”, me refiro ao homem sexy e sedutor vestindo terno, em pé e perto do bar. Imagine o tipo dele – alto, moreno e bonito. Eu tinha certeza de que ele era areia demais para o meu caminhãozinho, mas eu tinha bebido o suficiente para que esse fato parecesse não ter importância. Eu não sou gorda, fique sabendo, mas fica claro que gosto de batata frita, então…
Ele me levou para casa e a nossa transa estava sendo a melhor de toda a minha vida. Bem, até sermos interrompidos inesperadamente.
Não há nada como ser interrompida no meio do caminho por uma vozinha perguntando: "O que você está fazendo com meu pai?"
Preferia estar morta... eu pensei.
Venha ver como o homem em quem montei como quem monta um touro no rodeio se tornou meu senhorio.

Livro: Apenas uma noite  || Autor:  Kendall Ryan ||Editora: Allbook
Classificação: 3 estrelas || Resenhista: Lud
 Ano: 2019 || Gênero: Romance, Hot

Vamos para mais um lançamento da Allbook. Eu nunca li nada da Kendall, mas ela é bem popular nos EUA, possui vários livros únicos e séries. Mas, fiquem tranquilos que Apenas uma noite é um livro único.

Kate está fazendo trinta anos, e nada melhor do que comemorar com as melhores amigas. A noite está ótima regada a bebidas, conversas e risadas até que Kate bate o olho e encontra o cara perfeito para apenas um noite. 

A química entre ambos é instantânea, e depois de algumas bebidas, eles seguem para a casa de Hunter para ter o aniversário mais memorável de todos. E não é que Kate estava certa, mas não pelos motivos que ela pensava. No meio do ápice do sexo, eles são interrompidos pela filha de Hunter, que quer saber o que essa mulher está fazendo com o seu pai. Kate queria morrer nessa hora, mas ela só pega suas roupas e sai correndo da casa dele, literalmente. 

Apesar do ocorrido, Kate não pode deixar de dizer que Hunter é maravilhoso, mas nunca mais quer vê-lo na vida. Só que o destino tem outros planos e, finalmente, quando ela consegue um apartamento para alugar, adivinhem quem é o senhorio? 

Exatamente, Hunter está alugando o apartamento em cima da garagem, e é simplesmente perfeito, inclusive com uma vista para um lago na parte de trás. Não tem como recusar um lugar assim, então Kate decide que ambos podem ser maduros sobre isso e decide ficar com o lugar.

Os dois conversam e entram em um acordo, mas conforme os dias vão se passando e eles vão se conhecendo, a atração simplesmente explode, e o próximo passo é serem amigos com benefícios. Hunter está bem com isso, ele irá aceitar o que ela está disposta a dar no momento, até que caia na real e descubra que estar em um relacionamento pode ser simplesmente maravilhoso.

"Havia algo em Hunter, que tronava impossível dizer não a ele."


"Talvez uma aventura casual com a minha nova inquilina fosse uma ideia terrível. E ainda assim... talvez fosse exatamente o que nós dois precisávamos."

O livro intercala dois pontos de vista. E devo dizer que é meu tipo de narração favorito porque sempre conseguimos ver os dois lados da história.

Kate tem um pequeno problema com relacionamentos, isso devido ao casamento fracassado dos pais, e o horrível divórcio que sua irmã passou. Apesar de suas duas melhores amigas serem muito felizes em seus relacionamentos, ela não consegue tirar da cabeça o medo que tem de se comprometer. Para ela, a vida está ótima como está. Eu já li essa temática antes, mas eu realmente gostei dessa personagem, por que no final ela descobre que simplesmente não estava pronta para o próximo passo. E eu adorei isso. 

Hunter é maravilhoso. Ele sai daquele estereótipo que sempre vemos nos livros. É atencioso, carinhoso, divertido e muito tranquilo. Ele não pressiona a Kate em nenhum momento, é um tipo de mocinho que não é agressivo em sua personalidade. E sua relação com a filha é ótimo e condizente com uma menina de quatro anos.

O romance é ótimo, com um desenrolar lento, que é construído aos poucos, com uma amizade sendo um fundamento para ambos. As cenas mais intimas são bem quentes, porque é lógico que a atração entre eles é bem intensa, e eles não conseguem negar isso. 

No geral, eu adorei a leitura, a escrita da Kendall é bem humorada. Os diálogos são espirituosos e os personagens te conquistam logo de cara. Se você está procurando um romance divertido e leve, esse é o seu livro.

História para apenas uma noite, hein? — Ele perguntou, recordando as palavras de Jessie.
Eu revirei os olhos.
— Obviamente, meu plano não deu certo.
— Eu diria que deu muito certo. 

Compartilhe!

3 comentários :

  1. Parece se ruma leitura gostosa e divertida, gostei por vários motivos, primeiro ser volume único o que esta cada vez mais difícil de encontrar, depois por ter o ponto de vista dos dois, adoro quando é a parte do mocinho, pelo romance surgir devagar e por ter química o casal, são quesitos principais, então preciso desse livro rs.

    ResponderExcluir
  2. Lud!
    Gosto também na narrativa intercalada porque o entendimento fica mais abrangente.
    Amo quando há toda essa química entre o casal e quando tem essa carga dramática com traumas do passado e tudo o mais para serem superados.
    Já quero ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Ja amei esse personagem, diferente dos bad boys que sempre vejo. Amoo livro com crianças e sempre vemos as mães solteiras e agora mostrando o pai nessa situação também é uma novidade. Adorei a premissa, simpatizei com o casal logo de cara, certeza que vou dar boas risadas com a leitura. Só vejo gente falando super bem desse livro e já ta na minha lista!

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei