05 fevereiro 2019

[Resenha] Para Sempre Sua - Crossfire #3 - Sylvia Day




A partir do momento que conheci Gideon Cross, vi nele algo que precisava. Algo que não podia resistir. Eu vi a alma perigosa e danificada — muito parecida com a minha. Eu estava atraída por isso. Eu precisava dele, tanto quanto precisava que meu coração batesse.
Ninguém sabe o quanto ele arriscou por mim. O quanto fui ameaçada, ou quão sombria e desesperada a sombra de nosso passado se tornaria.
Entrelaçados por nossos segredos, nós tentamos desafiar as probabilidades. Nós fizemos nossas próprias regras e nos rendemos completamente ao poder requintado da posse…



Livro: Para Sempre Sua || Série: Crossfire #3 ||  Autor: Sylvia Day
Editora: Paralela || Classificação: 3 estrelas ||Resenhista: Luiza
 Ano: 2013 || Gênero: Romance Erótico

A relação de Eva e Gideon continua enfrentando obstáculos. Depois de descobrir o que Gideon fez por ela, os acontecimentos e as atitudes que ele tomou nas últimas semanas fizeram sentido. Era difícil para Eva assimilar a grandiosidade do que aconteceu e o que isso significava na relação deles.

Uma coisa era muito certa: eles ainda não podiam assumir publicamente que estavam juntos, para que as suspeitas não recaíssem sob Gideon. E isso incluía Cary, ele também não poderia saber, pois senão Eva teria que contar a verdade por trás de suas atitudes e isso ninguém poderia saber.

Eles se encontram no apartamento ao lado de Eva e encontram a paz nos braços um do outro. Essa "separação" deu uma nova perspectiva para os dois, e as coisas começam a evoluir. Eles se tornam pessoas melhores e conseguem entrar mais em sintonia. Se tudo fosse tão simples...
“Bons sonhos, amor”, eu sussurrei, enlaçando seus braços com os meus.
Ele abriu um sorriso com a boca colada ao meu pescoço. “Os meus sonhos já viraram realidade.”
Depois que Eva entrou na vida de Gideon, atraiu muita atenção para si e para a relação deles, e, com isso, apareceram pessoas querendo destruir o que eles tinham.

Depois do drama com Nathan, ela achou que as coisas melhorariam. Só que ainda tem o lance com o Brett. Ele insiste que quer fazer parte da vida dela, e acha que vai reconquistá-la. Eva não sabe como afastá-lo, mesmo que ainda tenha uma faísca quando fala com ele. Ela sabe que seu coração pertence a Gideon, mas precisa resolver as coisas com Brett.

O lançamento de Golden vem aí, e ela promete ir. E esse clipe vai colocar mais lenha na fogueira ainda, depois que Gideon assistir...

Não bastava isso tudo, ainda tem Corinne infernizando a vida deles. Gideon teve que usá-la para fingir um rompimento com Eva, e Corinne acha que ainda tem uma chance com Gideon. Claro que isso se torna um transtorno para a relação deles, mais um né. Eva está tentando lidar com isso tudo, mas Gideon não é a única pessoa que tem problemas com relacionamentos, ela tem um passado obscuro que precisa lidar também. Onde isso tudo vai dar?

E não acabou o drama não. Uma mulher do passado de Gideon, Deanna, jornalista e mais uma das que tiveram o coração partido, está na cola dos dois. Ela quer acabar com Gideon e vai fazer de tudo para desenterrar o que puder. Se aproxima de Eva para tentar conseguir alguma coisa contra ele, mas não sabe que eles nunca se separaram. 

Com tantas pessoas contra eles, além do passado dos dois, tantos sentimentos envolvidos, tantos segredos, como eles farão para encontrar o caminho da felicidade? De uma coisa ambos têm total certeza: não sabem viver sem o outro e farão de tudo para ficarem juntos.
“Vamos beber um vinho enquanto conversamos.”
“Está querendo me embebedar pra depois se aproveitar de mim?”
“Não.” Ele me soltou e deixou a sacola com as toalhas sobre o balcão. “Eu sei que com você comida funciona melhor. O caminho pro seu coração passa pelo estômago.” 


Esse livro aumentou um pouco o meu conceito sobre a série, por isso que ele ganhou nota 3. Algumas coisas continuam a mesma coisa, mas outras melhoraram. Vou explicar melhor.

Com a revelação de que Gideon matou Nathan para proteger Eva, eu entendi as atitudes cafajestes dele no último livro. Sim, ele continua sendo problemático e absurdamente controlador, mas muito do que ele fez foi para protegê-la e todas as vezes que ele não falava nada e respondia com sexo foi para fugir do assunto, ok. Ele ainda tem que melhorar muito, mas vemos que está se esforçando. Além de ser lindo, sexy e maravilhoso, né? Ele esteve especialmente sensacional nesse livro, se é que vocês me entendem. E também teve muitas falas lindas e tocantes, definitivamente é um personagem que evoluiu.
“Eu olho pra você, meu anjo, e não consigo pensar em mais nada. Quero estar com você, ouvir você, conversar com você. Quero ouvir a sua risada e oferecer o meu ombro quando você chorar. Quero sentar ao seu lado, respirando o mesmo ar, compartilhando a mesma vida. Quero acordar todos os dias ao seu lado. Eu quero você.” 
Eva eu ainda não entendo, de verdade. Com nova perspectiva sobre motivos de Gideon em ser tão evasivo, eu entendi o lado dele, mas o dela, não. Porque ela não sabia dos motivos dele e se deixou ser manipulada. Ainda continuo achando surreal essa personagem e metade das atitudes dela são muito fora da casinha. Mas, ela deu uma melhorada. As perguntas que ela está fazendo e as dúvidas que surgiram em sua mente podem dar uma ideia que talvez ainda exista esperança para ela.
“Nós somos completamente anormais.”
“Eu prefiro ‘moderadamente excêntricos’. Mas isso só entre nós.” 
No meio disso tudo, Cary enfrenta o drama de sua bissexualidade. Ele ama Trey, mas não consegue viver apenas com ele, sua outra metade precisa de uma mulher, e ele continua saindo com Tatiana, ao mesmo tempo que tenta manter seu relacionamento com Trey. Porque eu acho que isso não vai dar certo? Eva, obviamente, está muito consumida com seus próprios dramas para ajudar seu amigo. Na verdade, os dois precisam de ajuda.

Esse foi um livro definitivamente melhor que o anterior. Muitas perguntas foram respondidas, Gideon conseguiu se abrir com Eva sobre seus traumas, contou mais coisas sobre o seu passado, eles passaram mais tempo juntos, se conheceram melhor, e começou a surgir uma esperança de que o futuro pode ser feliz para os dois. Leiam!
“Se era a vontade que unia as almas, então as nossas estavam fundidas para sempre.”

Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei