09 fevereiro 2019

[Resenha] Magnífico - Trilogia da Lei #3 - M.S. Fayes


Quando Lana Conner precisou recorrer à ajuda de suas amigas, Kate e Fay, ela mal poderia imaginar que sua vida estivesse à beira de uma reviravolta. Abandonada pelo namorado, grávida e sem perspectiva de trabalho, ela volta a morar com sua mãe no interior, até que uma situação exige que ela saia de seu casulo e retorne a Boston. John Reynolds é um renomado juiz, senhor do destino na vida de muitas pessoas, de repente se vê sem o controle de sua vida quando uma amizade inesperada surge entre ele e Lana. John se fechou para o amor, assim como Lana foge do mesmo sentimento. Mas bastou apenas um olhar para que soubessem que algo poderia mudar em suas vidas. Será que estão prontos para enfrentar as dificuldades do dia a dia? O que o futuro poderia reservar a estes dois para que se permitam a chance de um novo começo?


  Livro:  Magnífico  ||  Série: Trilogia da Lei #3  ||Autor: M.S. Fayes
Ano: 2015 ||  Editora: Lançamento Independente|| Gênero: Romance 
Classificação: 3 estrelas || Resenhista: Laura


Skoob || Compre 
Resenha do livro 0102
Absoluto, Irresistível e Magnífico.

Esses são os livros da trilogia da lei, da M. S. Fayes. Os títulos resumem bem os seus protagonistas. Com o John não poderia ser diferente, esse homem é literalmente Magnifico! E Delicioso...
Mas vamos aos fatos:

No encerramento da trilogia, nós finalmente conhecemos a Lana, a parte frágil do trio que até agora deixava todos curiosos.

Esse livro retoma de onde parou no livro um,  Lana está morando na fazenda com sua mãe, já está grávida de seis meses e só quer uma vida simples com seu filho prestes a nascer. Mas então, o idiota do Paul resolve pedir a guarda sobre o filho ainda na barriga dela. Imediatamente Lana faz a sua mala e volta para Boston em busca da ajuda das suas amiga Kate e Fay. Logo que chega, Lana já conhece o Magnifico juiz Dr. John Reynolds e fica encantada com esse homem enigmático e charmoso. Mas nem cogita romance algum, já que está grávida e em um momento tão conturbado de sua vida.

John, por sua vez, fica encantado com a beleza e a aura de tranquilidade da Lana. Mas também não quer se envolver com ninguém, pois acabou de sair de um divórcio que foi no mínimo traumático. Apesar de sua relutância, ele não consegue se afastar da Lana, se sente protetor com relação a ela e aos poucos se apaixona por seu jeito simples e delicado de ser.
Com Lana ele sentia algo diferente. Ele não estava cortejado-a como amante. Ela era uma amiga. Uma companhia agradável, doce, que trazia um pouco de paz e luz para sua vida atribulada e solitária. Um pouco de ternura para seu coração empedernido.
Durante o processo com o pai da criança, Lana passa por algumas provações e John quer apenas ajudá-la como puder, ele está disposto a ser o que ela precisar que ele seja. Mas, em meio a tudo isso , ainda temos um conflito maior do que esse, o conflito interno de cada um deles. Os seus medos e anseios se afloram quanto mais o desejo cresce. Então John se vê pensando em agarrar uma mulher bastante grávida e arrancar suas roupas, e se sente como se estivesse ‘violando algo sagrado’. Enquanto Lana passa pelas dúvidas, que penso ser o mais comum de toda mulher grávida, que está gorda demais, e feia demais para esse Magnifico homem.



E no decorrer do livro, os dois vão se descobrindo e se apaixonando cada vez mais, mesmo em meio aos tribunais. Porque o amor tem seu jeito de encontrar o caminho, mesmo em meio das leis, o amor sempre vence.

Enfim, eu fiquei encantada com o John, o achei extremamente real - não sei se pelas características dele ou se pela escrita da autora - ele é sedutor, inteligente, sensível, tímido, e eu fiquei encantada!
Já a Lana é uma mulher muito tímida, recatada, alegre, mas confesso que em alguns momentos a achei meio tapadinha, é muita timidez gente!

Preciso dizer que estava com receio de ler esse livro. É de uma autora muito querida, e sempre fico com medo de não gostar do livro e precisar fazer uma resenha negativa, ainda bem que isso não aconteceu! Foi uma excelente conclusão dessa trilogia que tanto me conquistou. Com uma escrita leve e envolvente, a autora nos leva mais uma vez nesse universo das leis e nos deixa apaixonada por seus personagens cativantes. Magnífico me prendeu do começo ao fim, e não consegui largar até ler a última linha dos agradecimentos.

Compartilhe!

Postar um comentário





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei