13 janeiro 2019

[Resenha]Cretino Abusado - Cocky Bastard # 1 - Vi Keeland E Penelope Ward


Após ser traída pelo ex-namorado – chefe da firma de advocacia em que trabalhava – Aubrey decide que precisa de um recomeço. Deixa tudo para trás e aceita um emprego em uma startup na Califórnia, Estados Unidos, e parte em uma viagem de carro que mudará toda a sua vida.
Em uma parada na estrada, Aubrey conhece Chance, um homem atraente que viajava de moto. Com o corpo perfeito e sotaque australiano, o ex-jogador de futebol era bem convencido e arrogante. Quando sua moto quebra, Chance precisa da ajuda de Aubrey. Ele promete levá-la em segurança até seu destino em troca de uma carona, e os dois decidem seguir viagem juntos.
Aubrey está traumatizada após seu último relacionamento, mas sente uma atração incontrolável por aquele cretino abusado. Apesar da ligação cada vez mais forte entre os dois, Chance guarda um segredo que poderá separá-los para sempre.

Livro:  Cretino Abusado || Autora: Vi Keeland e Penelope Ward
 Série: Cocky Bastard # 1 || Editora: Essência || Ano: 2018 
Gênero: Romance, Drama || Classificação: 4,5 estrelas || Resenhista: Lud

 Esse é o primeiro livro da série Cocky Bastard, que possui cinco títulos em inglês e é escrito em parceria entre as autoras Vi Keeland E Penelope Ward.

Nesse primeiro livro vamos conhecer Aubrey e Chance. 
Aubrey está em uma viagem de mudança para outro estado, e em uma de suas paradas, ela acaba entrando em uma lojinha de souvenirs, e quando está com uma miniatura do Barack Obama na mão, ela escuta alguém falar em seu ouvido: compre, eu sei que você quer. Assustada, ela deixa cair no chão o enfeite que quebra. Obrigada a pagar pelo prejuízo, ela se vira e xinga a pessoa responsável, e para sua surpresa, além de ele ser maravilhoso, ele responde no mesmo nível que ela. 

Depois da troca de algumas farpas, esse abusado paga pela peça e vai embora, e logo Aubrey descobre que ele está parado logo atrás dela em sua moto, mas opa... parece que ele está com problemas com a moto - carma é uma vaca, não? Realmente é, já que ela descobre logo em seguida que seu pneu está furado. Precisando da ajuda desse homem, ele propõe que ela lhe dê uma carona em troca dele trocar o pneu para ela. Sem ter o que fazer, ela aceita dar uma carona para esse Cretino abusado. 

No decorrer da viagem, eles continuam a disparar frases ácidas um para o outro, mas ao mesmo tempo começam a descobrir sobre a vida de cada um, e realmente se conhecendo mais a fundo. Mas de repente tudo muda quando Chance larga Aubrey sozinha no hotel sem nenhum explicação, e com o coração partido, ela tenta seguir com vida, e parece estar conseguindo depois de dois anos, até que Chance aparece novamente para bagunçar a sua vida.   



Bem, como eu não sabia que era uma série, eu li o segundo primeiro. Mas mesmo na classificação do Goodreads, eles são marcados como único dentro de uma série, ou seja, eles não têm nenhuma ligação entre eles, um personagem não aparece no livro do outro, ou mesmo tem algum parentesco, como costumamos ver em séries.   

Luiza começou a ler antes de mim, e me contou umas coisas bobas, nada que seja um spoiler, e disse : LEIA LOGO. Então lá fui eu me aventurar nesse livro no ano novo. Gente do céu, eu ria alto em várias cenas, de forma que minha mãe apareceu para ver o que estava acontecendo.

Ao contrário do segundo livro, esse aqui tem uma divisão bem nítida, como parte um e parte dois, mesmo que não tenha demarcado, o leitor percebe. Na primeira parte temos uma narração mais descontraída e feita pela Aubrey, cheia de cenas engraçadas e diálogos ácidos entre os dois. E a segunda parte com uma pegada mais dramática e melancólica, narrada pelo Chance.

Chance é um homem maravilhoso, que se você tiver sorte, pode até encontrar um desse. Um cara verdadeiro, leal. Que faz de tudo para conquistar a mulher que ama, mesmo que deixá-la seja o que garantirá sua felicidade. Mas o que o faz maravilhoso, é como ele realmente enxerga a Aubrey, nem ela mesma sabe das coisas que ele sabe sobre ela. E isso não é maravilhoso? Estar com alguém que te conhece dessa forma.

Aubrey é uma pessoa única, uma mulher que não vê a maldade, que vive a sua vida de forma simples, e possui uma coragem fora de série. Nem ela sabe o efeito que sua personalidade causa nas pessoas. Eu me apaixonei por ela, e gostaria que ela fosse uma pessoa real para tê-la como amiga.

O livro, de forma geral, entrega tudo o que uma ótima comédia romântica pede. Temos todos os elementos que o gênero pede nas doses certas. E em alguns momentos você está rindo e se divertindo, e em algumas momentos você está com o coração apertado. E claro, não vamos esquecer as cenas hots do casal, que são dignas de um banho frio.

Posso deixar registrado aqui que sou uma fãs dessas duas, e estou louca pelos próximos livros.

Compartilhe!

3 comentários :

  1. Quase comprei esse livro em uma feira de livros, mas sabia que era série, então não comprei se soubesse que poderia ler separado teria comprado, pois é bem comentado. Gostei que é divertido, gosto de dar boas risadas enquanto leio, os protagonistas parecem que conquista o leitor logo de cara. Adoro quando os personagens ficam trocando farpas até que o romance surja, estranhei ele sumir sem dar noticias que mistério.

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto da Vi e acho que só li um livro da Penelope, mas tô com esse livro na minha meta de livros pra adquirir e ler rsrs. E gostei demais da resenha Lud, fiquei bem curiosa e espero entender os motivos dele abandoná-la ;)

    ResponderExcluir
  3. Lud!
    Que malvadeza não nos deixar saber quem é o terceiro personagem do livro…
    Aventura com muita confusão é bom demais, gosto de livros assim.
    Bom ver que Aubrrey e Chance tentam reconquistar um ao outro, mesmo com tantos altos e baixos.
    Deve ser uma leitura delicinha!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei