14 janeiro 2019

[Resenha] Ilha de Vidro - Nora Roberts - Trilogia dos Guardiões 03



"Nerezza, a deusa da escuridão, ainda não desistiu de obter as Estrelas da Sorte e destruir todos os mundos. As Estrelas de Fogo e de Água já foram recuperadas pelos seis guardiões, mas resta a Estrela de Gelo, e a batalha atingirá seu clímax.
Doyle McCleary, o espadachim imortal, prometeu nunca mais voltar para casa. No entanto, quando a procura pela última estrela o leva ao condado de Clare, na Irlanda, ele deve encarar o passado. Três séculos atrás, uma tragédia o obrigou a fechar o coração para o amor, sobrando em seu peito apenas morte e solidão. Sua natureza selvagem só não é mais intensa que a de Riley... e da loba que há dentro dela.
Arqueóloga e licantropa, a Dra. Riley Gwin não se rebaixa a ninguém. Fechada em sua biblioteca, em busca da misteriosa Ilha de Vidro, ela tenta negar a forte atração que sente por Doyle. Afinal, a última coisa de que precisa é uma distração.
À medida que o último desafio dos guardiões se aproxima, a loba e o imortal têm que unir forças pela vida de seus amigos. Com Nerezza recuperada e furiosa, os dois vão descobrir que a melhor arma para dar fim à escuridão talvez seja o amor."

Livro: Ilha de Vidro  || Série: Guardiões, 03 || Autor:  Nora Roberts 
 Editora: Seguinte  || Ano: 2018  ||  Gênero: Romance, Fantasia
 Classificação: 4,5 estrelas || Resenhista: Karla



Este livro pode conter spoilers, pois é o último livro da trilogia dos guardiões.

“Com um gesto, Celene dispensou as imagens ondulantes na praia. – O futuro começa agora.”

A jornada para recuperar a última estrela já começou e a batalha final contra a deusa da escuridão é iminente. Eles conseguiram chegar à Irlanda, agora precisam descobrir onde se esconde a estrela de gelo, mas retornar a esta terra faz Doyle sofrer. Foi exatamente aqui que virou imortal quando a tragédia abalou sua vida. Ele viveu mais que qualquer um e permanecerá aqui, mesmo quando todos se forem e por isso ele fechou seu coração, para não ter que sofrer de novo a perda de alguém querido. 

Ele só não contava que Riley: guerreira, feroz, inteligente e destemida – fizesse sua armadura ruir. Eles não queriam amor, só queriam sexo sem compromisso, mas obtiveram muito mais do que desejaram. Como todos os outros casais, eles vão se descobrindo em meio à batalha. Mas no caso dos dois, a parte romântica demorou um pouquinho a chegar, afinal, são dois cabeças duras. Mas a entrega de ambos, quando vem, vem como um mar arrebentando nos penhascos. Poderoso e lindo.

“Eu jurei que não amaria de novo. – Isso foi antes de ficar comigo.”
Pelas visões de Sasha, o fim de tudo está próximo, mas a vitória caberá a eles? Ou a deusa das mentiras conseguirá vencer afinal? Eles precisam lutar pela salvação dos mundos e agora, mais do que nunca, precisam permanecer unidos. Sangue do seu sangue. Ossos de seus ossos. Um clã.

“E ser parte de um grupo de seis que viviam, dormiam, comiam, lutavam e sangravam juntos contra todas as possibilidades? Isso era uma família.”



Os livros da Nora são sempre gostosos de se ler e esse não poderia ser diferente, todas as pontas foram amarradas num livro fácil de ler, fluido e rápido. Até o que achei que faltou explicar no livro anterior foi acertado neste. Foram mais batalhas, mais cenas de ação, mas no fim até achei rápido o desfecho.

Eu gostei da trilogia porque por mais que tenhamos tido pares românticos, isso não foi a atração principal, os personagens que foram. Cada um dos seis personagens eram únicos, e mesmo com tantas diferenças entre eles, era nítido a união como uma família. Essa trilogia nos mostrou que a diversidade é bem vinda, e cada um por mais diferente que seja, teve sua importância para concluir a jornada e consequentemente, a guerra.

A trama foi bem montada, a magia trouxe elementos que amo ler, ela simplesmente faz tudo possível em uma situação perdida. E em todos os livros, Nora nos conduziu por belíssimas paisagens, que fez possível se sentir viajando com os personagens.

Devo dizer que a Nora nunca decepciona, essa trilogia foi uma grata surpresa. Todos os elementos de magia, fantasia se uniram para formar um enredo cheio de detalhes. As pitadas de suspense e ação se misturaram com as cenas românticas garantindo um equilíbrio na leitura. Não tem muito o que falar dessa autora maravilhosa que é Nora Roberts, só posso dizer que essa trilogia figura entre as minhas preferidas.


“Uma rainha pode governar com bondade e cuidado, sabedoria e justiça, fazer o povo prosperar, mas sem aqueles que arriscam a vida para combater o mal, o mundo não pode florescer.”

Compartilhe!

3 comentários :

  1. É tão gratificante terminar uma série ainda mais quando termina de uma forma que agrada, esses personagens parecem ser daqueles que vão deixar saudades, melhor final é aquele que não deixa pontas soltas. É lindo quando pessoas se unem para um bem maior, deixando de lado suas diferenças, como fizeram os personagens.

    ResponderExcluir
  2. Karla!
    RUDYNALVA11 de dezembro de 2018 23:09
    Priscila!
    Nora é mesmo diva e uma das minhas autoras favoritas.
    Não li ainda nenhum dos livros dessa série, mas quero muito porque trouxe uma realidade que goste demais que é o mundo místico e ver que ela consegue concatenar tudo e ainda nos brindar com um romance, já quero.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei