14 novembro 2018

[Resenha] Eternidade? - Gail Carriger

Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Alexia Tarabotti, Lady Maccon, finalmente encontrou a felicidade doméstica. Desnecessário dizer que, em se tratando dela, essa felicidade inclui algumas imposições, como integrar lobisomens à alta sociedade londrina, morar no terceiro melhor closet de um vampiro e lidar com uma garotinha precoce que tende a se transformar em sobrenatural com ou sem o consentimento dos pais. Mas essa existência paradisíaca só dura até Lady Maccon receber uma convocação que não pode ser ignorada. Com o marido, a filha e uma companhia de teatro a reboque, a preternatural embarca em um navio a vapor para atravessar o Mediterrâneo rumo ao Egito. Só que ali há mistérios que surpreendem até mesmo nossa indomável heroína. O que será que a rainha vampiro da Colmeia de Alexandria realmente quer dela? Por que a Peste Antidivindade começou a se expandir de repente? E como Ivy conseguiu se tornar a atriz mais popular do império britânico, da noite para o dia?

Livro:  Eternidade?|| Série: Protetorado da Sombrinha #5
Autor: Gail Carriger || Editora: Valentina || Classificação: 5 estrelas 
 Resenhista: Luiza ||   Ano: 2018||  Gênero: Steampunk, sobrenatural

Resenhas dos livros 01, 02, 03 e 04









É um prazer enorme anunciar que a nossa diva Alexia Maccon está de volta. E traz com ela nada menos do que as confusões mais faraônicas que se há de imaginar. Como se o final da série fosse ser menos bombástico.... Impossível né, ninguém se mete em situações mais impossíveis que Alexia.

Depois de um final estonteante em Coração?, somos apresentados à mais nova integrante da história: Srta. Prudence Alessandra Maccon Alkedama, uma bebê que não tinha como ser menos filha de Alexia e Conall, pois já chega causando altas confusões.

Eternidade? começa após uma passagem de dois anos e Alexia (e a alcatéia) moram agora em Londres, do lado da casa de Lorde Alkedama, pai adotivo de Prudence. Alguns hão de questionar se uma criança precisa dessa gente toda para ajudar a criá-la. Meus caros, no caso de Prudence não havia como ser diferente. Primeiro de tudo, é filha de Alexia, então é voluntariosa, difícil e brigona. Adicione a isso o fato de ser uma metanatural, capaz de absorver os poderes de quem toca. Então, se tocar em Conall vira um filhote de lobisomem; se tocar em Lorde Alkedama vira um bebê vampiro. Imagine a cena! Os poderes dela são anulados quando Alexia a toca e a pessoa que foi tocada por Prudence volta a ter seus próprios poderes. 

Portanto, uma alcatéia, um grupo de vampiros e mais os criados humanos e uma babá é até pouco, pois Prudence é engenhosa e consegue fazer a maior bagunça. Dar banho na menina é um verdadeiro evento, com muita gente envolvida para contê-la. Que deselegante para uma jovem dama... Mas, Lorde Alkedama vem tentando educá-la da melhor forma. E não é que a menina gosta dos exageros do pai adotivo? Com muito fru fru, lacinhos e cores pastéis, para o desespero de Alexia. Como sua filha pôde nascer com interesse por MODA? Que disparate!

A sociedade londrina está às voltas com os novos habitantes, mas até que os lobisomens estão se comportando muito bem. Não tanto quanto Biffy queria, obviamente, pois ainda vê muitas gravatas e plastrons mal colocados, sem falar nas cartolas impróprias... O que se há de fazer? Um cavalheiro não pode ter tudo. Ele está se adaptando magnificamente, comandando a loja de chapéus de Madame Lefoux. É como se tivesse achado, finalmente, onde pertence. O único defeito que se comenta é que muitas vezes ele se nega a vender determinados chapéus para certas damas. Deus o livre compactuar com mau gosto!

A vida ia muito bem até o momento que a Condessa Nasdady convoca Alexia a Woolsey. Claro que não podia se tratar de nada bom, os vampiros não são criaturas simples, mas Alexia não podia recusar o convite, nem se fosse deselegante. Junta-se a isso o assassinato de um lobisomem da antiga alcatéia de Conall, na mesma noite. O qual, antes de morrer, passou a Alexia uma mensagem um tanto quanto enigmática.

E é assim que sua vida deixa de ser monótona (se é que se pode chamar assim uma vida com Prudence), pois foi convocada ao Egito pela rainha Matakara, a vampira mais antiga de todos, a levar Prudence para conhecê-la. E esse é mais um convite que não pode ser recusado. Como se Alexia fugisse de uma aventura... E a morte do lobisomem está, obviamente, interligada, para tornar as coisas ainda mais a cara da família Maccon.

Devem viajar para Alexandria com algum propósito para justificar a viagem, e é nesse momento que nossa mocinha tem uma ideia brilhante: levar a companhia teatral de Ivy e Tunstell para fazer uma apresentação em Alexandria e acompanha-los como patrona. Logo depois, se arrepende amargamente...

Eles viajam de navio, por causa da condição metamórfica (incoveniente) de Conall e a viagem se torna um espetáculo (de horror). Imaginem só: Ivy e suas dezenas de caixas de chapéu, seus filhos gêmeos Primrose e Percival acompanhados da babá, Tunstell, seis atores coadjuvantes, um figurinista, um contrarregra e um cenógrafo, muitas caixas de figurinos e cenários e, óbvio, MUITO drama envolvido. Sem falar na sua própria inconveniência, Prudence e seu marido reclamador. Seria o pior pesadelo de Alexia? Sim ou com certeza?

E não é pouco drama que ela passa não. Além de muitas apresentações durante os dias, muita cantoria, tem Prudence endiabrada, a qual proporciona uma cena hilária ao tocar no pai sem querer e sair correndo pelo navio em forma de filhote de lobisomem. Seria cômico se não fosse trágico...

O Egito, pelo menos, traz uma excelente vista. Clima ameno, paisagem encantadora e comida deliciosa. Como não amar? Uma pena não ter chá.... Assim seria um lugar perfeito.

Enquanto Alexia faz o possível para descobrir o mistério que foi tentar desvendar, em meio a tantos acontecimentos, Professor Lyall e Biffy tentam fazer a parte deles em Londres. Só que não é fácil sem os alfas. Ainda mais quando novas descobertas os levam a tomar medidas drásticas, mesmo indo contra as normas de decoro. O que não faziam pelo bem estar dos seus?

Lorde Alkedama tenta fazer a parte dele, mas até para um vampiro milenar e rei das informações paralelas há um limite. Não tem como saber de tudo...

Como tudo que é bom dura (muito) pouco na vida da nossa desalmada preferida, acontecem infortúnios deveras preocupantes: o encontro com a Rainha Matakara não sai como o esperado, eles são atacados na rua, em pleno dia, até Ivy luta para proteger as crianças, mesmo tendo que ficar desarrumada e não poder fazer a cena do desmaio; um estranho se aproxima de Alexia com mensagens enigmáticas e ela briga com o marido. Ah, mais um dia normal na vida de Alexia Maccon....

Com um grande toque de nostalgia, esse final é de arrepiar. Cheio de reviralvoltas inesperadas, confusões homéricas, revelações bombásticas e acontecimentos hilários. Prudence não podia ser filha de outra pessoa, e já chegou causando muito. Alexia continua sendo aquela que encontra soluções para até as situações mais escabrosas. Não que saia todo mundo satisfeito, mas ninguém pode dizer que ela não é eficiente! Porque tudo tinha que ser sempre tão dramático?
"- Eu vou voltar para o cais, então. Posso usar meu charme feminino para descobrir quem aceitou o bilhete dela e aonde estará indo.
- Você tem charme feminino? - O conde se mostrou genuinamente surpreso. - Pensei que você discutisse com o infeliz até ele ceder."



É uma emoção indescritível chegar ao final dessa série. Umas das minhas preferidas para vida toda, membro do meu top 5 de tudo que li. Então, dizer que amo é pouco! Sou completamente apaixonada por esse mundo criado por Gail Carriger. É de uma inteligência e complexidade que só quem leu vai entender. Sério, se até hoje você ainda não leu nenhum livro dessa série, faça um favor a si mesmo e vá ler! rs. A sensação de nostalgia é tanta, que fiquei olhando e mudando essa resenha por meses, com aquele medinho de realmente acabar... 

A escrita continua maravilhosa, cheia de sarcasmo e boas maneiras, porque mesmo nas maiores confusões temos que ser polidos... E Alexia certamente é! E como se mete em confusão minha gente...

A chegada de Prudence na história torna tudo tão mais engraçado e divertido! Sendo filha de Alexia, não poderia ser menos imprevisível, obviamente. O arranjo com Lorde Alkedama para a criação dela se torna a saída perfeita, pois alguém tem que ensinar modos a essa menina! 

Muitos mistérios aparecem e me deixaram chocada quando são revelados. Claro que o pai de Alexia tinha que estar metido, ele sempre aparece mesmo depois de morto! E Alexia, esse tempo todo, parece estar seguindo as pistas do pai, para amenizar as confusões que ele criou. É de família, só pode.

Biffy passa a ser um narrador mais ativo e não menos hilário que os demais. É tão engraçado vê-lo tentando ajustar todos ao seu redor à vida londrina! E sua interação com professor Lyall é ótima! Aí estão duas pessoas excelentes em por a ordem nas coisas. 

Mesmo com os percalços, Conall e Alexia conseguem fazer o impossível para sair das enrascadas da melhor forma, me lembrando o tempo todo porque amo tanto esses personagens.

É uma tristeza enorme acabar e pensar que não terei mais histórias das loucuras de Alexia. O que será da minha vida? Quem vai me instigar a ficar mais viciada (ainda) em chá? E dar as risadas mais altas possíveis em público...

Só me resta agradecer a Gail Carriger por essa série que levarei para sempre comigo... Nunca esquecerei o quanto uma solteirona filha de italiano pode revolucionar a sociedade inglesa vitoriana e causar as maiores confusões do mundo. Foi uma grande honra acompanhar essa história Gail ❤️.

Indico para todos essa série maravilhosa que, com certeza, encantará a quem ler. Gail Carriger é aclamadíssima e com toda razão. Ela já é quase um gênero literário próprio, porque não há ninguém igual.

Eternidade? vai te render excelentes momentos de leitura, com altas risadas e sobrancelhas franzidas de surpresa, pois a todo momento a história te surpreende, levando a um final que vai deixar algumas perguntas e MUITA saudade no coração. Alexia será eterna para mim ❤️

Leia e vem se divertir com os desastres ultra cômicos da família Maccon!

Compartilhe!

5 comentários :

  1. Oi Luiza,
    Como eu já disse anteriormente, adoro vampiros, e só de saber que contém na série, me conquista. Também acho os personagens bem peculiares, a autora montou um enredo completamente original!
    Como não tive oportunidade de ler os livros anteriores, fico um pouco perdida, mas me diverti com sua descrições, que confusão kkkk
    É uma das séries que está nos meus desejados, todo mundo se apaixonou por ela...
    Que bom que o fechamento foi certeiro!!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória, com certeza essa é uma série que vai te divertir imensamente! Leia que vc vai amaaar!!!! Beijos

      Excluir
  2. Faz tempo que quero comprar essa série quem sabe na Black Friday consigo, é bem elogiada e adoro vampiros, além de ela parece diferente do que vejo por aí. Que final parece que esse volume esta com tudo e cheio de acontecimentos que deve ter deixado a leitura muito envolvente e rápida, meu Deus que menina é essa a Prudence, deve ter dado uma boa dose de animação e confusão na historia rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria! Tomara que vc consiga sim =D A valentina está cheia de descontos progressivos na Black Friday, dá uma olhada nas redes deles, está valendo a pena comprar os 5! Certeza que vc vai amar essa série <3 bjos

      Excluir
  3. Eu quero muito começar a ler esse livro pela capa em si porque eu acho horrorosa mas sim pela pegada steampunk do livro que é uma área dos livros de ficção que eu ainda não pude explorar de assistir alguns filmes com pegadas parecidas mas nunca cheguei alienada na literatura e eu fiquei um pouquinho triste porque a editora Valentina estava com ótimas promoções dos livros dela na black friday e eu acabei perdendo isso

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei