29 outubro 2018

[RESENHA] Sem Escolha - Abbi Glines

Está cada vez mais quente na cidade litorânea de Sea Breeze, e Marcus Hardy encontrou o abrigo perfeito para passar os próximos meses de calor: o frequentado apartamento de Cage York.
As garotas estão sempre entrando e saindo de lá, em sua maioria mulheres lindas que nunca ficam mais de uma noite. Quando Marcus chega, está apenas buscando curar seu coração ferido. Só que uma das frequentadoras mais assíduas da nova casa logo chama sua atenção.
Willow – ou apenas Low – é a mulher com quem Cage pretende se casar. Mas os dois são completamente diferentes, e Marcus não entende como ela pode lidar tão bem com a infidelidade de Cage.
No fundo, Low precisa mesmo é de um homem de verdade... bonito e sensível como Marcus. Porém, as coisas não são tão simples, e esse relacionamento vai se complicar de um dia para o outro, assim que um grande segredo for revelado.
Em Sem Escolha, segundo livro da série Sea Breeze, Abbi Glines continua a atiçar a imaginação dos leitores com personagens sedutores e romances apimentados.

 Livro: Sem Escolha Série: Sea Breeze # 2 ||Autor: Abbi Glines 
Ano: 2018 ||  Editora: Arqueiro|| Gênero: Romance contemporâneo, Drama, NA
Classificação: 3 estrelas || Resenhista: Luci


No segundo volume da série Sea Breeze, temos a história de Marcus, personagem que já conhecemos do livro anterior. Ele acabou de mudar toda sua rotina devido aos dramas familiares: o casamento dos seus pais está por um fio, então ele precisa dar apoio à sua mãe e irmã caçula.

Precisando de um local para ficar, Marcus acaba dividindo o apartamento com Cage York, que popularmente falando, é o maior pegador que existe, todo dia ele sai com uma garota diferente, para noites de bebedeiras e orgias. Só que Cage, apesar de viver essa vida desregrada, tem uma ideia fixa em mente: sossegar ao lado de Low, sua amiga de infância, a garota que ele acha perfeita para ficar ao seu lado para sempre.

Low nunca teve apoio familiar em 19 anos de vida. Seu pai a abandonou, sua mãe não lhe deu a mínima e privilegiou sua irmã mais velha, e esta última não cansa de usá-la e humilhá-la. Seu único porto seguro é Cage, foi o único cara que não a abandonou, que sempre esteve lá, por ela, e é a ele que ela recorre sempre que precisa. Inclusive, como não tem onde morar, passa noites no apartamento de Cage, já que não pode pagar pelo aluguel de um.

E foi em uma noite ruim (uma das muitas que ela briga com a irmã e é humilhada), que Marcus conhece Low, que vai se refugiar mais uma vez em Cage. Seu interesse imediato por ela logo sofre uma tentativa de ser contido, através do aviso do seu novo companheiro de apartamento: Low é dele e Marcus não deve criar nenhum interesse por ela.

Só que, enquanto Cage tem essa ideia louca, que afasta os caras de Low, ela não leva isso tão a sério. Só o vê como uma amigo, e se nunca ficou com um cara antes, não é porque ela se sente presa romanticamente ao seu amigo, apenas nenhum despertou o interesse dela. Até conhecer Marcus, e mesmo sabendo que eles vivem realidades sociais diferentes, quando ela vê sua atração sendo correspondida, Low decide arriscar e mergulhar de cabeça em um relacionamento com Marcus.

Em meio ao romance, os dois vão lidando com as inseguranças e com os conflitos familiares. E há segredos que podem afastar os dois, definitivamente...



Bem, vamos lá! Sinto dizer, mas como fã de Abbi Glines, esse livro não funcionou para mim. Chego a ficar triste em dizer isso, mas é a pura verdade.

Primeiro, dá a ideia de um triângulo amoroso, e isso está muito distante. Desculpa quem amou o Cage, mas achei o cara super egoísta, ele faz completamente a linha "faça o que digo, mas não faça o que faço". Sem falar que, para mim, ficou no ar essa conexão que Low e Cage tem, a ponto de se formar esse vínculo entre os dois. Deixa no ar "aquilo que os dois passaram", "o que os dois sofreram", como são parecidos e tal, mas sempre muito por cima. Espero que essa lacuna seja preenchida no livro de Cage, pelo menos.

Low é a típica mocinha frágil, dependente. A criatura não toma atitude, ela começa e termina o livro com inseguranças que não vi serem superadas. Ela não evolui como personagem, simplesmente está lá e pronto, lamentando suas dores. Talvez eu estava na fase de gostar de mocinhas mais fortes, ativas, por isso essa minha implicância com Low.

Já Marcus, apesar de ter pisado na bola lá no final, ele manteve a fofurice apresentada no livro, e isso que salva a história, seu personagem é central, sem sombra de dúvidas.

Quanto à narrativa, apesar de ser bem fluida, não disfarçou uma trama bem óbvia, tão fácil como juntar dois mais dois, você já pega no ar o conflito, e nem se surpreende quando ele é revelado.

Claro que vou ficar esperando ansiosa o terceiro livro, esperando ser surpreendida por ele. E você, caro leitor, que lê essa resenha, não desista de ler o livro. estou ansiosa para saber a opinião de cada um.

Compartilhe!

4 comentários :

  1. Oi, Lucilene,

    A princípio, já simpatizei com os personagens. Ambos parecem ser muito responsáveis, e o romance primoroso.

    ResponderExcluir
  2. Lucilene!
    Cada nova resenha ue leio dos livros da autora me deixa mais frustada, porque não li nada dela ainda, acredita?
    Ver que aqui o casal tem lá seus problemas que são muito parecidos com os da vida real, torna o enredo mais crível e causa desejo de poder ler.
    Uma boa semaninha!
    “O passado é uma cortina de vidro. Felizes os que observam o passado para poder caminhar no futuro.”(Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Oi Lucilene!
    Não consegui ler nenhum livro da autora ainda...Acompanho resenhas e cada vez mais tenho vontade de conhecer a escrita dela.
    Tenho lido algumas resenhas sobre esse livro e te confesso que estou bem interessada em conhecer viu, parece bom.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Não li nenhum livro da autora ainda. Ainda bem que não é um triângulo amoroso, pois detesto, mas concordo com você em relação a personagem ser insegura isso desanima, se fosse só no começo depois ela mudasse aí sim, mas o livro todo não dá. E parece que não tem grandes acontecimentos para deixar a leitura mais interessante.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei