05 outubro 2018

[Resenha] Muitas Águas - Uma Dobra No Tempo # 4 - Madeleine L'Engle




É preciso acreditar em certas coisas para poder vê-las!Sandy e Dennys, os gêmeos da família Murry, sempre foram práticos, realistas e nunca prestaram muita atenção às conversas dos pais cientistas sobre coisas altamente teóricas como tesseratos e farândolas.
Mas, após um acidente no laboratório do sr. e da sra. Murry, algo acontece com eles que desafia drasticamente suas capacidades de crer no impossível. Com um desastre à vista, será que os gêmeos conseguirão encontrar uma maneira de voltar à realidade?




Livro: Muitas Águas||  Série : Uma Dobra No Tempo # 4 || Autor: Madeleine L'Engle
Editora: HarperCollins || Ano: 2018 || Gênero: Fantasia, YA, Ficção Cientifica 
 Classificação:  4 estrelas || Resenhista: Lud


Devo dizer que depois do livro três, que gostei mais ou menos, eu sabia que esse quarto seria mais amor por ser um livro protagonizado pelos Gêmeos. 

Curiosamente, quando comecei a leitura, percebi que esse livro não passa na sequência da série, já que no anterior todos estão adultos, mas nesse, ambos são adolescentes. 

Sandy e Dennys estão na cozinha da casa em um dia totalmente normal na vida da família, quando decidem entrar no laboratório dos pais em busca de chocolate, mesmo com o aviso da mãe para não se adentrar no local por conta de um experimento em andamento. Mas claro que ambos não veem nada fora do comum e entram, mas acidentalmente acabam sendo transportados para outro tempo ao mexerem no computador do pai. 

E então eles viajam do rigoroso inverno de onde moram para o deserto em algum lugar no tempo. Lá eles encontram uma figura inesperada que os acolherá até que descubram como voltar para casa em segurança, já que ambos não sabem como fizerem essa viagem. 

E nesse tempo que passam lá, ambos são desafiados a questionar tudo o que acreditam e expandir a mente. Acreditar no inacreditável, assim como Meg e Charlie Wallace acreditam. E claro, descobrir uma forma de voltar para casa em segurança, antes do fim de tudo. 


Esse pode ser o livro com menos ficção cientifica até agora, mais leve de se ler, no entanto, não deixa de trazer as mensagens que todos os livros da Madeleine trás. Que é a luta entre o bem e mal, o certo e o errado, e isso aqui é bem mais visível do que nos anteriores.

Sandy e Dennys são muito amorzinho. Acho que por ambos os personalidades serem mais racionais, eles têm um entendimento mais rápido e com menos drama. Você pode pensar que racional é mais difícil de se convencer, mas sempre há uma linha racional onde se pode justificar algo, huhuhu. E os diálogos são mais diretos e menos emocional como nos outros livros.

Acho que esse livro trouxe um frescor na série, deu uma quebra nos livros com muita ficção para algo que tem conteúdo e ficção de uma forma mais leve. Adorei o tema escolhido, que é a história de Noé e o desenvolvimento da autora. 

E curiosamente, o quinto e último livro segue com uma outra personagem, nenhum dos irmãos estará nele.   


É preciso acreditar em certas coisas para poder vê-las!

Compartilhe!

2 comentários :

  1. Oi, Lud,

    Pelo visto nesse volume a autora não pecou no que se diz respeito à originalidade e situação criada pela mesma e vivenciada pelos dois jovens. Acredito que assim, tudo isso tem a proeza de envolver o leitor mais ainda na trama.

    ResponderExcluir
  2. Quero ler essa série, mesmo o gênero sendo um que quase não leio, acho meio complicado, mas esse volume por ser mais leve deve me agradar. Os dois personagens parecem ser bem cativantes, estranho o próximo não ter os irmãos, gosto quando os mesmos personagens aparecem nas sequências.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei