17 outubro 2018

[Resenha] A louca dos Gatos - Sarah Andersen


A terceira coletânea da cartunista Sarah Andersen traz novas tiras que retratam os desafios de ser um jovem adulto num mundo cada vez mais instável.
Os quadrinhos de Sarah Andersen são para todos que precisam lidar com níveis de ansiedade cada vez mais alarmantes, que sentem que o mundo está à beira do colapso e que se esforçam para sair ao menos um centimetrozinho da zona de conforto. Ou seja, é basicamente um manual de sobrevivência para os dias de hoje.
Além de suas tirinhas sagazes e encantadoras, a autora, que já reuniu mais de 2 milhões de fãs no Facebook, traz também ensaios ilustrados com dicas para os artistas aspirantes aprenderem a lidar com críticas, ignorarem os trolls na internet e não desistirem de mostrar seu trabalho.



 Livro:  A louca dos Gatos|| Autor: Sarah Andersen || Série: As Crônicas Lunares
 Editora: Seguinte || Ano: 2018 || Gênero: HQ
 Classificação: 2 estrelas(Lud) / 4 estrelas (karina) || Resenhista: Lud / Karina

Skoob || Compre || Editora
Resenhas anteriores : 1 e 2
Participe do Top Comentarista de Agosto
Vamos lá para mais um resenha de HQ. Dessa vez fizemos em dupla: com a opinião da Lud e da. Vamos falar sobre o terceiro volume das tirinhas da Sarah Andersen. Devo confessar que não funcionou para mim (Lud) e super funcionou para mim (Karina). E vamos explicar o porquê disso. 

Pelo título do texto, achei que o livro seria com mais tirinhas engraçadas contendo gatos, ou mesmo, muitas outras situações com gatos; eu, Karina, estava com o pé meio atrás exatamente pelo mesmo motivo, talvez uma HQ focada em gatinhos não fosse muito minha praia

Mas não foi bem isso. Claro que tem tirinhas com gatos, mas nem 10% do livro. E, agora que estou escrevendo essa resenha, é que li a sinopse (eu não leio sinopse de livros - bizarro, mas verdade). Olhando o que está escrito na descrição, o livro é exatamente isso: "para todos que precisam lidar com níveis de ansiedade cada vez mais alarmantes". Então, acho que a culpa é totalmente minha, por esperar algo e ser receber outra coisa. Eu ainda o teria pedido, porque tenho os anteriores, mas talvez leria com uma outra mentalidade.

Eu tinha lido a sinopse e mesmo assim estava meio com pé atrás com o tema ansiedade, porque apesar de me considerar ansiosa, o meu grau não beira a angustia. Até então eu não sabia se me identificaria com da mesma maneira que nos livros anteriores. 

O fato é que quadrinhos são uma leitura completamente diferente, obvio que toda leitura tem a parcela de fãs e haters, mas em quadrinhos isso fica ainda mais evidente por canta do pouco texto e a margem maior de interpretação.

Claro que os outros livros tinham tirinhas que lidavam com assuntos mais delicados, e achei que estava bem equilibrado, com situações engraçadas e coisas um pouco mais sérias. Mas, nesse volume, eu achei que a autora quis abordar ainda mais os problemas de ansiedade e como se relacionar com outras pessoas. O que, para mim, não tem muito a ver com o título apresentado.

Vou mostrar os que eu mais gostei dentre os que li.  






Uma coisa que faz esses HQ serem amorzinho é você conseguir se ver dentro das cenas, isso simplesmente te arranca um sorriso, e nesse, consegui me relacionar com pouquíssimas cenas, e isso contribuiu ainda mais para eu não curtir o livro como os outros. Algumas páginas pareciam mais em relação ao assunto do livro um, e algumas eu não via muita finalidade, mas devo dizer que para outras pessoas, as situações podem servir como uma luva.

Sempre que leio as tirinhas da Sarah, sou envolta pelo sentimento de pertencimento que eu nem sabia que era possível. Às vezes, acho que só eu no mundo faço ou me sinto daquele jeito e de repente... BOOM... está lá os storyboards com a situação que ela também vive. Desde tomar café e se arrepender logo depois por conta da hiperatividade ou palpitação até sobre a ilusão de tentar colocar no fundo da gaveta as situações que me incomodam. Eu e Sarah amamos o outono <3 Quem ai também cria laços afetivos com personagens fictícios? Me abracem, estamos todos juntos .

Esse livro segue os anteriores, em tudo, tanto na capa dura, como na disposição das tirinhas. A diagramação está muito lindinha e condizente.

Claro que irei adquirir também o próximo livro da autora (eu  peguei o "A Louca dos Gatos" emprestado com a Ludmila, mas não quero devolver), gosto muito dos traços, do humor apresentado. Não é apenas por desgostar de um único livro de uma série, que vou banir a autora da minha lista (mas pode banir esse para minha estante se você quiser, prometo amá-lo e respeitá-lo até que a morte nos separe).

Sempre bastante atual, os assuntos tratados nos quadrinhos ainda tem um bônus nessa edição, aqui tomam o tom de uma conversa autora/leitor para quem quer escrever, mas é inseguro no mundo da internet onde a cada dia que passa estamos mais aptos a dar opinião no trabalho do outro.

Compartilhe!

8 comentários :

  1. Lud e Karina!
    Interessante ver como as pessoas tem percepções diferentes de um mesmo livro e fiquei ainda mais intrigada, porque é uma HQ e a princípio, poderia ser uma leitura fácil e de entendimento imediato.
    Livros desse tipo são uma delícia de serem lidos, primeiro por serem hilários e trazerem textos divertidos, o que torna tudo muito lúdico, minha opinião.
    “Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus.” (Salmos)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA OUTUBRO - 5 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudy é por isso que sou uma entusiasta de HQs , pelo tamanho de margem pra interpretação ! Quando tu ler vem aqui contar pra gente se tu ficou Team Eu rs ou Team Lud . Bjos.

      Excluir
  2. Oi, meninas,

    Bem claro e essencial a Sara retratar e emitir algo que passa a ser um problema atual - com um suporte favorável e dianteiro como base para ser propagado.

    Quando vi o título, já me apaixonei, pois amo gatos, mas que pena que os quadrinhos nada tem muito a ver com eles.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desanima não Dai, tem poucos gatos , mais ainda tem rs. Boa semana !!

      Excluir
  3. Gostei dessa resenha em dupla ainda mais que as opiniões são diferentes, ficou interessante. Pelo título também achei que só teria tirinhas relacionadas com gato. Mas mesmo não tendo gostaria de ler, pois são divertidas e são coisas que nós mesmos pensamos em fazer ou falar, sou ansiosa mas acho que sem exageros rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaaaaaah que delicia, que bom que tu curtiu <3 se vcs quiserem traremos mais resenhas assim, Eu e Ludmila estamos sempre lendo os mesmos quadrinhos !!!

      Excluir
  4. Oi Lud e Karina!
    Nossa fico ainda mais curiosa em conhecer os livros da autora qdo leio resenhas bacanas como a de vcs.
    Parece uma leitura mto boa e que deixa mensagens lindas para o leitor.
    Qro ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline garantimos que pelo menos alguns dos quadrinhos tu vai se identificar, depois voltei aqui para nos contar se você é Team Eu ou Team Lud. Bjos.

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei