07 outubro 2018

[Resenha] Amor em Manhattan - Sarah Morgan


"Um romance brilhante sobre três amigas que decidem abraçar a vida – e o amor – em Nova York. Calma, competente e organizada, Paige Walker adora um desafio. Depois de passar a infância em hospitais, ela quer mais do que tudo provar seu valor – e que lugar pode ser melhor para começar sua grande aventura do que Nova York? Mas quando ela perde seu emprego dos sonhos, Paige vai descobrir que o maior desafio será ser sua própria chefe! Só que abrir sua própria empresa de organização de eventos e concierge não é nada comparado a esconder sua paixonite por Jake Romano, o melhor amigo do seu irmão e o solteiro mais cobiçado de Manhattan. Mas quando Jake faz uma excelente proposta para a empresa de Paige, a química entre eles acaba se tornando incontrolável. Será que é possível convencer o homem que não confia em ninguém a apostar em um feliz para sempre? O primeiro livro da série para 'Nova York, com amor' traz um enredo empolgante e divertido, com personagens superando situações inusitadas em busca do seu final feliz."

Livro:  Amor em Manhattan|| Série: Para Nova York, com amor #1
Autor: Sarah Morgan || Editora: Harlequin || Classificação: 3 estrelas 
 Resenhista: Luiza ||   Ano: 2018||  Gênero: Chick-lit, Romance, Adulto

A vida de Paige Walker é calma, organizada e contente. Ela trabalha naquilo que ama, tem sua independência, que tanto lutou para conquistar, tem amigas maravilhosas e uma família amorosa. Trabalha com organização de eventos, é muito boa no que faz e sabe disso.

Mas, nem sempre foi assim. Paige nasceu com uma doença no coração e passou toda a infância e início da adolescência constantemente indo a hospitais, chegando a ficar bastante tempo internada. Até que uma cirurgia a curou e possibilitou que tivesse uma vida. Sua família sempre foi muito protetora, por conta disso, e ela nunca pôde tomar sua próprias decisões, era vigiada o tempo todo e cuidada até os últimos detalhes. Moravam em uma ilha, onde a maior parte da cidade se conhecia, o que significava um excesso de cuidados em torno dela 24 horas por dia.

O que mais queria era ter uma vida onde pudesse viver longe dessa super-proteção constante. Queria tomar suas próprias decisões, correr riscos e ter suas próprias conquistas. 

E ela conseguiu isso tudo quando foi para Manhattan para, finalmente, fazer tudo que queria. Sua família a amava muito e, mesmo relutantes, entenderam que ela precisava. Seu irmão era aquele que sempre ficava de olho nela, cuidando para que estivesse tudo certo e ajudando quando precisasse de alguma coisa. 

Ela trabalhava duro, mas amava o que fazia. Estava confiante que seria promovida, por causa de seu bom desempenho, mas, quando ouviu que estava demitida, parecia que tudo estava indo por água abaixo…

E não apenas ela, suas melhores amigas, Eva e Frankie também foram mandadas embora. As três são muito unidas, cada uma com seu jeito e suas aptidões, mas se entendiam e apoiavam uma a outra. Por mais que Paige tivesse uma situação financeira mais estável que as amigas, por causa de sua família, estava disposta a encontrar uma solução para as três ficassem bem, nem que tivesse que trabalhar dia e noite. E foi o que ela fez.

O melhor amigo de seu irmão, Jake Romano, de quem Paige também era amiga (mas queria muito mais do que isso), sugeriu que ela abrisse seu próprio negócio com as amigas. Insistiu que ela é competente o suficiente para isso e que tinha tudo para dar certo.

Veja bem, Paige conquistou bastante coisa dado seu passado de doenças e muita dependência, mas não se considerava nem de longe uma pessoa confiante. Tinha muitos medos e inseguranças e, nesse momento, elas a assombram como nunca.

Uma das principais causas para essa insegurança é o próprio Jake. Quando ela era uma adolescente, ainda muito doente e presa ao hospital, Jake foi a única pessoa que a enxergou verdadeiramente, fora da névoa de piedade que todos a olhavam. Ele a entreteu, a ouviu e foi aquele que trouxe significado para toda dor. Óbvio, ela se apaixonou por ele e, em um rompante de coragem, foi até ele para seduzi-lo e ele a rejeitou. Depois disso, ela se sentiu ingênua e burra por pensar que ele iria querer uma menina problemática como ela. 

Muitos anos depois, ela continuava apaixonada por ele e muito embaraçada por tudo que aconteceu, nunca sabia como agir perto dele e se sentia insegura o tempo todo. Mas não era mais uma adolescente frágil…

Com o incentivo e ajuda de Jake, ela e as amigas fundam o Gênio Urbano, uma empresa de organização de eventos e concierge, que tem como lema atender a todos os desejos dos clientes e tornar o que querem realidade.

Elas eram muito boas. Paige trabalhou incansavelmente para planejar tudo aquilo que desejavam para o negócio. Teria que dar certo, ela precisava fazer tudo pelas suas amigas e por ela mesma.

Jake Romano era o solteiro mais cobiçado de Manhattan. Gênio da informática, abriu seu próprio negócio ainda jovem e conquistou seu lugar no mercado com muito trabalho e hoje era um prestigiado empresário no ramo de TI. Ele ama o que faz, os computadores são parte dele desde muito cedo, mesmo com uma infância conturbada e repleta de memórias ruins. 

Ele se fez, não deve nada a ninguém e tinha plena consciência do seu prestígio.

A atração que sentia por Paige era algo que sempre evitava. Há muitos anos, ele prometeu ao seu melhor amigo, e irmão dela, que jamais encostaria um dedo nela. E manteve sua palavra. Mesmo quando ela se declarou... ele não podia. Sabia que não era a pessoa certa para ela, então a rejeitou e fugiu a vida toda dessa atração. Até agora.

Ele via todo o potencial que ela tinha, sabia que podia muito mais do que a vida que levava, então a pressionou a abrir seu próprio negócio e pôs o seu à disposição para ajudá-la no que fosse preciso. 

Mas ela era independente e queria lutar sozinha pelo seu sucesso.. e ele teria que lutar ainda mais para fugir do que existe entre eles. 

Porém, de certas coisas que é impossível fugir, ainda mais quando fazem parte do seu destino. A história de Paige e Jake está apenas começando.... há muitos desafios pela frente. Um novo negócio, um amor antigo e muita coisa para ser descoberta.

“O amor, na sua opinião, era a maior loteria do mundo e o único risco que ele não estava disposto a assumir.”

Esse foi um livro que peguei para ler às cegas, sem saber nadinha do que se tratava. Amei de cara a capa, é tão fofa! 

É um chick-lit com cenas adultas, com uma escrita leve e envolvente. Você começa a ler e perde a hora...

Não é aquele livro cheio de significado e enredo elaborado, mas cumpre bem o que promete: uma história de amor moderna com toques de humor e cenas picantes.

Amor em Manhattan é o primeiro livro da série Para Nova York, com amor, de Sarah Morgan, uma autora consagradíssima da Harlequin. Nessa série conheceremos a história das amigas que encontram seu sonho e um grande amor na cidade que nunca dorme. Começamos por Paige Walker...

A vida de Paige é complicada, com um passado difícil, mas marcada por superação. Ela realmente conseguiu construir um futuro depois de tanto sofrimento e incerteza. E, sem desistir de sonhar e exergar as boas coisas da vida.

É muito legal ver como ela é sábia, como aprendeu tanto com tudo que passou e consegue ver significado nas pequenas coisas. Ela é aquela personagem obstinada, que adora um desafio e vai até o fim para conseguir o que quer. Trabalha duro, é muito competente, mas tem um grande ponto fraco quando se trata de Jake Romano.

Ele sempre foi o grande buraco no meio de sua confiança, ela nunca se recuperou de sua rejeição e continua apaixonada por ele. Mas, ela não é mais aquele adolescente frágil e vai correr atrás do que quer. E ela quer Jake.

Jake é aquele cara brilhante, lindo e arrogante. Ele sabe a posição que ocupa e se orgulha muito disso. Seu ponto fraco sempre foi Paige. Ele se sente responsável por ela desde a adolescência e nunca conseguiu tirá-la de seu sistema. Mas, ele não era homem para ela, então se mantinha afastado e ajudava quando precisava. E esse era o momento que ela precisava e ele estava lá. Só que não percebe que ela desarma as defesas que ele tinha criado e era tarde demais para voltar atrás.

A amizade entre Paige, Eva e Frankie é um dos pontos altos da história. Cada uma tem um temperamento e um jeito completamente diferente de ser, mas, no fim, fazem de tudo uma pela outra, mesmo não concordando.

Ver o amor de Paige por Nova York é revigorante, é como enxergar a cidade com outros olhos e ver nas pequenas coisas toda a esperança que ela deposita na cidade. Eu amo essa cidade ❤️

Amor em Manhattan é uma história leve e revigorante, com aquele ar de contos de fadas moderno, mas com temas importantes como confiança, independência e empoderamento. É impossível não se apaixonar por Paige e Jake. Vem mergulhar também nessa divertida história de amor!

“Às vezes acho que nos prendemos ao presente e não levantamos a cabeça para ver o que está acontecendo à nossa volta. Achamos que aquilo que sabemos é seguro, mas, muitas vezes, o desconhecido acaba sendo a melhor opção.”

Compartilhe!

12 comentários :

  1. Oi! Eu li esse livro e gostei muito dele mas eu me perdi um pouco, acho que a animação que estava sentindo não rolou muito depois do meio para o fim. Eu me deixei envolver mas não senti muito apego aos personagens, só que já quero muito ler o segundo da trilogia.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miriã, o início foi mesmo difícil de prender, mas depois eu gostei bastante. Com certeza o segundo vai ser mais envolvente por já conhecemos os personagens <3 bjooos

      Excluir
  2. Oi, Luiza,

    O livro parece ter elementos bem leves, passíveis de se gostar rapidamente.

    O romance em si, podemos ver que, não é convencional, por ele já ter uma base, por já ter algo construído, por já se conhecerem. E, para o leitor acompanhar o desenvolvimento de tudo, é com certeza muito bom. ^^

    A amizade das amigas é sem dúvidas, forte e sincera. Se destaca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daiane, é um romance leve mesmo, mas tem uma certa base e trata de temas interessantes. Leia que vc vai gostar! bjoos

      Excluir
  3. Oi Luiza, eu gostei desse livro e também achei a capa muito linda, ela foi o que primeiro me despertou interesse. Mas a relação dos protagonistas não me ganhou tanto assim, Jake enrola muito. Ainda assim, a trama realmente trás temas que devem ser abordados e que você citou muito bem "confiança, independência e empoderamento", isso é bacana e curti muito a resenha. A escrita da autora também é boa e tô achando que a continuação vai me ganhar mais, já vi a capa e quero sim continuar a série ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, também achei que em vários momentos o Jake enrolou demais, não agiu por medo e perdia várias oportunidades, mas mesmo assim gostei dos dois! Muito obrigada pelo carinho, bjooos

      Excluir
  4. Parece ser uma leitura agradável, com uma personagem bem prestativa e com capacidade, é impressionante como ela se preocupa com as amigas, isso é uma verdadeira amizade e bonita de se ver. Mas acho que o mocinho deveria ser mais resolvido e não ficar nessa de não se declarar por causa do irmão dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, é uma leitura muito agradável sim! Leia que vc vai gostar! bjooos

      Excluir
  5. Luiza!
    Amo chick lits, são sempre livros bem descontraídos, que nos fazem rir e acompanhar um romance bem atrapalhadinho.
    Bom saber que a escrita da autora é fluente e de fácil leitura.
    “Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus.” (Salmos)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA OUTUBRO - 5 GANHADORES – BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy! Também gosto de chick-lits por serem leves e descontraídos, é tão bom pra animar a vida né? Bjoos

      Excluir
  6. Oi Luiza!
    Adoro leituras que trazem essa leveza no enredo, que prende o leitor, eu estou mto interessada nesse livro, não vejo a hora de conhecer a escrita da autora.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, também adoro livros leves assim <3 Eu geralmente leio em fases de ressaca literária e me ajuda muito a me animar! bjooos

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei