14 agosto 2018

[Resenha] Um Segredo Doce e Amargo - Barbara Delinsky


Um romance sobre amor e redenção da autora best-seller Barbara Delinsky.
Charlotte e Nicole um dia foram melhores amigas, passando memoráveis verões juntas em uma ilha no Maine. No entanto, muitos anos e muitos segredos as mantiveram separadas. Ao aceitar escrever um livro sobre a culinária local, Nicole convida a velha amiga, agora uma escritora de sucesso, para trabalharem juntas. Por mais que a ilha resgate a emoção dos velhos tempos, quando Charlotte percebe que a verdade pode salvar o marido de Nicole, ela precisa enfrentar seus fantasmas e sofrer as possíveis consequências que a honestidade pode trazer. Corações vão se abrir sob as estrelas e segredos há muito esquecidos flutuarão na suave brisa marinha.



 Livro: Um Segredo Doce e Amargo ||Editora: Bertrand Brasil 
 Ano: 2018 || Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance
 Classificação:  3 estrelas || Resenhista: Luci


Em Um Segredo Doce e Amargo, Barbaba Delinsky aborda temas comuns em nosso dia a dia, como a amizade e o perdão, e até que ponto podemos perdoar alguém por um erro cometido.

Nele conhecemos Nicole e Charlotte, duas amigas de longa data que, ao longo dos últimos dez anos, se mantiveram distantes uma da outra, a comunicação se resumindo apenas a e-mails e mensagens curtas, nada comparado ao calor da amizade que ambas mantinham durante toda a adolescência. Afinal, como uma família disfuncional, Charlotte havia tomado para si a família de Nicole como a sua, e era tratada como parte dela, compartilhando do amor e companheirismo familiar da melhor amiga.

Só que Charlotte carrega dentro de si uma culpa, uma segredo que deve ser mantido escondido de Nicole, por isso ela decidiu se afastar e vive uma vida solitária, percorrendo vários locais do mundo em seu trabalho como repórter.

A oportunidade de se reencontrarem surge quando Nicole, que tem um blog de receitas com milhares de acessos, consegue a oportunidade de publicar um livro com as receitas mais populares da pequena ilha onde foram criadas. Mas problemas maiores a faz ter o famoso bloqueio de escritor, e convicta que só sua amiga, que escreve tão bem, pode ajudá-la, ela faz um convite para que Charlotte passe um tempo com ela na ilha, ajudando-a a escrever. 

Charlotte, talvez um pouco cansada de correr pelo mundo, fugindo do passado e do erro que cometeu, aceita o convite, e o encontro das duas é envolto em nostalgia e promessas de retomar a amizade, outrora tão intensa. Mas Charlotte não dá de cara apenas com o passado: em sua pesquisa pela ilha, para embasar melhor o livro de Nicole, ela encontra alguém que irá mexer intensamente com suas emoções.

Leo Cole é o típico recluso, que não aceita interagir com ninguém, pois tem os próprios segredos a esconder. Tendo como companhia um lobo e se ocupando em manter as plantas, base de alguns temperos da ilha, herança da sua mãe, ele se mantém afastado de todos, pois seus erros de juventude ainda influenciavam as opiniões das pessoas sobre ele, por isso Leo prefere viver em um confortável isolamento.

Isso, até Charlotte aparecer em sua vida de repente, determinada a conseguir o que quer para o livro da sua amiga. O relacionamento entre os dois se inicia mais pela determinação de Charlotte não se deixar intimidar por ele, que reluta em ser atraído por ela, mas a insistência da repórter o faz se abrir pouco a pouco, à medida que os sentimentos entre os dois afloram com cada vez mais força e ambos iniciam um relacionamento intenso.

Porém, os segredos ainda rondam a vida de todos, e quando eles são forçados a serem revelados, a amizade e o perdão terão que ser pesados na vida de Nicole e Charlotte, o que definirá o caminho que cada uma deve seguir.



Barbara Delinsky é uma escritora já conhecida no Brasil, principalmente para quem curtia ler os antigos livros de banca; de vez ou outro, seus livros apareciam nesse formato, e eu me encantava muito com as tramas que ela elaborava. Nesse romance, ela aponta que marca uma nova fase de sua vida como escritora, e como já conhecia a sua escrita, devo apontar que realmente houve uma sutil diferença dos seus livros anteriores.

A narrativa é pontuada sob os pontos de vista de Nicole e Charlotte, alternando a perspectiva da história sob a ótica das duas, sem, no entanto, ser algo cansativo, pois destaca os pensamentos conflituosos de cada um, de acordo com o que ambas vivem, nesse processo de retomar a amizade que foi interrompida praticamente de repente.

Apesar de previsível, a trama não cai no lugar-comum, pois os personagens que fazem parte dela são construídos de forma a dar personalidade à história, de tal forma que o leitor compreende os motivos de cada um, o que justifica seus erros e nos faz ter uma dimensão maior dos conflitos abordados. 

Compartilhe!

11 comentários :

  1. Hum... Trama bem interessante. Capa maravilhosa, também; curioso para saber quais seriam os segredos do Leo Cole e seu lobo... Será que ele mandou o lobo devorar a galera?! Vish...

    Rapeize Dinâmica

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lucilene,

    Gosto de livros como esse, que abordam essa questão da amizade. E, essa amizade quebrada, digamos assim, o torna um pouco delicado. Então, acompanhar uma possível reconstrução da mesma, é magnífico.

    O grande emaranhado em torno desse rompimento, traz curiosidade em relação ao desvendamento do mesmo - e sobre o que esse reencontro proporcionará para as personagens.

    Enfim, a proposta do livro é boa.

    ResponderExcluir
  3. Oi Luci, ainda não li nada dessa autora e fiquei interessada em conhecer a escrita dela depois de sua resenha. Eu peguei um gosto tardio pelos livros de banca e fico caçando alguns nos sebos hoje em dia. Achei a resenha interessante e pelo que entendi o romance é o pano de fundo pra história de amizade das protagonistas que narram a trama. Fiquei curiosa e achei essa capa bem bonita, tendo a oportunidade vou querer ler sim ;)

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da premissa, e dessa junção de romance perdão e amizade. Acho que a mistura de emoções fez um livro muito bom e que deixa o leitor curioso para saber mais sobre o segredo que a personagem guarda e se ela vai ter o seu perdão. Por outro lado o romance também chama bastante atenção equilibrando a trama.

    ResponderExcluir
  5. Eu conheço a autora, foi uma das primeiras com as quais tive contato, já que minha experiência como leitora iniciou com os romances de banca. O que eu mais curti nesse título é o fato de que a trama não se baseia apenas no romance, apesar de este ser um dos focos. Encontramos segredos que não podem ser revelados, mistérios a serem desvendados e a amizade de ambas as protagonistas, tudo isso tornando o enredo mais rico e complexo do que costumamos encontrar nesse gênero em específico.

    ResponderExcluir
  6. Lucilene!
    Já li vários romances da autora, principalmente livros de banca e os romances dela são mais serenos e equilibrados mesmo, sem muitos rompantes e dramas profundos, mas é como falou, uma boa leitura de ser apreciada, gostosinha e personagens marcantes.
    “O amor é a força mais sutil do mundo.” (Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA AGOSTO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  7. Fiquei curiosa com esses segredos que os personagens tem, principalmente da personagem afinal se afastou por tanto tempo da amiga, parece ser uma leitura que mexe comas emoções do leitor e o deixa questionando sobre o perdão. Li alguns romances de banca a décadas atras, mas não lembro se li algum da autora.

    ResponderExcluir
  8. Oi Luci.
    A premissa não me interessou tanto.
    Sim, fiquei curiosa para saber qual é o segredo de Charlotte, mas já posso imaginar sobre o que seria.
    A trama parece um pouco clichê, já é possível imaginar diversos desfechos sobre como a protagonista iria lidar com as situações.
    Beeijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Lucilene!
    Gostei mto de conhecer o livro, não conheço a escrita ainda da autora, mas fiquei curiosa para conhecer...
    Vou anotar essa dica.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada da autora e nem conhecia este livro também, mas gosto bastante de tramas que nos trazem o tema amizade.
    Achei bom o livro não ser cansativo, pois fiquei curiosa com o segredo de Charlotte.
    Anotei a dica.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  11. Li a maioria dos livros da Barbara, e amo. Claro que teve livros que me decepcionei e outros que chorei muito. Esse livro me interessa e muito, com certeza vou a procura.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei