18 agosto 2018

[Resenha] Apenas Amigos - Christina Lauren


Holland Bakker foi salva de um ataque no metrô pelo musicista irlandês Calvin McLoughlin. Como agradecimento, Holland o apresenta a um grande diretor de musicais e o que era uma tentativa despretensiosa se transforma numa chance inimaginável, pois, antes mesmo de perceber, Calvin foi escalado para um grande musical da Broadway! Ou quase… Até admitir que seu visto de estudante expirou e ele está no país ilegalmente. Sem titubear, e com uma paixão crescente pelo rapaz que só ele ainda não percebeu, Holland se oferece para casar com o irlandês a fim de mantê-lo em Nova York. Conforme a relação dos dois se desenrola de “apenas amigos” a ”casal apaixonado”, Calvin se torna o queridinho da Broadway. No meio de tanto teatro e do gostar-sem-se-envolver, o que fará esse casal perceber que há muito amor verdadeiro em cena?



Livro: Apenas Amigos|| Autor: Christina Lauren
Editora: Universo dos Livros||Ano: 2018 || Gênero:  Romance adulto
 Classificação:  4 estrelas || Resenhista: Lala
Skoob | Compre | Editora

O tanto que eu gostei desse livro? <3 


Claro que não teria como ser diferente já que é da autoria de Christina Lauren, ah essas duas! Só amo.

Holland tem um crush enorme pelo músico que fica na estação de trem, e isso já dura meses! No dia que ela finalmente toma coragem (literalmente ‘bebe’ coragem líquida) ela sofre um ataque que a faz parar no hospital, salva por ninguém menos que ele, o crush irlandês Calvin. 

Unindo o útil ao agradável, ela decide mostrá-lo ao tio, que está precisando desesperadamente de um violinista para seu espetáculo da Broadway e também como uma forma de agradecimento por Calvin tê-la salvado. Tudo dá mais que certo e todos se encantam com o incrível talento dele. Apenas há um gigante problema que o impede de realizar seu maior sonho, ele é um cidadão vivendo ilegalmente nos Estados Unidos.

“Um gesto como esse me dá a sensação de que estamos fazendo isto Até Que A Morte Nos Separe, quando na verdade é apenas Até Que As Cortinas se Fechem”.

É então que Holland decide seguir a ideia doida de seu colega de trabalho e propõe a Calvin que eles se casem, afim de que ele consiga a autorização de permanecer em solo americano e participar do espetáculo. Através dessa maluquice toda, nasce uma bela amizade entre eles, que entram nisso como cúmplices, topando ‘fingir’ serem marido e mulher por um ano. É claro que viver sob o mesmo teto com quem você é louca de tesão complicaria um pouco as coisas, não é? Principalmente se o sentimento é recíproco e cria todo um clima de tensão sexual.

“O que aconteceu com a gente na cama era verdade, mas e todo o resto? Não consigo nem mais confiar na minha bússola interior. Isto é amor?”.

Eu adorei o livro. Tem romance, humor e erotismo na medida certa! 


Em algumas partes confesso que achei o Calvin meio babaquinha com a Holland, mas eu o perdoei em todas as vezes por ele ser gato e tocar violão. Talvez entre todos os livros de Christina Lauren, este foi o de pegada mais superficial no pano de fundo da história, ou a falta dela. Mas ao que se propõe, que é o romance, tá tudo certinho e nos conforme. Se tivesse um final um pouco mais completo, com um epílogo, teria sido perfeito. Dessa forma achei um pouco abrupto e ‘largado’ e é só por isso que não dei a nota máxima. A história é bem fofa, clichê e vale muito a pena ser prestigiada.

Compartilhe!

10 comentários :

  1. Um belo clichê nunca é demais. Pelo contrário, é formidável desenrolar cada passo da relação do casal - provida de muita intensidade, respectivamente. Ver o desabrochar, a evolução da atual situação de ambos, é muito gostoso.

    Não restam dúvidas de que é um livro que preciso ler. Tô precisando de uma leitura leve!

    ResponderExcluir
  2. Oi Lala, eu gosto muito de um romance leve e pelo que vi na resenha esse livro se encaixa perfeitamente nisso e gostei demais. Já tinha visto a capa e li uns dois livros dessas autoras e gostei. Assim, quero sim ler, mas provavelmente eu vá sentir falta do epílogo como aconteceu contigo, eu acho que todos os livros tem que ter epílogo haha ;)

    ResponderExcluir
  3. Faz tempo que namoro esse livro, amo um clichê e esse parece ser daqueles que deixa o leitor suspirando kkk. Me identifiquei com a Holland tentando chamar a atenção do crush hahaha com certeza vou ler.

    ResponderExcluir
  4. Nathy!
    Não li nada ainda da Christina Lauren, acredita? Tenho a maior vontade.
    Já me encantei ppor Calvin só por sua resenha e gosto dos romances que ficam em suspense, para depois, descobrirem o amor e ser aquela explosão.
    Uma ótima semana!
    “O amor é a força mais sutil do mundo.” (Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA AGOSTO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Deve ser gostoso acompanhar a vida dos personagens depois que casam , enquanto eles descobrem seus sentimentos um pelo outro, sem aquela pressa desenfreada rs. A personagem parece ser danada ainda mais com essa ideia de ajudar o músico e na verdade a si mesma. Parece ser uma leitura que agrada.

    ResponderExcluir
  6. Oi Lala.
    Comecei a ler esse livro, mas acabei não dando continuidade.
    Achei Holland tão boba.
    Além disso, parece que a história demora para engrenar, sem nada interessante acontecendo com o passar das páginas.
    Talvez estivesse com altas expectativas já que falam tão bem dos livros da autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Segunda resenha que leio e que me despertou ainda mais o interesse em ler esse livro. O enredo parece ter sido bem escrito, mesmo que seja um clichê, eu qro mto conhecer.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Não faz meu estilo de leitura, já que não sou mto fã de romances.
    Mas isso de ter Broadway como pano de fundo parece ser bem interessante.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  9. Achei o enredo bem original, na verdade, não me lembro de nenhum outro livro que aborde os mesmos temas dessa forma. Só acho que a maneira como acontece o romance dos protagonistas não me convenceria. Primeiro porque eu gosto de um desenvolvimento do amor entre o casal um pouco mais complexo, gosto de acompanhar o amadurecimento do sentimentos entre os pombinhos, e acho que só o tesão não prova nenhum amor. Segundo porque eu não conseguiria perdoar nenhuma idiotice mais grave do protagonista apenas porque ele é lindo e toca violão, e isso meio que estragaria a leitura pra mim. Além disso, pelo que pude perceber, a construção dos personagens é bastante superficial, e isso me decepciona um pouco.

    ResponderExcluir
  10. Essa història é muito linda e apaixonante. Realmente gostaria de ter a oportunidade de apreciar logo essa leitura.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei