30 julho 2018

[Resenha] Horror na Colina de Harrington - Marcus Barcelos

Em 2004, Benjamin Simons deixa o orfanato em que viveu desde a infância para ajudar alguns parentes num momento difícil: com sua tia debilitada e o tio trabalhando dia e noite, precisavam de alguém para tomar conta de sua prima Carla, de apenas cinco anos de idade.
No entanto, certa madrugada, a tranquilidade da colina de Darrington é interrompida por um estranho pesadelo, que vai tomando formas reais a cada minuto. Logo, Ben descobre-se preso numa casa que abriga mistérios, onde o inferno parece mais próximo e o mal possui uma força evidente.
Passaram-se mais de 10 anos. Isso tudo aconteceu quando Ben estava com dezessete anos, e foram experiências das quais ele preferia esquecer completamente…
Mas aquele passado o acompanha de perto. Ben sente que precisa voltar e sabe que, ou desvenda tudo ou sempre viverá com medo. Então, ele decide contar, e traz numa narrativa angustiante e rica em detalhes tudo o que viveu e todas as batalhas impensáveis que travou para tentar manter a si próprio e a jovem prima em segurança. E se descobre no centro de uma conspiração capaz de destruir até a sua própria sanidade.
Onde termina o inferno e começa a realidade?

Livro:  Horror na Colina de Harrington || Autor: Marcus Barcelos  
Editora: Faro editorial|| Ano: 2016 ||  Gênero: Suspense, Mistério, Terror
Classificação: 4 estrelas || Resenhista: Renata
Benjamin Francis Simons é um órfão que não sabia sobre suas origens e não teve interesse em buscar alguma informação. Por mais que o comportamento parecesse não muito usual, considerando que a maioria dos órfãos quer saber da própria origem, Ben era mais grato pela vida que tinha do que uma busca por alguém que o abandonou. O que não significa que ele tinha ódio da família, era apenas desinteresse. Tanto que quando um irmão do seu pai apareceu, Benny abraçou a ideia da família, mesmo não morando com eles, já cresciam os laços de amor e carinho por cada um dos membros.

Como eles viviam na casa da Colina de Harrington, que parecia um castelo de conto de fadas, não demorou muito para que Benny começasse a entender aquele local como uma segunda casa, um laço com uma família que ele julgava há tempos perdida.

Essa família se consistia em Romeo, irmão de seu pai, Julia, esposa de Romeo, Amanda, a filha que tinha acabado de entrar na faculdade e Carlinha, uma garotinha de 5 anos.

E em um belo dia, coisas estranhas começam a acontecer como se fosse um prelúdio à tempestade e a tensão começa a se montar. Coisas há muito tempo estabelecidas começam a mudar e a história fica cada vez mais frenética e aquilo que parece uma solução não é e o que parece um ato de pura maldade, não é.


O Horror na Colina de Harrington dura apenas algumas horas, porém o suficiente para demonstrar toda a intensidade dessa história que deixa uma trilha aterrorizante que tem a intenção de confundir todas as possibilidades levantadas para a solução dos enigmas.

O livro físico é muito bonito e combina bem com o clima de terror que a história transmite, a história é muito rápida, ao mesmo tempo exige muita atenção e coragem para suportar esse horror de arrepiar os cabelos.

A leitura é intensa e atropela todos os sentidos. Se vocês gostam de um bom terror, aconselho fortemente a ler esse livro. Boa leitura.

Compartilhe!

7 comentários :

  1. Oi, Renata,

    Os elementos agregados - com o contexto familiar - sem dúvidas são frutos de uma trama com fatores bem articulados, pois foge um pouco do óbvio e imerge o leitor a uma trama intensa e cheia de descobertas.

    Não é um livro que eu tenho grandes pretensões em ler, mas é uma boa oportunidade para me arriscar e sair da minha zona de conforto.

    ResponderExcluir
  2. Olá Renata!
    É de um livro assim, intenso e rápido de que preciso pra sair de uma ressaca literária, eu curto mto o gênero e qdo conheci esse livro á desejei mto ler...Ainda não tive oportunidade mais quem sabe em breve.
    bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Renata, infelizmente terror não me atrai tanto rsr, mas achei o fato da leitura ser ágil, até frenética bem positivo e pelo que li na resenha esse é um ótimo livro dentro do gênero e deve agradar a quem já curte ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi Renata,
    Mesmo lendo sua resenha positiva, não me anima muito a leitura. Acho que é porque gosto bastante do gênero, mas para mim ele tem que pelo menos nos dar um sustinho, e todas as resenhas que li, falaram que o livro não dá medo ...
    Ben tem que ser um personagem bem interessante, já que me pareceu que a história foca nele quase totalmente, é uma forma arriscada de levar a história, e fico contente em ter te conquistado!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Renata!
    Já pude ler esse livro e é muito bom.
    U compilado de acontecimentos macabros que culminaram na grande tragédia.
    Achei tudo bem contruído, inclusive a documentação apresentada, não se sabe se é real ou não.
    Já soube que já lançou o segundo livro.
    Que a semana seja abençoada!
    “O prazer dos grandes homens consiste em poder tornar os outros felizes..” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Nossa parece ser muito boa essa historia adiro terror e gosto desses enigmas que tem nas tramas, parece ser uma leitura bem ágil daquelas que temos que tomar cuudado para não perder nada.

    ResponderExcluir
  7. Eu sou super fã desse gênero de leitura e é meu favorito.
    Gostei da indicação, pois tenho procurado um que me deixe assim completamente envolvida com a trama.
    A edição parece estar linda.
    Adorei a resenha e já quero ver sobre a continuação!

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei