21 abril 2018

[Resenha] Um de nós está mentindo - Karen McManus


Cinco alunos entram em detenção na escola e apenas quatro saem com vida. Todos são suspeitos e cada um tem algo a esconder. Numa tarde de segunda-feira, cinco estudantes do colégio Bayview entram na sala de detenção: Bronwyn, a gênia, comprometida a estudar em Yale, nunca quebra as regras. Addy, a bela, a perfeita definição da princesa do baile de primavera. Nate, o criminoso, já em liberdade condicional por tráfico de drogas. Cooper, o atleta, astro do time de beisebol. E Simon, o pária, criador do mais famoso app de fofocas da escola. Só que Simon não consegue ir embora. Antes do fim da detenção, ele está morto. E, de acordo com os investigadores, a sua morte não foi acidental. Na segunda, ele morreu. Mas na terça, planejava postar fofocas bem quentes sobre os companheiros de detenção. O que faz os quatro serem suspeitos do seu assassinato. Ou são eles as vítimas perfeitas de um assassino que continua à solta? Todo mundo tem segredos, certo? O que realmente importa é até onde você iria para proteger os seus.

Livro: Um de nós está mentindo|| Autor: Karen McManus
Editora: Galera Record || Ano: 2018 ||  Gênero: Suspense
Classificação: 3 estrelas || Resenhista: Luiza


Cinco adolescentes são levados à detenção por portar celulares em aula, mesmo eles jurando que os celulares não eram deles. Ao chegar na detenção, o professor pede que façam uma redação e sai da sala para investigar uma batida de carro que acabara de acontecer na porta da escola.

Os alunos permanecem na sala, conversando, tentando entender como foram parar ali. E, depois de beber água, Simon, começa a ter um choque anafilático. Eles tentam socorrê-lo, mas sem sucesso. Por incrível que pareça, não conseguem encontrar nenhuma caneta injetável de antialérgico, nem na enfermaria. Os cinco alunos ali presentes, únicos que testemunharam a morte de Simon, se tornam, automaticamente, suspeitos de sua morte.

Simon é aquele cara odiado na escola. Ele era dono de um aplicativo de fofocas, onde postava sobre a vida de todos. Muitos segredos escabrosos foram revelados ali e muita gente foi prejudicada. Certamente era um rapaz perturbado e depressivo, além de vingativo, para agir assim com as pessoas. Quase nada escapava à ele, e os segredos que as pessoas da escola tentavam esconder uma hora acabavam aparecendo no aplicativo. Sua morte chocou a escola e a cidade pela forma que ocorreu e logo foi provado que foi assassinato. O copo onde ele bebeu estava cheio de traços de amendoim, ao qual ele era alérgico e todos sabiam.

Mas, quem matou Simon? 

Uma coisa é certa, cada um dos presentes guardava segredos e, por isso, tinham motivos para matá-lo.

Browning é a típica nerd certinha. Super inteligente, focada e obstinada. Seu objetivo é ingressar em Yale e seguir os passos dos pais, e, para isso, daria tudo de si. Quase não tinha vida fora disso, se dedicava e muito para alcançar seu desejado futuro. Seu único hobby sempre fora tocar piano, ama música. Só que ela não é tão perfeita assim e guarda um segredo que pode por em dúvida sua idoneidade e também pode impedi-la de conquistar o que sempre sonhou. Seria uma grande decepção para a sua família se esse segredo fosse revelado... Só resta saber até onde iria para protegê-lo.

Addy é uma garota linda, não muito inteligente, mas esforçada. Vivia para o namorado, pelo namorado e só pelo namorado. É como se não tivesse nenhuma ambição na vida que não fosse se casar com ele e ser feliz ao lado dele. Sério, é daquelas personagens que cansa, rs. Vive numa família complicada, a mãe é louca, vive colocando a menina para baixo, troca de namorado o tempo todo e não acrescenta nada de bom. Ninguém além da irmã mais velha chama a atenção para o namorado completamente abusivo, que não deixa a menina pensar por si só e controla tudo. Porém, Addy tem um segredo... e esse segredo pode pôr fim ao seu namoro. E como ela poderia viver sem o namorado, se sua vida só se resumia a ele?

Cooper é aquele cara modelo. Atleta bem sucedido no time da escola, bonito, tem uma namorada que o ama, orgulho da família. Em breve iria para uma boa universidade, com certeza, pois estava melhorando cada vez mais seu arremesso, chamando a atenção de olheiros de universidades famosas. Só que, ele não é perfeito não e guarda um grande segredo que pode por fim a tudo que o pai sonhou para ele....

Nate é diferente de todos. Já foi condenado por tráfico de drogas, está em condicional e vive na corda bamba. Mora em uma casa caindo aos pedaços, com o pai que fica bêbado o dia todo e sem a mãe, que morreu. É extremamente discriminado na escola, isolado por ser "o garoto problemático" e é o primeiro que apontam como culpado. Obviamente, ele tem um segredo, que pode acabar com a sua vida de vez, sem chance de volta.

Todos ali tem motivos para matar Simon e uma investigação sem precedentes se inicia na cidade, que parou com essa notícia. E reviravoltas não param de acontecer. O aplicativo de Simon continua postando coisas, mesmo com o garoto morto, e essas postagens vão comprometer ainda mais os quatro suspeitos.

Em meio a uma narrativa cheia de detalhes e mistérios, onde cada um pode estar mentindo, você seria capaz de descobrir o culpado?

Leia para descobrir!


Recebemos esse livro em um evento da Galera Record para lançar o projeto VIB, que consiste em enviar os livros que consideram muito promissores (Very Important Books) para os blogueiros antes do lançamento. E, olha, esse livro causou um burburinho hein! Para todo lado só se falava dele, rs.

Eu comecei a ler sem muitas expectativas, por não ser o meu tipo de leitura. E posso falar que me surpreendi bastante, tanto positivamente quanto negativamente.

Positivamente por me prender completamente. Eu fiquei hipnotizada, sério. Só conseguia largar por poucos períodos de tempo e já voltava a ler. Que escrita envolvente! Por mais que não tenha alcançado todas as minhas expectativas, tenho que dizer isso: essa mulher escreve MUITO bem e sabe conduzir o leitor.

Mas, nem tudo são flores. Achei tudo um grande conjunto de clichês, daqueles beeeeeem clichês mesmo, rs. Po, A patricinha rainha do baile, a nerd, o atleta e o marginal já diz tudo né? Pouquíssimas coisas me surpreenderam na construção dos personagens e achei que muito foi deixado a desejar. Um grande ponto que a autora falhou em não elaborar foi o romance abusivo de Addy. E olha que era pesado. O namorado falava tudo que ela devia fazer e ela nem pensava mais por si só. Achei que a autora perdeu uma grande chance de engrandecer a história nesse ponto.

O outro foi o bulliyng na escola, que poderia ser discutido mais, pois é um tema triste que infelizmente ocorre muito nas escolas. Mas só ficaram em segundo plano mesmo.

Toda a investigação me fez mudar de ideia várias vezes, não estou muito acostumada a ler esse tipo de livro e confesso que sou totalmente influenciada pelo narrador rs. Cada capítulo era narrado por um dos quatro suspeitos e, cada vez que um narrava eu tinha mais certeza que não fazia ideia de quem era culpado (e tinha horas que achei que todos fossem rs). Tiveram muitas cenas e coisas que aconteciam com os personagens que achei desnecessário e poderiam facilmente ser deletados.

Quando descobri o culpado, não me surpreendi, e confesso que esperava algo mais elaborado... É aquilo né, quando coloco muita expectativa em um livro, quase sempre me decepciono.

Não foi uma leitura ruim, me prendeu bastante, fiquei totalmente envolvida na história querendo saber o culpado. Para quem é fã de Gossip Girls e Riverdale, com certeza vai adorar o livro, um típico YA americano, que se passa na escola, com tudo que tem direito.

Compartilhe!

7 comentários :

  1. Oi, Luiza.

    O começo desse livro é um pouco arrastado, não tava gostando muito por ele ser teen, e eu não tô acostumada a ler livros de mistério assim... Eu até pensei em parar de lê-lo e ler outro livro.

    Mas, decidi ir em frente, e não me arrependi, pois fui sugada até a última página. E, é claro, eu fui enganada! Quase no final do livro, tudo tava um pouco óbvio, algumas pistas foram lançadas e eu, trouxa como sou, não desvendei o mistério. Criei três teorias mirabolantes e errei as três!

    Acabei me aperfeiçoando por alguns personagens, e não gostei de outros.

    Em alguns momentos, eu 'dizia' para tal personagem: "Rá! Te peguei! Eu sei que foi você!", aí, surgia outra pista e eu começava a desconfiar de outros personagens. Mas, não descartava um personagem em específico.

    O fato de todos os suspeitos terem seu ponto de vista narrado, ajudou bastante a engrenar a história. E a medida que os segredos iam sendo revelados, eu ia desconfiando mais ainda de alguns personagens.

    Enfim, o livro é ótimo, apesar de não surpreender! Nisso, estou de acordo contigo.

    ResponderExcluir
  2. Olá Luiza!
    Suspense sempre atrai minha atenção, apesar de ser YA...Mas a narrativa ser feita pelos 4 suspeitos é muito interessante e ágil,eu achei os personagens bem típicos ,parece bem com um filme de adolescentes mesmo. Mas como faz o leitor se enganar com a investigação é mérito do escritor. Fiquei muito curiosa para saber os segredos de todos e mais ainda sobre quem matou Simon.

    ResponderExcluir
  3. Oi Luiza!
    Tô acompanhando resenhas do livro desde o lançamento, eu confesso que não sou mto de ler o gênero, li bem poucos livros na vdd, e tbm espero ler sem expectativas pra não me decepcionar depois, espero curtir a leitura qdo surgir uma oportunidade.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Luiza,
    Quando vi que o livro ia ser lançado eu não dava nada pra ele, não imaginava que seria instigante assim, pelo menos a cada resenha que leio fico mais curiosa.
    Acho que o mais interessante da história não é nem só querer saber quem e o assassino, é conhecer esses adolescentes a fundo e descobrir os que eles escondem, eu provavelmente também sentiria um pouco de simpatia com os suspeitos, ou como você, acharia que todos são culpados, que confusão... Eu realmente gostei do enredo, e mais ainda de conter a narração com todos os suspeitos. Já quero muito ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Tenho vontade de ler, pelo mistério que gira em torno da morte de Simon, é intrigante e deixa a leitura envolvente, mas é uma pena que deixa a desejar em relação aos personagens, pois como cada um tem um segredo que pode afeta-los então deveriam ter sido mais trabalhados, para deixar a trama mais instigante.

    ResponderExcluir
  6. Oi Luiza,
    Tenho muita vontade de ler este livro pois gosto muito do gênero, mas confesso que fiquei um pouco decepcionada pois esperava bem mais. O lado bom é que eu reduzindo minhas expectativas com certeza sofrerei um choque menor ao ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Luiza!
    Sou aficcionada por livros policiais.
    Saber que as personagens são bem construídas, que o livro é dividido em partes, onde podemos conhecer os envolvidos, bem como os investigadores e ainda uma narrativa leve e rápida, já me conquistou.
    E o que achei mais diferente, é porque é em ambiente estudantil, porque nos leva a pensar: qual dos estudantes cometeu o crime?
    Confesso que fiquei bem intrigada e instigada para poder fazer a leitura.
    Bom final de semana!
    “Os piores estranhos são aqueles que vivem na mesma casa e fingem que se conhecem. Conversam banalidades, mas nunca o essencial.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei