10 abril 2018

[RESENHA] Ferida - Nana Pauvolih


“Em sua inexperiência e doçura, deixava-me mais doido do que jamais estive. E eu, que pensava que já tinha visto tudo, que me guiava pela força e pela violência, estava domado pela sua delicadeza.”
Theo Theodoro é o mais velho dos irmãos Falcão e assumiu os negócios da família após uma grande tragédia. Com personalidade marcante, dura e impositiva, tornou-se um homem acostumado ao poder e a ter a última palavra. Até que em seu caminho entra Eva, uma jovem com metade da sua idade que quer a qualquer custo se vingar da família Falcão.
Trazendo com ela segredos do passado e usando uma identidade falsa, Eva está disposta a tudo para seduzir Theo e lutar contra uma grande injustiça cometida com seus avós e sua mãe. Mas, quando em meio ao ódio de Eva e aos fetiches de Theo surge uma poderosa atração, eles precisarão decidir quem irá ceder nessa disputa de gerações.



Livro: Ferida || Autor: Nana Pauvolih || Série: Segredos #1 
Editora: Essência || Ano: 2018 || Gênero: Romance Erótico/Literatura Brasileira

 Classificação: 5 estrelas || Resenhista: Luci



Na cidade de Florada, a rivalidade entre as famílias Amaro e Falcão é lendária. E esse antagonismo provocou acontecimentos drásticos que marcaram os dois lados, deixando um rastro de ressentimento, violência e o desejo de vingança.

Presa entre essa discórdia está Eva Amaro, uma jovem de 19 anos, cujo ódio e ressentimento pelos Falcão foram cultivados desde cedo em sua mente. Ela foi moldada, por sua mãe e avó, como um instrumento de vingança para destruir seus rivais. Dessa forma, um plano é formado: ela deve se aproximar de Theo Falcão e seduzi-lo, manipulá-lo para recuperar as terras que já pertenceram aos Amaro e, no meio do caminho, destruir àqueles apontados como os causadores de todo o sofrimento e miséria da sua família. 

Um atentado contra Theo é planejado, como uma forma de Eva se aproximar dele e se introduzir em sua vida sob uma identidade falsa. Só que o impacto desse encontro gera um turbilhão de emoções dentro dela, resultando em conflitos internos que abalam suas convicções e os sentimentos que ela nutri por esse homem.

Pois Theo Falcão é um homem de 42 anos, intenso, sensual, com uma personalidade dominante. Responsável pelos negócios da família, ele administra tudo com punhos de ferro, com uma segurança inabalável, e não admite que nada e ninguém interfira em seu caminho. Homem de paixão intensa, controla seu lado mais primal em jogos sexuais onde se permite extravasar, mas sem se envolver emocionalmente.

Por isso, quando Eva entra em sua vida, ele se vê desnorteado por se sentir atraído por uma mulher bem mais jovem. A inocência que ele vê nela contrasta com a devassidão e luxúria dos seus jogos sexuais, com que ele está acostumado a saciar seus desejos, e isso o faz querer se afastar dela, ignorar a atração. Mas ela se mostra, a cada dia, mais submissa a ele, mais disposta a saciar seus desejos, tornando impossível resistir a ela.

E em Eva, os desejos de vingança são substituídos pela vontade intensa de se entregar inteiramente a Theo, pois em meio a toda a farsa planejada para ela se aproximar dele e atraí-lo, existe uma única verdade: ela está a cada dia mais apaixonada pelo homem que devia odiar e destruir.


Quem acompanha o trabalho de Nana Pauvolih sabe que todos os seus personagens, assim como o enredo que ela cria, são cheios de paixão e intensos. No gênero romance erótico, ela sabe desenvolver bem a trama, colocando aquele toque de drama na medida certa, fazendo com que o livro não seja apenas um romance erótico por si só, pois até as cenas de sexo são bem construídas, entrando no momento certo no contexto do livro, na história dos personagens, e isso, devo dizer, é o que mais me atrai em sua escrita, pois como uma leitora que não curte muito romances eróticos, Nana me atrai para ler os que ela escreve, só por essas características.

Em Ferida, temos essa trama bem construída: uma jovem, Eva, que só conheceu a miséria e o ódio, se vê em conflito quando o homem apontado como seu algoz lhe desperta sentimentos aos quais ela não está preparada. Ela devia ser mais uma antagonista na história, mas não; à medida que acompanhamos suas dúvidas, angústias e conflitos, a recebemos como uma personagem cada vez mais viva, que cresce nesse enredo para envolver o leitor em seu drama e, claro, nos fazer envolver por ela.

Sobre Theo, o que falar desse personagem tão intenso? Me parece que ele foi criado sob uma gama de emoções muito forte, pela intensidade que passa do papel para o leitor sobre a sua personalidade e atitudes. Você sente cada nuance de sentimentos dele, e isso provoca várias reações do leitor, desde raiva (confesso que senti) até suspiros, pela intensidade com que ele lida com sua paixão por Eva. Certamente, um personagem extremamente marcante e apaixonante.

Outro ponto positivo na história são os personagens secundários, que deram mais vida ao enredo e aquela pitada de humor que o enriqueceu mais. 

Resumindo, é um um livro onde as paixões parecem vivas, onde os conflitos te envolvem e te faz ansiar pelo próximo capítulo dessa história tão intensa e apaixonante.


Compartilhe!

8 comentários :

  1. Oi, Lucilene.

    Desde o início, acho que a Eva foi fisgada pelo Théo, por ele exalar tanta intensidade... A atração foi mais que recíproca e iminente!

    O plano de colocar em prática sua vingança, que começou com algo puramente carnal e intencional, foi aos poucos, se transformando em algo a mais, que fugiu do controle e de sua vontade...

    Deixando-a assim, completamente dividida em se entregar a essa paixão ou prosseguir com o plano inicial, que é claro, foi ficando cada vez mais difícil...

    Ela só não contava que o Théo fosse tão intenso e que no meio do caminho, iria se apaixonar.

    E é claro, o Théo também não esperava se envolver alucinadamente por uma pessoa.

    E eu não poderia deixar de dizer que esse é um dos meus livros favoritos! 😍

    ResponderExcluir
  2. O que mais me chamou a atenção nesse livro foi o fato de as personagens terem uma gritante diferença de idade. Fiquei curiosa pra saber como a autora desenvolveu isso. Gosto de livros intensos, então provavelmente vou gostar dele.

    ResponderExcluir
  3. Olá Lucilene!
    Nunca tinha lido nd sobre esse livro, gostei da sinopse e pelo que li a autora parece ter fito um bom trabalho nesse enredo que espero conseguir conhecer logo, fiquei bastante interessada em conhecer a história.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Oi Luci.
    Infelizmente ainda não tive chance de conhecer a escrita da Nana, mas já sei que seus personagens são intenso e apaixonantes, acredito que com Theo não foi diferente.
    Não curti muito o fato da pressão que a família de Eva colocou em cima dela, talvez lendo o livro entenda os motivos deles, mas ainda assim só acho isso legal porque foi desse ponto que surgiu o romance, rsrs.
    Mais um para a listinha, realmente gostei muito do enredo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Luci!
    Não li nada sobre a autora mas já me empolguei pelo que você falou de o drama se encaixar na história. Até gosto de ler romances eróticos porém não ele por si só e sim com alguma trama que me conquiste e me faça ler até o fim. E "Ferida" parece ter um pouco disso.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Lucilene.
    Eu já gostei por Theo ser um homem maduro, e apesar do gosto por jogos sexuais acontece a paixão por Eva e com isso a mudança, pena essa menina carregar tanta mágoa e desejo de vingança. Bom que no livro as partes de sexo estão bem inseridas na história e não são gratuitas.Já estou de olho nesse livro, adorei a capa.

    ResponderExcluir
  7. Parece que tudo foi muito bem elaborado nesse livro desde os personagens até o enredo, gostei de saber que a autora soube inserir as cenas hots, assim não fica nada forçado. Deve ser engraçado além de uma grande conflito interno para a personagem o fato dela ter se apaixonado pelo inimigo.

    ResponderExcluir
  8. Lucilene!
    Gosto de mais dos livros da autora e de romances hots, ainda mais quando os protagonistas e personagens secundários, nos conquistam de maneira arrebatadora.
    “A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA ABRIL – ANIVERSÁRIO DO BLOG: 5 livros + vários kits, 7 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei