12 março 2018

[Resenha] A Verdade Sobre Amores e Duques - Laura Lee Guhrke


Henry Cavanaugh, duque de Torquil, anseia por uma vida ordenada e previsível. A única que o ajuda com isso era a mãe... até ela se apaixonar por um artista e decidir seguir o conselho amoroso de Lady Truelove, largando tudo para seguir os desejos do coração. Agora Henry vai exigir que a mulher mexeriqueira que deu aquele conselho imprudente o ajude a impedir que o nome da sua família acabe na lama.
Irene Deverill é o que a sociedade londrina considera uma ovelha negra: dirige o jornal da família, é uma solteirona e tem orgulho disso! Mas ninguém sabe que ela possui um grande problema nas mãos: o duque de Torquil demanda que ela o ajude a resolver os problemas da sua família. Esse relacionamento forçado fará despertar nela sentimentos que nunca pensou possuir.



Livro: A Verdade Sobre Amores e Duques || Série: Querida conselheira amorosa... # 1
autor:  Laura Lee Guhrke || Editora: Harlequin  Record 
Classificação: 4 estrelas || Resenhista: Lud
Ano: 2014 || Gênero:  Romance, Banca, Época

Henry Cavanaugh, tem muitas responsabilidades em suas mãos. Como o Duque de Torquil, ele precisa garantir o bem-estar não apenas de sua família, mas a de todas que residem e trabalham em suas vastas propriedades. Mas o que ele não esperava era ter que lidar com as loucuras de sua mãe.

Em uma manhã normal à mesa, eles leem uma publicado no jornal de fofoca da cidade. Uma carta de uma dama da sociedade para a conselheira amorosa intitulada TrueLove, pedindo conselhos para se casar com um senhor que não está na sua classe social, e, mais do que isso, ele é mais jovem e considerado um aproveitador. No mesmo momento, eles desconfiam de sua mãe, e logo isso é confirmado com o sumiço da Duquesa.

Sem saber onde procurar a mãe, Henry se dirige ao infame jornal para confrontar essa TrueLove, e exigir que ela arque com as consequências que seu conselho possa acarretar. Não só seria um escândalo esse casamento, mas uma desmoralização da família, que viraria motivo de chacota por toda a sociedade.

No jornal, Henry conhece Irene Deverill , que é a encarregado por todo o jornal e também é a conselheira TrueLove. Não deixando se abalar com a mulher à sua frente, ele segue com seu plano para impedir a mãe, mas encontra em Irene um desafio maior ainda, que não vê por que o casamento seria absurdo se a mãe dele mãe ama aquele homem.

Decidido a ter as coisas do seu jeito, Henry faz um acordo com o pai de Irene - que também não gosta da filha trabalhando - e compra o jornal para fechá-lo, a menos que Irene consiga convencer sua mãe a não se casar com aquele aproveitador.

E assim Irene acaba na casa do Duque por uma temporada, para tentar convencer a Duquesa a não se casar. Mas ela acaba descobrindo que Henry tem algo a mais embaixo dessa faixada séria de Duque. Mas como casamentos fora da classe social não são permitidos na sociedade, o Duque se arriscaria a manchar sua reputação por uma mulher fora dos padrões, mas que o encanta como nenhuma jamais fez?



Eu já conhecia a escrita da Laura de outros livros, e quando vi esse, com essa capa maravilhosa, que tudo tem a ver com a história, eu simplesmente não resisti. 

Acho que como todo livro de romance de época, ele foca em assuntos considerados 'proibidos' na época, como uma mulher com mais opinião, relacionamentos fora da classe social, entre outras coisas. E esse livro aborda justamente isso, o romance entre um duque e uma moça da classe média, que não tem medo de dizer o que pensa e defender as mulheres, e para escandalizar ainda mais, ela trabalha em um jornal. Uma mulher, trabalhando nessa época? Senhor, tenha misericórdia. 

Irene é tudo o que eu esperava dela: uma mocinha decidida, que não tem medo de falar o que quer e defender a sua família, mesmo trabalhando no jornal e escandalizando a todos. Uma moça inteligente, com respostas rápidas e muito teimosa, mas quando decide o que quer, corre atrás e não se deixa levar pelo que a sociedade dita. 

Henry Cavanaugh, o duque de Torquil.... Bem, não tenho nem como expressar a minha apreciação. Eu acho que ele está no meu top mocinhos da vida. Eu gostei tanto da construção desse personagem, dos pensamentos rápidos, das repostas inteligentes, da paixão enterrada pelo seu dever com o título e a família. Um mocinho que descobre aos poucos o que é amor, e que isso é muito diferente de paixão, e pode simplesmente estar nos lugares mais improváveis.

Os personagens secundários só somam ao enredo, e deixam aquele gostinho de que cada um deveria ter o seu próximo livro. E o próximo a ser lançado é o da Clara, irmã da Irene. Não vejo a hora de conferir, já que a dinâmica vai ser totalmente diferente, já que a Clara é tímida.

A Verdade Sobre Amores e Duques traz tudo o que você espera de um bom romance de época. Com uma trama cativante e personagens espirituosos, Laura Lee Guhrke narra uma comédia romântica com diálogos irreverentes e um toque de humor que.....  Só lendo para atestar e se apaixonar pela história.

Compartilhe!

18 comentários :

  1. Oi Lud!
    Que resenha maravilhosa, parabéns!
    Eu sou apaixonada pelo gênero, não tive nenhum contato com a escrita da autora ainda mas espero que consiga em breve, capa e enredo me prenderam atenção, parece ser lindíssima!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Aline,
      espero que goste muito quando ler, pq eu amei!
      =)

      Excluir
  2. Oi, Lud.

    Nessa vida como conselheira amorosa, acho que a Irene acabou deixando sua vida amorosa de lado, e diante do inesperado, acabou sucumbindo a um amor, que acredito eu que foi se desenvolvendo aos pouquinhos... Sem nenhum dos dois (ela e o Henry) perceberem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Daiane,
      acho que o romance não era a prioridade dela no momento, então quando aconteceu foi uma surpresa!

      =)

      Excluir
  3. Oi Lud.
    Eu AMO romances de época, então fiquei bem interessada em ler esse livro, ainda mais por não ter lido nada da autora.
    É bom saber que os personagens são bem cativantes. Já gostei da personalidade de Irene e Henry parece ser aquele mocinho que rende altos suspiros.
    Também achei a capa lindíssima.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Pamela,
      a escrita da Laura é muito amor, eu recomendo muito!
      Henry é meu novo Crush!
      =)

      Excluir
  4. Aaah que maravilha, esse já ta na fila de leitura e essa resenha me animou ainda mais pra lê-lo :) Ainda não tive a oportunidade de conhecer a escrita da autora mas pelo que vi é meu tipo de história divertida e romântica e com protagonistas fortes e cativantes. Amei a resenha e acho até que vou adiantar a leitura ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Lili,

      eu acho que você vai gostar desse, é do estilo que você costuma ler!
      depois me conta.

      bJoks

      Excluir
  5. Lud!
    Amo também romances históricos e muito.
    Aqui parece que por ambos terem uma personalidade forte, será difícil o entendimento, mas acredito que no final, ela aconteça de forma grandiosa.
    Boa semaninha!
    “Os lírios não bastam. As leis não nascem das flores. Meu nome é luta, e escreve-se na história.” (Luciana Maria Tico-tico)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee Rudynalva,

      se você gosta do gênero, você vai amar esse livro!
      =)

      bjoks

      Excluir
  6. Fiquei rindo do desespero do personagem em querer acabar com o romance da mãe, mas naquela época era tudo tão diferente e imagino o escândalo que é a protagonista trabalhar, parece ser uma leitura divertida e envolvente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie MAria,

      é engraçado ler justamente por isso, as coisas que eram valorizadas naquela época são um tanto sem importância para nós hoje em dia. Eu me divirto.

      =)

      Excluir
  7. Adoro a escrita da Laura, li um livro dela que está nos meus favoritos, quero muito ler esse a Harlequim. Parece ser uma história bem fofa, com aqueles mocinhos apaixonantes, mesmo dando vontade de matar ele por querer acabar com o romance da mãe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Samantha, se você adora a escrita da Laura, nem tem o que dizer! Você vai amar esse livro.

      Excluir
  8. É interessante notar que Irene Deverill,a protagonista,é forte,destemida e determinada-características que poucas mulheres da época tinham e que por isso, eram taxadas de diferentonas.A autora sabe disso,e usa o gênio cabeça dura de Irene para criar uma história de romance que me pareceu bem atraiva.E,bem,todos nós precisamos de um conselho de Lady Truellove.Mas nada de dá a louca e sair viajando com caras mais novos (a não ser que eles queiram)como a mãe do Henry fez!
    Também gostei muito da atenção que a autora pareceu dar aos personagens secundários e do moçinho da história,o duque,tão honrado e preocupado com o nome da família.Ah....Um super fofo,não é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Kelly,

      é muitooooo fofo. Eu simplesmente adorei o desenvolvimento do enredo e as personalidades dos personagens principais.
      =)

      Excluir
  9. Rio Roriz com a sinopse do livro e com sua resenha o personagem para ficar desesperado gente meu Deus amo romances de época eu não sabia que esse livro tinha sido lançado no Brasil com certeza eu vou ver ele em breve porque tem certeza que essa leitura vai me fazer rir muito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Carolina,

      nós também amamos romance de época, e esse é muito bom !! Recomendo

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei