02 fevereiro 2018

[Resenha]Carbono Alterado - Trilogia Altered Carbon # 1



Um eletrizante thriller noir de ficção científica em adaptação para série do Netflix No século XXV, a consciência de uma pessoa pode ser armazenada em um cartucho na base do cérebro e baixada para um novo corpo quando o atual para de funcionar. A morte, agora, nada mais é que um contratempo inconveniente, uma falha no programa. Takeshi Kovacs, um ex-militar de elite, após sua última morte, tem sua consciência transportada a Bay City, a antiga São Francisco, e é trazido de volta à vida para solucionar o assassinato de um magnata. Isso só para descobrir que seu contratante é a própria vítima, que voltou à vida em um novo corpo, mas sem as memórias do crime. Mal sabe Kovacs, porém, que essa investigação irá lançá-lo no centro de uma conspiração perversa até para os padrões de uma sociedade que trata a existência humana como um produto a ser comercializado.


Livro: Carbono Alterado  || Série: Trilogia Altered Carbon
Autor:  Richard Morgan|| Editora: Bertrand Brasil ||  Ano: 2017 
Gênero: Ficção Cientifica, Mistério
Classificação: 4,5 estrelas || Resenhista: Uta


Para fãs de ficção científica e do subgênero deste, o cyberpunk (alta tecnologia versus baixa qualidade de vida) e de livros com uma pegade de “detetive” com esse cenário futurista, Carbono Alterado é uma excelente escolha.

O livro orbita na ideia de que nesse futuro, pessoas podem ser “encapadas”, no sentido de serem revividas após a morte e colocadas em novas “capas”(corpos) implantados com um backup de suas consciências. A capa-corpo pode ser um clone do original, um humanoide sintético e barato ou um corpo diferente. Esse é um tema que foi explorado bastante pelos autores de ficção científica no começo dos anos 2000, algo que desobri pesquisando por nunca ter lido nada do subgênero. 

O caso a ser investigado é um assassinato de um magnata chamado Laurens Bancroft que ainda se encontra vivo, “encapado” logo aṕos o crime. Sua consciência foi recuperada de um backup que não contém as últimas 48h de sua vida, portanto, ele não pode informar quem o matou após voltar do estado morte.

O livro é cheio de personagens que morrem e retornam em corpos novos, até mesmo de gente que consegue ocupar dois corpos diferentes ao mesmo tempo, procedimento ilegal, mas que mesmo assim acontece com frequência. Pessoas também podem ter suas consciências sem matéria inseridas em mundos virtuais onde minutos de tortura no tempo real se tornam dias e dias no virtual. 

O detetive no caso é Takeshi Kovacs, personagem com um passado forte, que já foi um oficial galáctico do chamado Corpo de Emissários antes de acabar virando um criminoso. 

“Então deixa eu te contar uma coisa. Sabe o que é feito pra criar um Emissário? Eles exterminam todos os instintos evoluídos de restrição de violência da psique humana. Reconhecimento de sinais de submissão, dinâmica de hierarquia, lealdade ao grupo. Vai tudo embora, desligando um neurônio de cada vez; e, no lugar, eles colocam uma vontade consciente de ferir.”

Apesar de ser uma máquina de matar criada pelas próprias autoridades, Kovacs revela uma humanidade que cativa o leitor e gera uma empatia pelo personagem. 

Quando chega na Terra, Kovacs já está preso legalmente ao cumprimento da missão investigativa com Bancroft, que lhe dá pouquíssima escolha, e então é apresentado ao magnata e aos demais personagens principais da história. 

Os mundos em Carbono Alterado são muitos, pois a raça humana está bem espalhada no espaço e a nossa Terra é apenas um planeta sem importância e considerado um mundo subdesenvolvido. Os muito ricos da Terra são conhecidos como matusas, de matusaléns, porque podem viver para sempre graças ao dinheiro que propcia o investimento em inúmeros clones e corpos projetados. Eles se tornam imortais e por isso perdem a humanidade e qualquer conexão que possa vir a existir com as demais pessoas, cujas vidas para eles não tem valor algum.

Na Terra também há o grupo religioso dos Católicos, e a igreja abomina a transmissão de consciência pós-morte, proibindo seus fiéis a se submeterm ao procedimento. Já que os católicos não podem ser encapados, matar um quase que significa nunca ter que responder pelo crime, já que a vítima não voltará para contar quem a matou. Assim, os Católicos são alvos constantes de criminosos. 

É um caldeirão complexo de política, religião, questões de gênero, e não é novidade que tenha acabado nas telinhas. 

O mistério maior aqui acaba não sendo o assassinato de Bancroft nem o que aconteceu nas suas últimas 48h de vida, e sim os assuntos e segredos que envolvem os ricos e poderosos e o resto das pessoas que, como no mundo real, pagam por eles. 

A tradução infelizmente não é das melhores e não consegue passar a escrita afiada do autor, há trechos confusos em que se pode discernir que há algo de errado, principalmente um na última página. Nada que comprometa a compreensão da história, porém que tira mais um brilho dela.


Espero realmente que a série, que estreia hoje (dia 02 de fevereiro), faça justiça ao livro e mesmo que essa transposição de livro para cinema ou TV sempre seja falha, possa ser possível enxergar uma fidelidade à história.

Confira os Trailers:





Pré Venda do Segundo livro já liberada, mas Lançamento previsto para 07/05/2018.




O segundo livro da eletrizante saga de ficção científica que inspirou a série da Netflix Altered Carbon

Bem-vindos de volta ao admirável e brutal mundo novo do século XXV, no qual a política global não se limita à Terra e a morte é apenas um contratempo, graças ao milagre tecnológico que preserva a consciência humana e a baixa em corpos novos. Takeshi Kovacs — ex-Emissário da ONU, cínico e rápido no gatilho — trocou de profissões, e de corpo, mais uma vez. Agora contratado como mercenário, seu dever é ajudar um governo planetário a reprimir uma violenta revolução em uma terra distante.
Kovacs, no entanto, não está de fato do lado de ninguém além do seu próprio. Então, quando um piloto desertor lhe faz uma oferta lucrativa, ele não hesita em abandonar o campo de batalha e embarcar em uma traiçoeira caça ao tesouro. Tudo o que o separa de seu objetivo, uma antiga nave alienígena, são uma cidade banhada em radiação, nanotecnologia assassina e quaisquer surpresas que a avançadíssima civilização marciana possa ter deixado para trás.
Mas armado com seus instintos geneticamente modificados e suas armas duplas Kalashnikov, Kovacs está pronto para qualquer coisa que entrar em seu caminho.

Compartilhe!

22 comentários :

  1. Ahhhhh, já tava na expectativa da série, nem sabia do livro! Já quero ler *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nanda. Com certeza, assistir a série e saber que tem mais dois livros da saga do Takesh é uma excelente surpresa. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  2. Eu não conhecia este livro, mas como gosto de livros de ficção científica, mistério e investigação, acabei me interessando em ler Carbono Alterado. Pela sua resenha a história do livro parece ser boa, que legal que terá uma série, pelo trailer a série parece ser muito boa. Fiquei curiosa para ler esta trilogia Altered Carbon e assistir a série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mariele! A série é muito boa e o livro é melhor ainda. Já comecei o segundo. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  3. Hey Lud, eu não conhecia o livro, vi uma chamada na Netflix mas não procurei saber mais sobre ele, não sei se vou conseguir me segurar pra não ver a série antes de ler o livro, mas prometo tentar rsrs
    Bjs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline! Não sou a Lud, mas posso te dizer que a série é tão boa e vai ser tão discutida entre conhecidos que muito provavelmente vc não vá aguentar esperar pra ver só depois de ler o livro. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  4. Olá, estou muito interessado em ler os livros, mas infelizmente só temos um publicado no Brasil (e aposto que a editora só vai publicar os volumes 3 em diante se a adaptação for um sucesso de público, prova disso é o anúncio da pré-venda do segundo próximo a estreia da série). É notável que o autor usa de um universo futurístico para discorrer sobre temas extremamente atuais, o que deixa a leitura ainda mais significativa. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alison. Olha, pelo que eu estou vendo, a série realmente vai ser um big hit e a netflix vai dar seguimento. Se isso acontecer, o lançamento dos outros dois livros em português vai ser garantido. Vamos assistir se vc ainda não viu, pq tá muito boa, e torcer. Obrigada por comentar!

      Excluir
  5. É uma pena essa questão da tradução essa parece ser aquele tipo de história em que todos os detalhes importam e apesar de não ser um gênero que me faça correr pra ler, eu fiquei curiosa e quero acompanhar a série inicialmente e talvez futuramente o livro ;) Ótima resenha :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lili! Que bom que vc gostou da resenha. A série é excelente, não decepciona.

      Excluir
  6. Descobri sobre o livro depois que a Netflix anunciou a série. Adorei e premissa e a resenha fiquei bem curiosa. Tenho lido que a leitura é bem complicada, mas ele está na minha wishlist.
    Bjos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mayara, obrigada pelo comentário. Então, a leitura não é complicada como falaram, só há bastante coisa para assimilar já que se passar num futuro bem distante do nosso. Boa leitura!

      Excluir
  7. Quero ler e assistir, achei bem diferente e interessante as pessoas voltarem depois da morte em outro corpo e intrigante alguns voltarem em dois, e pelo visto gera um grande conflito de interesses, os mais ricos como sempre se dando bem rs. A leitura deve ser envolvente e deixa o leitor curioso até a última página.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário, Maria!

      Excluir
  8. Logo que comecei a ler sua resenha, já havia me tocado que a obra foi para as telas da netflix, e apesar de querer assistir, ainda não tive a oportunidade. Primeiramente não sabia que existia o livro, e uma pena que a tradução não e das melhores e não traz a escrita afiada do autor. Gostei do fato da trama ir além do mistério do assassinato, e aborda questões políticas e de gênero.

    Venha participar do Top Comentarista e concorra o livro "O Maravilhoso Bistrô Francês": http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de ser ambientado no futuro é uma história muito presente sim. As coisas estão como sempre foram, o ser humano não muda, só a tecnologia muda, como vemos nos dias atuais.
      Espero que vc tenha tempo de ver a série e/ou ler o livro. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  9. Oi Uta!
    Mesmo não tendo nenhuma opressão no livro - aparentemente né - senti um pouco de distopia, e por achar interessante essa troca de corpo e poder viver mais gostaria de ler. Já havia visto o trailer da Netflix e colocado na minha lista, irei ver primeiro para tentar entender melhor a história. Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vitória!
      Exatamente, não há um totalitarismo oficial, a ONU é a responsável política pelos planetas habitados por humanos, mas a sociedade e a política são MUITO influenciadas pelos ultra-ricos, exatamente como hoje em dia, o que não deixa de ser um sistema opressivo.
      Assista mesmo e quem sabe vc vai sentir vontade de continuar a série com os livros antes que saiam as novas temporadas.
      Obrigada por comentar!

      Excluir
  10. Oi! Esse trailer da Netflix é eletrizante, eu adoro uma ficção cientifica e esse livro já está na mi há lista, pretendo ver a série primeiro e depois comprar os dois primeiros livros. Uma pena que a tradução não é muito boa esse tipo de coisa me incomoda bastante. Obrigada pela dica!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que nada, Julia! Obrigada pelo comentário.

      Excluir
  11. Lud!
    Triste que a tradução tenha sido fraca, prejudicando a leitura.
    Gosto muito desse estilo mais noir nos livros policiais e ficcionais, são mais clássicos e cheios de variantes.
    E se tem trechos bem reais e até cruas, trechos de sexo e morte, me interessa ainda mais.
    Como amo ficção, esse lance da mente ser transportada para outro corpo após a morte, é fascinante, pena as lembranças não irem junto.
    Quanto ao nome, já que é ficção, deve ser algo a alteração da molécula de carbono, mas só saberei quado ler.
    Gostei por demais.
    Um maravilhoso final de semana!
    “Acredite que você pode, assim você já está no meio do caminho.” (Theodore Roosevelt)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  12. Eu só soube desse livro depois de ter assistido a série da Netflix mas pelo que eu vi o livro é uma trilogia então fiquei tentada em ler acho que eu mais gostei do livro foi realmente o fato de ser ficção científica porque a sinopse não tinha me fisgado de primeira mas eu tenho vou dar uma chance a esse livro Só espero que não aconteça feito o que acontece na maioria das trilogias Ou seja que estraguem no último livro

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei