28 fevereiro 2018

[Resenha] Um Sedutor Sem Coração - Lisa Kleypas


"Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas. A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon. Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar. Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu? Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final."


Livro: Um Sedutor Sem Coração|| Série: Os Ravenels 01 || Autor: Lisa Kleypas
 Ano: 2018 ||  Editora: Arqueiro  || Gênero: Romance Histórico
Classificação: 4 estrelas || Resenhista: Gaby

Participe do Top Comentarista de Fevereiro
Um Sedutor Sem Coração é o começo de mais uma série incrível da Lisa Kleypas, os que já conhecem o trabalho dela pegam esse livro nas mãos com muitas expectativas, afinal a editora Arqueiro já publicou duas séries dela: Os Hathaways  e As Estações do Amor, ambas extremamente divertidas e inesquecíveis a sua maneira. E posso começar dizendo que as expectativas foram atendidas e que Os Ravenels traz tudo que tanto gostamos nos outros trabalhos da Lisa e quem sabe até um pouco mais.

"Conheço muitos fatos científicos sobre o coração humano, e um deles é que é muito mais fácil fazer um coração parar de bater em definitivo do que evitar amar a pessoa errada."


Esse primeiro livro nos traz a história de Devon e Kathleen. Tudo começa quando nosso herói recebe um presente de grego: um condado endividado, uma casa caindo aos pedaços e a responsabilidade por quatro jovens mulheres. Como o patife preguiçoso que é, o primeiro pensamento de Devon é vender tudo que pode e deixar as mulheres a sua própria sorte. Mas ao conhecer a propriedade, as meninas, e principalmente, conhecer Kathleen, a viúva de seu primo, ele muda de ideia e passa a trabalhar muito duro para salvar sua herança.
"Que situação terrível, pensou Devon inconformado. Uma propriedade arruinada, uma fortuna quase no fim e uma mulher que não poderia ter."
O cerne da história segue por rumos comuns, Devon se sente atraído por Kathleen de imediato, e a reciproca é verdadeira. Mas como acontece sempre que tanto desejo é reprimido, durante boa parte do livro os protagonistas implicam incessantemente um com o outro, o que leva a diálogos e situações hilariantes.
– Isso é ter uma família? – perguntou Devon, irritado. – Discussões sem fim, conversas sobre sentimentos dia e noite? Quando diabo poderei fazer o que quiser sem ter que levar em conta meia dúzia de pessoas?
– Quando você viver sozinho numa ilha, com um único coqueiro e um coco – retrucou Kathleen, ríspida. – E mesmo assim, tenho certeza de que acharia o coco exigente demais.
Como todos podem imaginar, nossos heróis ficam juntos no final e tem um final feliz, é um romance histórico afinal de contas. E é aí que Lisa Kleypas faz sua magia. É um livro com muita emoção, mas que não está focado apenas em um casal. Desde o começo, eu torci pelo casal principal, e adorei a química e a tensão deles, mas as melhores partes para mim são aquelas que envolvem a família como um todo. Onde o irmão mais novo de Devon, West fazia suas piadas, e as cunhadas de Kathleen, principalmente as gêmeas, faziam suas estripulias. E isso é um ponto comum nas séries da autora, contar a história de famílias, fazer com que nos importemos com os personagens antes mesmo de escrever um livro só para eles, em já ir preparando o terreno para um próximo livro desde o começo e não no último capítulo. É impossível ler esse livro e já não desejar ter em mãos o próximo, que contará a história de Helen, a mais velha das cunhadas de Kathleen, e de Rhys, um amigo de Devon que é dono da maior loja de departamentos de Londres.

Na minha mais humilde opinião, esse livro é uma bela introdução para o que promete ser uma das melhores séries da Lisa, daquelas que ficamos cobrando a editora pelos lançamentos das sequências.  

Compartilhe!

9 comentários :

  1. Olá Gaby!
    Não li livros da autora ainda, só acompanho resenhas, e este parece ser lindo tanto qto os outros parecem tbm, ganhei um livro d autora e chegou hj, louca pra ler e conhecer a escrita.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Aaah que maravilha ler essa resenha super positiva e já ter o livro pra ler, talvez ele até fure fila <3 Eu também amo essa característica que a autora tem de incluir famílias e fazer com que nos importemos com elas, amando personagens principais e secundários e ansiando já ter mais livros pra ler :D Pelo que vi na resenha, já sei que vou curtir por demais essa leitura ;)

    ResponderExcluir
  3. Oi Gaby!
    Devon é o típico mocinho de época que é um pé no saco até se render aos encantos de uma mulher, rsrs, não esperava menos da Lisa Kleypas.
    O enredo é sem dúvidas clichê (pelo menos pra mim), ainda não consegui enxergar algo mais complexo, mas eu gostei e estou ansiosa para ler, principalmente porque a história parece não conter aquele monte de cenas hots desnecessárias (eu espero).
    Amo essa capa <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Confesso que antes de ler sua resenha não tinha nenhum interesse de adquirir essa obra, no entanto após ver tantos elogios e saber que essa introdução pode ser uma das melhores series da autora, já senti cativada a dar uma chance. Até porque a dinâmica criada pela autora e interessante, mesmo que já sabemos desde o começo que se trata de uma obra com o final feliz. Enfim já quero ter essa obra em mãos.

    Venha participar do Top Comentarista e concorra o livro "O Maravilhoso Bistrô Francês": http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Fiquei tão feliz em saber que você gostou desse livro porque eu estou muito ansiosa entender ele e eu fiquei preocupada em causa ele fosse receber críticas negativas Como por exemplo o novo livro da tiver como muita gente falou que era decepcionante E acabou me desanimado um pouco

    ResponderExcluir
  6. Gaby!
    Dessa vez me parece que a Lisa trouxe uma série mais bem elaborada, com os protagonistas de temperamento forte e impulsivo, juntando além do romance, uma verdadeira aula de história sobre a revolução industrial e várias outras subtramas que devem prender do início ao final.
    “Eu escolho um homem que não duvide de minha coragem, que não me acredite inocente, que tenha a coragem de me tratar como uma mulher.” (Anaïs Nin)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Olá, percebe-se que autora caprichou nos diálogos entre os protagonistas, que divertem o leitor. Além disso, essa caracterização bem feita dos personagens secundários deixa o livro ainda mais cativante. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi! Adoro Lisa Kleypas, os personagens que ela cria sempre são únicos, os diálogos engraçados e inteligentes. Eu já li "As quatro estações" e "os Hathaways", estou muito empolgada com essa nova série, que já começa com chave de ouro e um libertino de arrasar corações.

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li nenhum livro da autora, mas tenho vontade são bem comentados. Essa leitura parece ser bem agradável e que aquece o coração do leitor. Gostei que tem química entre os personagens assim fica fácil torcer por eles, gostei também por abordar a família geralmente aparecem muitos personagens que nos conquistam.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei