03 fevereiro 2018

[Crítica] O Que Te Faz Mais Forte

Fomos convidadas para a cabine do filme "O Que Te Faz Mais Forte" no dia 31. E estamos trazendo a crítica para vocês!



Baseado em fatos reais e inspirado no livro Stronger, escrito pelo próprio Jeff Bauman e Bret Witter, o filme conta a história de Jeff Bauman (Jake Gyllenhaal), um homem comum que acaba se tornando um símbolo. 

Jeff nunca comparece aos eventos em que sua namorada Erin (Tatiana Maslany) participa, o que é um motivo de discussão e dos términos frequentes do casal, mas Jeff comparece à maratona de Boston de 2013... que é cenário de um atentado. Ao acordar no hospital, a realidade chega com tudo ao saber que tiveram que amputar suas duas pernas, um pouco acima do joelho. A partir daí vemos a luta de Jeff para se superar e se adaptar a vida de um deficiente.

É um filme extremamente realista, em diversas vezes, eu tive reações durante o filme de soltar "Oh's e ais" (coisas que não costumo fazer, eu costumo ser bem silenciosa), mas não tinha como não se emocionar e ficar até meio chocada com o impacto de algumas cenas.

A atuação de Jake Gyllenhaal foi absolutamente incrível. As reações, expressões e as quedas cheias de impacto que ele sofre enquanto tenta ter um pouco de autonomia e não ficar dependendo dos outros para tudo... Se eu já não fosse fã, agora eu seria!

O filme também mostra a falta de tato das pessoas de lidarem com pessoas deficientes, em vários momentos, a gente percebe que ao mesmo tempo que ele se tornou um símbolo de força para muita gente, essas mesmas pessoas em diversos momentos se esquecem de que ele é uma pessoa que acaba de sofrer um trauma horrível e ainda está se recuperando.

Outro ponto muito positivo foi que os diretores não tentaram endeusar Bauman. Ele era um ser humano que estava sofrendo, que nesse ínterim entre o atentado e a superação do trauma, ele faz muita besteira. Fica bêbado, faz várias loucuras e age de forma irresponsável durante um bom tempo antes de cair na real.


Tatiana Maslany que interpreta a namorada de Jeff também deu um show de interpretação. Em diversos momentos temos vontade de entrar na tela e abraçá-la, porque vemos o quão cansada e magoada ela fica em alguns momentos, ao mesmo tempo que insiste em estar ao lado de Jeff e ajudá-lo a superar aquele desafio gigante e continuar fazendo a fisioterapia.

A Miranda Richardson que interpreta a mãe de Bauman também foi magnífica. Em quase todos os momentos, eu queria matá-la. Sério. E para gerar tanto ódio tem que ser muito boa no que faz, né?!

Eu esperava um filme mega dramático que me fizesse chorar do início ao fim e não foi assim. Me emocionei em algumas cenas, mas não foi um filme apelativo em nenhum momento. Até por conta do realismo das cenas e dos personagens, o filme se desenrola de uma forma que vemos os comportamentos dos personagens e sabemos que boa parte de suas atitudes e explosões de temperamento se devem ao trauma psicológico recorrente do ataque e do estresse resultante. Isso fez com que o filme fosse interessante e nenhum pouco cansativo de acompanhar. Recomendo muito!

Veja o trailer:




Confira o livro:


Skoob || Compre || Editora


O livro best-seller do New York Times que deu origem ao filme A história do principal sobrevivente do atentado à Maratona de Boston 2013 Em 16 de abril de 2013, Jeff Bauman acordou no Centro Médico de Boston, atordoado após uma série de cirurgias de emergência e sem as duas pernas. Apenas trinta horas antes, Jeff estava na linha de chegada da Maratona de Boston, para incentivar sua namorada, Erin, quando a primeira bomba explodiu junto a seus pés. Ao acordar, em vez de parar e pensar em como sua vida se alterara completamente, ele tentou arrancar o tubo de oxigênio para falar, mas não conseguiu. Então, escreveu sete palavras: “Vi o cara. Olhou bem pra mim”, dando início a uma das maiores caçadas humanas da história dos Estados Unidos e começando sua própria jornada de recuperação. Em O que te faz mais forte, Jeff Bauman descreve o caos e o terror do atentado em si e a investigação do FBI que se seguiu, na qual atuou como testemunha-chave.

Compartilhe!

20 comentários :

  1. Oi Nanda!
    Me lembro bem dessa data, foi mto triste...
    Qro ver esse filme pq me chamou atenção a história e a superação tbm, gosto mto de filmes ou livros que trazem uma lição pra quem o vê ou lê, me prendem do começo ao fim.
    bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você vai amar, Aline. Apesar de ter algumas cenas sofríveis o filme é bem equilibrado com algumas cenas leves também!
      Bjs ;)

      Excluir
  2. Deu pra perceber que essa é uma história bem marcante e emocionante, e achei bacana o filme mostrar o quanto o personagem é humano, sofre e tem direito de sofrer, nem imagino como seja sair num dia e voltar sem ambas as pernas após um atentado, desolador, e a superação desse trauma deve ser bem bonita. Curti a dica, e se tratando de um filme baseado em fatos reais ele ganha ainda mais força e espero assisti-lo tb mais a frente ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você goste. Também fiquei imaginando a mesma coisa... a gente nunca espera que vá acontecer com a gente e nunca sabe como será nossa reação, ne?!

      Excluir
  3. Este filme parece ser muito bom, uma história sobre superação e uma história emocionante. Pelos seus comentários referentes a este filme e pelo trailer, O Que Te Faz Mais Forte parece ser um filme muito bom, pretendo assistir este filme em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Mariele! Espero que goste muito :)

      Excluir
  4. Pretendo assistir gosto quando os filmes são baseados em fatos reais, deve ser uma historia muito comovente e um grande exemplo, que mesmo depois de tudo o que aconteceu o Jeff conseguiu superar e seguir em frente, deve mostrar detalhes das dificuldades que passou e como foi estar no local da tragédia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre bom assistir filmes assim, ne?! Também curto bastante. Espero que você goste também, Maria <3

      Excluir
  5. Oie, tudo bem?
    Estou bem curioso para ver esse filme! Espero gostar
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Felipe!
      Se você gosta do gênero, acho que a probabilidade de curtir o filme é praticamente 100% porque ele está bem realista.
      Bjs!

      Excluir
  6. Olá, o que dizer de um filme com Tatiana Maslany no elenco? Já podemos considerar um hino. O longa aborda a deficiência e a superação sob uma perspectiva mais coerente e realista, mostrando o sofrimento do protagonista, mas também lapsos de sua verdadeira personalidade. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatiana Maslany é só amor <3 <3 <3
      Exatamente, Alison :D

      Excluir
  7. Vejo que o filme vem trazer ao telespectador uma mensagem de superação incrível, na qual no momento mais terrível de nossa vida, quando o trauma parece maior que a nossa vontade de viver, e ai que precisamos do apoio das pessoas que estão ao nosso lado para que possamos superar essa situação. Outro ponto que me chamou a atenção, e que aqui não temos uma história apelativa, muito pelo contrário, e algo muito real e palpável. Não vejo a hora de assistir ao filme.

    Venha participar do Top Comentarista e concorra o livro "O Maravilhoso Bistrô Francês": http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que eu mais gostei dele é não ter sido apelativo. Geralmente a carga dramática de alguns filmes é tão exagerada que você sai do cinema se sentindo até desanimado quando o sentimento deveria ser o oposto haha


      Excluir
  8. Oi Nanda!
    Assisti ao trailer e me emocionei, da para perceber que o filme mostra sim a realidade de alguém que está na situação do protagonista, até mesmo os momentos em que pensa em desistir, acredito que não deve ter sido fácil fazer esse tipo de cena com essa toda emoção que o ator Jake passou, preciso assistir, mas já vi que ele foi mesmo incrível. Saber que é baseado em uma história real da mais vida ao filme!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele foi ótimo!!! Nunca vi uma interpretação dele que fosse tão boa quanto essa, espero que ele consiga mais papéis assim, que o coloquem em bastante exposição e o ajudem a crescer ainda mais como ator <3

      Excluir
  9. Uau! Esse trailer apertou meu coração, ainda não conhecia esse filme obrigada por divulgar, gostei que o filme não é apelativo mas sim realista, já sei que vou chorar. E ainda pensar que este atentado realmente aconteceu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, bem triste que seja uma realidade. Mas também é um ponto positivo, porque eles fizeram de uma forma tão crível, que a gente não tem como não pensar que poderia ter sido a gente...

      Excluir
  10. Nanda!
    Fiquei emocionada só em ler sua resenha e ver o trailer, fiquei imaginando quando o assistir.
    Achei também que seria um filme mais dramárico e fico feliz que tudo tenha sido mostrado de maneira coerente e não cansativa.
    Um maravilhoso final de semana!
    “Acredite que você pode, assim você já está no meio do caminho.” (Theodore Roosevelt)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  11. Acho bem interessante a ideia do livro livro de superação não sou muito a minha área mas eu acho muito interessante quando eu vejo o que uma pessoa já enfrentou e o que ela se tornou eu me lembro de ter lido um que o cara era surfista Mas acabou perdendo os membros superiores e inferiores

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei