24 fevereiro 2018

[Crítica] A Maldição da Casa Winchester




Nova cabine no ar, gente! O filme da vez é "A Maldição da Casa Winchester". Quem leu a crítica de "A última chave" deve lembrar que eu comentei sobre ele e como estava ansiosa pra ver.

Apesar de ser uma das casas mais assombradas dos EUA, eu nunca tinha ouvido falar antes de assistir o filme, fiz uma pesquisa básica sobre a história uma vez que o filme é baseado em fatos reais. A história real é que o fabricante dos rifles Winchester - que acho que mesmo quem nunca teve interesse em saber sobre armas já ouviu falar - morre e sua viúva fica convencida de que a família é amaldiçoada por ter construído uma arma com tamanho poder de destruição. A partir daí, ela vai se consultar com um psíquico/médium que diz que ela deve construir uma casa para essas almas perdidas e que essa casa nunca deveria ficar pronta. É isso mesmo. A construção da casa deveria ser feita 7 dias por semana, durante 24 horas por dia e jamais poderia ficar pronta. Pasmem. Claro que isso resulta numa casa imensa... e bizarra: mais de 160 cômodos, dezenas de quartos desocupados, portas (cerca de 2.000) sendo que algumas não levam a lugar nenhum, janelas e mais janelas, entre outras esquisitices.


Com esse conhecimento prévio, eu fui assistir ao filme. A história retrata que a diretoria da empresa pediu uma avaliação do estado mental da viúva, Sarah Winchester (Helen Mirren) a um psiquiatra. O Dr. Eric Price (Jason Clarke) é um médico peculiar: afundado em vícios e dívidas, ele gasta uma boa parte de seu tempo com prostitutas até receber a visita de um representante da companhia Winchester solicitando seus serviços. No começo se mostra relutante, mas acaba aceitando devido a quantia que lhe é ofertada.

Ao chegar a mansão fica surpreso com a imensidão da estrutura e mais ainda com a quantidade de cômodos, corredores e quartos distribuídos pelo lugar. E isso tudo para apenas 3 pessoas morarem.
Com o decorrer das sessões, o médico estava decidido a alegar a insanidade da viúva para agradar seus contratantes e receber o dinheiro prometido, mas conforme o tempo de sua hospedagem vai se estendendo, ele começa a se questionar se realmente não há algo mais naquela casa...


Infelizmente, as cenas de terror foram bem clássicas - de forma que a gente sempre sabia quando se preparar para o "susto" - e senti falta daquela cena que te pega completamente de surpresa. O excesso de diálogos explicativos acaba sendo massante e fazendo o filme se arrastar um pouco. A participação de Angus Sampson - que fez "A Última chave" - é quase nula, o que me decepcionou um pouco também. Mas o filme não é ruim. Ele traz consigo uma questão bem atual e delicada que é o uso indiscriminado de armas de fogo nos EUA, que tem estado em discussão recentemente e como várias famílias acabam sendo destruídas por conta disso.

A atuação da Helen e do Jason foi algo que me agradou bastante, eles contracenaram muito bem. Para quem não sabe, o Jason participou recentemente do "Mudbound: Lágrimas sobre o Mississippi" que está sendo bastante comentado também.

A Maldição da casa Winchester estréia nos cinemas dia 1 de março! 
Confira o trailer abaixo:

Compartilhe!

19 comentários :

  1. Que bizarro! Essa mansão realmente existe! Vou assistir mais por curiosidade sobre essa mansão e os Winchester, goste de filmes de terror que assustam pena que as cenas de susto são previsíveis. A atriz Helen Mirren é sensacional outro motivo para assistir.
    Ps: Winchester-22 é a arma de Santo Cristo em Faroeste Caboclo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Omo! Você também é fã de legião urbana?! <3 <3 <3
      Fiquei com vontade de conhecer a casa, assim como a Amityville... quem sabe um dia, ne?! A Helen ta maravilhosa como sempre *-*
      Bjs.

      Excluir
  2. Oi Nanda!
    Eu estava bastante animada pra ver o filme, talvez pq eu esperava mais das cenas de terror, mas agora sabendo que a gte já pode esperar qdo assustar me desanimou um pouquinho, mas acho que ainda vou dar uma chance ao filme, pois gosto mto do gênero.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vê sim. Eu acho que tava com muita expectativa também... que sabe você não gosta mais do que eu?!
      bjs.

      Excluir
  3. Que louco eu realmente me interessei em ver esse filme não sabia que essa mansão realmente existia mas como eu sou apaixonada por fatos Sobrenaturais e coisas assim fiquei Encantada não só pela história e trailer do filme Como pela história original

    ResponderExcluir
  4. Nanda!
    Gosto quando os filmes são baseados em fatos reais.
    Fiquei triste porque a saga dos filmes dos Winchesters é fenomenal e poderiam ter feito algo mais elaborado, ao estilo mesmo da série Supernatural.
    Filme de terror com cenas pervisíveis é o ó...
    Uma semaninha plena de amor no coração!
    “Eu escolho um homem que não duvide de minha coragem, que não me acredite inocente, que tenha a coragem de me tratar como uma mulher.” (Anaïs Nin)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Ver o nome Winchester me faz lembrar da série Sobrenatural, nem pergunta porque uma pessoa que tem medo de filmes de terror gosta dessa série haha, mas enfim achei interessante a lenda em torno do filme que se baseia em fatos reais.
    A critica tá muito boa e mesmo o filme não causando tantos sustos deve valer a pena assistir pra quem curte o gênero ;)

    ResponderExcluir
  6. Sinceramente a premissa desse livro em um primeiro momento não me chama atenção, por se tratar de um filme de terror. Porém o que me chama a atenção de fato e a mansão realmente existir, e tudo ser de um modo geral baseado em fatos reais, e fazendo uma critica ao uso de armas de forma desameada. Bom, a premissa do filme e curiosa e por essa razão pretendo dar uma chance.

    Venha participar do Top Comentarista e concorra o livro "O Maravilhoso Bistrô Francês": http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá, ainda que use de estereótipos do gênero para embasar as cenas de terror, o longa aparenta ser tolerável de se assistir, ainda mais conscientizar o espectador acerca das armas de fogo. Nunca assisti filmes com os atores em questão, mas pelo trailer vejo que não há nada a desejar nesse quesito. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Nanda!
    Ultimamente os filmes de terror seguem a mesma forma de "assustar" e por isso acaba se tornando previsíveis! Mesmo esse sendo um ponto negativo do filme, eu pretendo ver, achei a história da construção da casa bem original, e espero que explique o porquê dela ter que manter esse trabalho... Juro que não conhecia nada sobre o Winchester e sua criação de armas, vou fazer uma pesquisa sobre isso, achei interessante!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Quero assistir, gosto de historias baseadas em fatos reais, mas fiquei meio receosa por não ser surpreendida com as cenas de terror,como são previsíveis nem assusta, é uma pena, podiam ter sido mais elaboradas pra mim isso é essencial em um filme desse gênero. Fiquei impressionada com a quantidade de cômodos da casa nem sabia dela.

    ResponderExcluir
  10. Oi Nanda, tudo bem?
    Adoro a Helen Miren, se assistir esse filme será justamente por ela.
    Obrigado pela dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  11. Oi Nanda.
    Que pena que você não gostou tanto do filme. A ideia do filme é bem interessante e já fiquei com medinho por saber que é baseado em fatos reais rs
    Não gosto de filmes de terror, então com certeza eu não assistirei.
    Para os fãs do gênero deve ser bem chato quando se sabe quando os sustos acontecerão. Tira um pouco da graça, né?
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu gostei do filme, mas esperava mais cenas de terror mesmo, mal levei susto e não foi aquele filme que me prendeu mesmo.
    A história da casa eu não conhecia, já sabia que era baseada em fatos reais mas não conhecia bem.

    ResponderExcluir
  13. Olá! Não sou muito fã de filmes de terror, mas fiquei curiosa para conferir esse, já que ele foi baseado em fatos reais e essa casa existe mesmo, uma pena que o filme acabou te decepcionando pelo excesso de diálogos e falta de sustos, mas pelo menos a boa atuação dos autores compensa isso.

    ResponderExcluir
  14. Apesar de ser fã de histórias de terror e suspense fiquei um pouco com receio de assistir o filme, afinal ele é baseado em fatos reais e meu pai...Esse lugar existe de verdade! Ai que medo!
    Então,pretendo reunir coragem e ir ao cinema em breve pra assistir A maldição da casa whichester,que pena que os sustos tenham sido previsíveis,não existe coisa pior em um filme de terror,mas espero que a trama Seja boa apesar dos diálogos extensos.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Nanda.

    Bom, eu não sabia que o filme é baseado em uma história verídica.

    A ideia de construir uma casa para almas, é meio louca. Acho que o tal médico é que é louco, e não a viúva.

    ResponderExcluir
  16. A motivação por trás dos espíritos, vítimas de violência armada, também casa perfeitamente com o momento político de seu lançamento, despertando uma discussão pertinente sobre o potencial destrutivo das armas. No fundo, Winchester é um excelente terror psicológico. Se tem uma coisa que eu não gosto nos filmes de terror atuais, são os screamers, e o que eu mais gosto é o terror psicológico. Gostaria que vocês vissem pelos os seus próprios olhos IT a Coisa 2017 Se ainda não viram, deveriam e se já viram, revivam o terror que sentiram. Depois de vê-la você ficara com algo de medo, poderão sentir que alguém os segue ou que algo vai aparecer.

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei