23 janeiro 2018

[Resenha] Todas as garotas desaparecidas - Megan Miranda



Faz dez anos que Nicolette Farrell deixou Cooley Ridge, sua cidadezinha natal, depois que sua melhor amiga, Corinne, desapareceu sem deixar rastros. De volta para resolver assuntos pendentes, Nic logo se vê imersa em um drama chocante que faz o caso de Corinne ser reaberto e remexe em antigas feridas.
Logo ao chegar, Nic descobre que seu namorado da época está envolvido com Annaleise Carter, a jovem vizinha que foi o álibi do grupo de suspeitos para a noite do sumiço de Corinne. E então, poucos dias após a volta de Nic, Annaleise desaparece.
Agora Nic precisa desvendar o desaparecimento de sua vizinha e, no processo, vai descobrir verdades chocantes sobre seus amigos, sua família e o que realmente aconteceu com Corinne naquela noite, dez anos atrás.




Livro: Todas as garotas desaparecidas || Autor: Megan Miranda 
Editora: Verus || Ano: 2017 ||  Gênero: Suspense.
Classificação: 5 estrelas || Resenhista: Amanda

“Mais uma coisa que aprendi sobre ir embora: é impossível voltar de verdade.”

O que falar dessa autora que mal conheço e já sou fã? 
Eu costumo ler bastante terror, mas raramente pego suspenses (suspense romântico não conta, gente!). E isso porque eu sou uma pessoa muito ansiosa. O tipo de pessoa que se tem um compromisso, fica acordando horas antes – em intervalos regulares – porque tem medo que o despertador não toque, mesmo tendo programado no dia anterior. Então, vocês podem imaginar como eu fico quando leio suspense, não é? E eu vou confessar, fui atrás de spoiler, porque na metade do livro, eu simplesmente não aguentava mais esperar. E fui trolada. Resumo? Eu cheguei no final (uns 70%) com uma certeza na mente e fui totalmente enganada. A Megan faz isso com você. Ela foi incrível.

Seis amigos. Um desaparecimento. Muitos segredos.

" - Isso, Nic, isso mesmo. - disse ele. - Você muda. Mas o passado, ele ainda está lá. A única coisa em movimento é você."

O que você seria capaz de fazer para proteger aqueles que ama?
O livro se dá início com a Nicolette voltando para a cidade natal, para ajudar a reformar a casa do pai e colocá-la a venda. Seu pai é velho e está doente, senil. Ela e o irmão, Daniel, o internaram em uma clínica de repouso, porém, com o dinheiro no fim e o bebê do irmão a caminho, eles precisavam de dinheiro e a escolha óbvia era pôr a casa antiga à venda. No entanto, antes de ir, ela recebe uma carta do pai que dá um novo significado à sua volta a casa: Preciso falar com você. Aquela garota. Eu vi aquela garota. Algumas palavras num papel que poderiam mudar tudo e sacudir a vida de todos eles.

“... fica muito fácil perceber como somos insignificantes.
Como é possível passar de alguma coisa para nada.
Como em um momento é possível ser uma menina rindo em um campo de girassóis e, no seguinte, um rosto assustador em um cartaz na vitrine de uma loja.”

Um dos motivos que motivaram Nic a partir da pequena cidade de Cooley Ridge foi o desaparecimento de sua melhor amiga, Corinne Prescott. Parecia impossível continuar ali depois de tudo, onde cada lugar suscitava uma lembrança. Então Nic partiu, se formou em psicologia, se especializando em serviço social e se tornou orientadora. Parecia perfeito: ajudar jovens perdidos, como ela própria já fora. Dez anos se passaram e ela construiu uma vida, está noiva de Everett, um advogado figurão da Filadélfia, tinha um emprego sólido e a vida estável que sempre desejou.

Os fatos. Os fatos eram fluídos e mudavam, dependendo do ponto de vista. Os fatos eram facilmente distorcidos. Os fatos nem sempre estavam certos.”

Mas ela sempre acaba voltando...
Aquela cidade parecia atraí-la de alguma forma, embora nunca conseguisse mantê-la lá. Rever o ex-namorado Tyler - com quem sempre acabava tendo uma recaída -, também não era uma experiência fácil. Mas agora ela está noiva e precisava deixar tudo claro. Tyler também parecia estar seguindo em frente, namorando uma garota da vizinhança, Annaleise Carter.  Até então tudo é meio desconfortável para Nic, com tantas lembranças permeando o lugar, mas ela se esforça para se focar em sua tarefa: ajeitar a casa para colocá-la à venda. Se ela apenas conseguisse se focar em uma tarefa e resolvê-la, ela poderia colocar um fim naquele capítulo e voltar à vida que queria ter.

“Intenção é legal, mas às vezes é uma coisa que se baseia mais na esperança do que na realidade.”

Mas nada permanece escondido naquela cidade por muito tempo e os esqueletos no armário se recusam a permanecer escondidos por mais tempo e, quando Annaleise desaparece sem deixar vestígios como aquela garota há tanto tempo atrás, um novo mistério se junta ao antigo, comprometendo a vida de Nicolette e de todos que ama. Para entender o mistério, Nic deve voltar dez anos no tempo e tentar entender o que aconteceu no passado e como isso está relacionado com o que está acontecendo no presente. Quem está por trás do desaparecimento de Corinne? Poderia ser o ex-namorado dela: Jackson? Bailey, melhor amiga de ambas? Daniel? Tyler? Alguém estava mentindo e o tempo estava acabando. Para todos eles. Tic-tac Nic, tic-tac...

“Nada fica perdido para sempre por aqui.”

Gente, eu juro, esse livro com certeza vai entrar na minha lista de melhores do ano. Ele me pegou completamente de surpresa. Ninguém é o que parece ser, só digo isso. A vontade que dá quando começamos, é ler tudo em um dia, mas tenho um problema sério com livro que eu gosto muito então, demorei uns quatro dias (esse é o quinto livro do ano e eu estava lendo de dois em dois dias um livro, então...), fiquei enrolando para ler, mas é um livro muito bom que teria acabado mais rápido se não fosse pelo meu próprio marasmo.

“Não há nada mais perigoso, nada mais poderoso nada mais necessário e essencial para a sobrevivência do que as mentiras que contamos a nós mesmos.”

E uma coisa que é bem legal dele também: ele é contato de trás para frente e eu só posso imaginar como deve ser difícil de elaborar algo assim e fazer isso de uma forma tão bem feita! Sério, leiam. Vocês merecem ler esse livro. Como eu não conheço ninguém que já tenha lido, me conformo vendo resenhas de booktubers e dizendo: “É isso aí mesmo!” e “Eu também fiquei chocada!”. Triste. Tenham pena de mim e vão ler e comentar aqui surtando comigo, ok? Ok <3

Compartilhe!

14 comentários :

  1. A trama parece feita pro cinema, consigo visualizar um filme assim e gostar dele e apesar de ler poucos livros desse gênero, tenho lido resenhas boas e más dele, e ficado interessada nas informações que fui pescando. Confesso que sou péssima pra suspense, pois eu tenho o mesmo problema que você, sou ansiosa e se eu ficar muito curiosa vou caçar os spoilers de tudo quanto é jeito haha. Eu curti a resenha e fiquei pensando em como deve funcionar esse narração de trás pra frente ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente sofre sendo ansiosa assim ne, Lili? Quem vive sabe </3
      Mas vou te dizer, o livro tem mais pontos positivos que negativos, com certeza e vale a tentativa de leitura!

      Excluir
  2. Oi Nanda!
    Desde que comecei acompanhar resenhas do livro tenho me interessado cada vez mais por ele, o tema é perfeito, e fico feliz em ver que posso criar expectativas já que só leio coisas positivas sobre ele, espero ler em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Nanda.
    Eu também sou mega ansiosa. Também não consigo dormir bem quando tenho um compromisso importante. Fico acordando de tempos em tempos e vendo quando tempo de falta eu levantar rs
    Estou bastante curiosa quanto a esse livro. Tem pessoas que gostaram e que não gostaram.
    Acho ótimo quando os autores conseguem nos surpreender e nos mostrar que estamos enganados quando estamos tão confiantes seguindo uma linha de raciocínio e na verdade não é nada daquilo rs
    Espero gostar tanto do livro como você.
    BJs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É assim mesmo, Pamela! Ansiosidade é terrível, quem sente sabe </3
      Vai gostar sim *-*
      Bjs!

      Excluir
  4. Confesso que pulei as citações porque não queria nem um "spoilerzinho", sou muito ansiosa também e amo suspenses, quando estou lendo livros desse gênero eu viro a noite porque eu PRE-CI-SO saber o que acontece. Adoro livros desse tipo e achei muito legal a cronologia detrás pra frente da historia. Essa resenha me deixou ansiosa para ler. Recomendo Tess Gerritsen ela escreve uns suspenses médicos/psicológicos/policial muito bom e tem protagonistas femininas muito fortes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha eu costumo ter cuidado selecionando as quotes, mas você faz bem!
      AHHHHHHHHH EU QEURO MUITO LER ALGO DESSA AUTORA! Estava hesitando porque como nunca li nada dela, não queria me decepcionar, mas vou seguir sua indicação <3
      Brigada, Ju! <3

      Excluir
  5. Fiquei curiosa com o livro, deve ser muito bom, adoro esses mistérios que tem em volta desses desaparecimentos, deixa muito questionamento em saber o que aconteceu e a leitura flui que é ma beleza para saber as respostas rs. Adoro quando os personagens nos enganam pensamos que é alguém e levamos uma rasteira são outro tipo de pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você vai adorar o livro, Maria! Ele é cheio de surpresas...
      Bjs!

      Excluir
  6. Oi Nanda!
    O livro tem uma sinopse bem interessante, mas eu esperava algo diferente, talvez um investigaçao com bastante suspense, e acho que faltou um pouco isso. Não gosto mto de narração em cronologia reversa, sou meio perdida sabe? Provavelmente teria que ler mais uma vez para entender. Fora alguns pontinhos negativos, o enredo desperta uma certa curiosidade em descobrir mais sobre o desaparecimento de Corinne, e esse envolvimento todo dos personagens, pretendo ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eu também sou ansiosa feito você só que a minha ansiedade acaba interferindo na minha saúde por exemplo quando fico muito ansiosa e estressada e irritada eu tenho crises de gastrite minha pressão baixa e eu fico com altas dores de cabeça eu fiquei de ler esse livro por indicação de uma amiga minha e me surpreendi eu adorei a história mas eu jurava que ele fosse muito ruim eu não achava que ele seria tudo isso que as pessoas estavam falando mas Fiquei impressionada a cada virada de páginas o final me surpreendeu muito porque eu esperava algo totalmente diferente acho que você sabe do que eu estou falando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EXATAMENTE! Me abraça Carolina <3 Haha'
      Eu esperava algo totalmente diferente também, fiquei muito "Meeeeeeeo Deooooos, o que ta acontecendo aquiiiii?". E é difícil eu ser tão surpreendida por um livro assim, vou te dizer! E fiquei surpresa ao ver que tinha gente falando mal, eu achei MUITO bom. Mas cada gosto é um gosto, ne... Vai entender e-e'

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei