18 dezembro 2017

[Resenha]Tudo Junto e Misturado - Ann Brashares


Sasha e Ray sempre passam o verão na velha casa de férias da família. Desde pequenos, os dois dividiram muitas coisas — leram os mesmos livros, correram pela mesma praia, comeram pêssegos colhidos na mesma fazenda, tomaram café da manhã sentados à mesma mesa. Até dormiram na mesma cama, mas nunca ao mesmo tempo. Afinal, eles jamais se encontraram. O pai de Sasha um dia foi casado com a mãe de Ray, e juntos tiveram três filhas: Emma, Quinn e Mattie. Mas o casamento acabou, deixando para trás apenas rancor e ressentimentos. Os dois casaram de novo e formaram novas famílias, mas nenhuma delas pretende desistir da casa de praia, muito menos compartilhá-la. Até este verão. As vidas de Sasha e Ray estão prestes a se cruzar — e, com tudo junto e misturado, as famílias vão mudar para sempre.


Livro: Tudo Junto e Misturado ||  Autor:  Ann Brashares
Editora: Seguinte || Ano: 2017 ||  Gênero: Jovem Adulto, Drama
Classificação: 3 estrelas || Resenhista: Lud


Esse livro trás a historia de uma família, mas que na verdade são duas. Ray e Sasha compartilham muitas coisas, desde a casa na praia, o mesmo quarto, mesma cama, até as irmãs - Emma, ​​Maddie e Quinn -, a única coisa estranha nessa dinâmica é que eles nãos se conhecem. 

A mãe das meninas se casou novamente e teve Ray, e o pai delas teve Sasha, mas como o divórcio foi algo pra lá de não amigável, eles nãos se falam ou sequer ficam no mesmo local, tanto que a casa na praia é revesada entre as famílias, uma semana cada, e possuem até hora para sair e a outra chegar, assim não precisam se encontrar.

O primeiro contato dos dois é quando arrumam o mesmo emprego. Como cada um fica 15 dias apenas na cidade, Emma arruma um emprego no mercado como repositora, como se os dois fossem metade de uma pessoa, e juntos eles formam um único funcionário. Então, acabam trocando alguns e-mails e recados com diretrizes do emprego, e logo mais com uma simples conversa entre amigos. 

As coisas se complicam um pouco para todos, quando Emma fica noiva e os irmãos decidem fazer uma festa de noivado, com direito às duas famílias reunidas no mesmo local. Claro que isso não dá nem um pouco certo, e as coisas saem do controle de qualquer um deles, e essa noite muda a vida de todos. 


Devo começar dizendo que vi o nome da autora e lembrei do filme que assisti - Irmandade das Calças Viajantes, que estreou nos cinemas em 2015 com a Alexis Bledel e Blake Lively no elenco, além de ter milhões de cópias vendidas. - e solicitei para a editora. Nunca tive contato com a escrita da autora, esse seria o primeiro, e quando terminei, definitivamente não foi o que eu esperava.

Essa sinopse não dá sinal de ser um livro um pouco mais carregado do que eu poderia prever, eu esperava, sim, um drama, mas não com uma carga emocional intensa em determinadas partes. Em algumas partes, você vai lendo e achando ok, mas então você tem uma pitada dos pensamentos de um dos irmãos, e depois do outro e do outro, e isso tudo misturado te provoca uma avalanche de sentimentos distintos. 

Esse livro aborda vários assuntos delicados, em relação à família. Como os pais acham que estão priorizando os filhos, mas o resultado é totalmente o contrário. Como um divórcio pode ser desastroso, e como mesmo o casamento unindo pessoas sem o laço de sangue, não consegue realmente criar uma família.

Quando comecei o livro, tive que sentar e fazer uma cola, no próprio começo do livro tem isso, o nome dos pais, dos filhos, depois de quem casou de novo, e os novos filhos, e os filhos dos casamentos anteriores, e assim vai. Porque esse é um livro onde não se tem um único personagem, são várias vozes, várias personalidades, no total de 5 POVs.

Eu esperava um livro mais leve, divertido, aliás, um romance entre adolescentes, mas ele carrega um drama mais pesado, trata de assuntos delicados. A quantidade de pontos de vista às vezes confunde e você pensa: o que isso está fazendo aqui, não era sobre o casal adolescente? Então, no meio do livro tem uma mudança na direção da história, e foca mais nas irmãs e tudo se mistura. 

Acho que esse foi um problema para mim, quando se tem muitos pontos de vista em um livro, é fácil o autor se perder, ter muitas informações e muitas histórias em paralelo e nem sempre eles se alinham, e o que resta é uma confusão em algumas partes. E o fato de começar com Ray e Sasha e sobre o seu relacionamento, e mudar para suas irmãs também, me desagradou. Quando fui escrever a parte descritiva, tive uma dificuldade, porque começa com uma história em potencial e depois muda e foca em outros personagens. 

Ray e Sasha são muito fofos, os diálogos entre os dois são descontraídos, engraçados, em contrapartida, as irmãs não são totalmente adoráveis. E algumas partes, eu ansiava que ela voltasse a história para apenas os dois.

Enfim, foi o meu primeiro contato com a escrita da autora, no geral, eu gostei do livro, apesar das ressalvas. 

Compartilhe!

10 comentários :

  1. Fiquei encantada quando citou que esta e a mesma autora do livro Um jeans viajante, pois amo este filme, principalmente por causa do elenco, e agora quero dar uma chance a esta obra. Mesmo que tenha muitos pontos de vistas, por causa dos vários personagens, deixando as vezes o leitor perdido. Enfim, pela sinopse também imaginava um romance mais leve, com uma pitada de romance, mas vejo que se trata mais de dramas familiares.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Lana,
      só lendo mesmo, eu estava conversando sobre esse livro com a Karina, e ela disse que iria gostar sim, apesar de eu não ter tanto! huhuhu
      Quando você ler, me conte o que achou.

      Excluir
  2. Tenho vontade de ler e assistir Um Jeans Viajante são bem comentados. Esse livro acho que deve deixar um pouco a desejar, também não gosto quando muda o foco dos personagens que pra mim são os principais. Mas drama familiar é um assunto importante devido acontecer com frequência na vida real, ainda mais em caso de separação, que os filhos sofrem muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei o filme, e agora tenho até medo de ler o livro! huhuhu
      Mas quem sabe um dia !

      Excluir
  3. Lud, oi!
    Ando lendo alguns livros parecidos com esse ultimamente, achando que iam ser romances leves e acabo com dramas. A sinopse e seu resumo me deixaram curiosas para conhecer as famílias e entender os motivos do divórcio ter acabado tão mal a ponto de Sasha e Ray não se conhecerem... Também acho que muita informação deixa a história confusa e perdida, isso quando os autores não deixam pontas soltas né?
    Nunca assisti ao filme, mas pelo visto é mto bom, vou dar uma oportunidade para os dois, livro e filme da autora.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!!
      dê uma chance sim, porque gostos sempre são diferentes e depois me conte o que você achou! Talvez você tenha um ponto de vista diferente do meu!

      =)

      Excluir
  4. Livro livro e não gostei muito da história a gente idosa e em certos momentos eu ficava Perdida no Meio dela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também ficava perdida, em algumas partes!

      Excluir
  5. Oi, Lud!!
    Não sabia que essa autora é que escreveu Irmandade das Calças Viajantes!! Sempre quis comprar esse livros mais nunca achei!! E achei a estória bem confusa!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Marta, é a mesma autora sim!!!
      Também tenho curiosidade de ler a Irmandade!

      =)

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei