20 outubro 2017

[Resenha] Os 27 Crushes de Molly - Becky Albertalli


Os 27 Crushes de Molly
Becky Albertalli



Molly já viveu muitas paixões, mas só dentro de sua cabeça. E foi assim que, aos dezessete anos, a menina acumulou vinte e seis crushes. Embora sua irmã gêmea, Cassie, viva dizendo que ela precisa ser mais corajosa, Molly não consegue suportar a possibilidade de levar um fora. Então age com muito cuidado. Como ela diz, garotas gordas sempre têm que ser cautelosas.
Tudo muda quando Cassie começa a namorar Mina, e Molly pela primeira vez tem que lidar com uma solidão implacável e sentimentos muito conflitantes. Por sorte, um dos melhores amigos de Mina é um garoto hipster, fofo e lindo, o vigésimo sétimo crush perfeito e talvez até um futuro namorado. Se Molly finalmente se arriscar e se envolver com ele, pode dar seu primeiro beijo e ainda se reaproximar da irmã.
Só tem um problema, que atende pelo nome de Reid Wertheim, o garoto com quem Molly trabalha. Ele é meio esquisito. Ele gosta de Tolkien. Ele vai a feiras medievais. Ele usa tênis brancos ridículos. Molly jamais, em hipótese alguma, se apaixonaria por ele. Certo? 
Livro: Os 27 crushes de Molly || Autor: Becky Albertalli 
Editora: Intrinseca
Classificação: 5 estrelas || Resenhista: Amanda
 Ano: 2017 || Gênero: Jovem adulto 



"Cassie não entende. Não foi por acaso que eu tive vinte e seis crushes e nenhum namorado. Não entra na minha cabeça como é possível alguém arrumar um namorado. Ou namorada. Parece a coisa mais improvável do mundo. Você tem que ficar a fim da pessoa certa no momento certo. E a pessoa também tem que gostar de você. Um alinhamento perfeito de sentimentos e circunstâncias. É quase incompreensível que aconteça com tanta frequência."

Molly é uma garota de dezessete anos que já teve 27 crushes, mas que nunca ficou com nenhum deles. WHAAAT? É isso mesmo.
A Molly é uma garota sensível e muito doce, mas sem auto estima, ela acha que por ser gordinha, um cara bonito e bacana não se interessaria por ela, afinal o que ele veria numa garota gorda que não pudesse achar numa magrinha bonita? 

Molly tem duas mães, ela e sua irmã gêmea foram concebidas através de inseminação artificial, mas ao contrário dela, Cassie é magra e nunca teve problemas com garotos ou garotas (ela é bi), muito pelo contrário.

Depois que uma de suas melhores amigas se muda, ela e sua irmã gêmea começam a sair mais com sua outra melhor amiga Olívia e numa baladinha da vida, ela acaba salvando a vida de uma garota no banheiro. Mas não realmente. Acontece que ela precisava de papel e a Molly estava ali perto - quem nunca? - e depois disso, a Mina (e esse é mesmo o nome dela) diz que Molly salvou sua vida.

Assim que ela bate os olhos na Mina, ela vê o par perfeito para sua irmã Cassie. E faz questão de dizer isso a ela e acaba apresentando as duas na festa e nesse processo, acaba conhecendo também Will, um hipster gatinho.

O que ela não sabia, era que Cassie realmente se interessaria por Mina. A partir daí, as duas trocam telefone e começam a bolar um plano para juntar Molly e Will. Claro que era apenas uma desculpa para passarem mais tempos juntas, mas elas realmente acham que Will tem uma quedinha por Molly.

No dia seguinte, Molly começa a trabalhar numa lojinha super linda, bem vintage dessas que vende de tudo um pouco: pratos, porta-retratos, mesinhas, etc. Lá, ela acaba conhecendo Reid, que logo fica conhecido por ela como Reid da Terra Média por sua blusa com estampa de Senhor dos Anéis (adivinha quem arranjou mais um crush literário? Eu mesma!). Os dois se dão bem logo de cara e Molly fica surpresa pela facilidade que tem de conversar com ele, já que ela sempre costuma virar uma planta perto de meninos, mas por algum motivo, a conversa flui e os dois começam a se conhecer melhor e se tornarem pouco a pouco mais próximos. 

 "Em geral, quando conheço um garoto novo, me dá um branco e não consigo pensar em nada para dizer - é assim que uma pessoa acumula vinte e seis crushes e zero beijos. Mas, com o Reid da Terra Média, fico tão nervosa quanto ficaria diante de qualquer pessoa nova. Nem mais, nem menos. 
 E isso é meio que maravilhoso."

Enquanto isso, as coisas vão dando certo também para Cassie e Mina que logo engatam num namoro. Mas isso acaba se tornando uma questão para Moll, já que antes, Cassie sempre falava tudo sobre seus ficantes, mas sobre Mina ela não fala. Inclusive, ela descobre do namoro das duas pelo facebook.
Apesar de entender que justamente por ela estar apaixonada e a Mina ser tão importante para ela - ser mais do que uma simples crush - ela não conseguia dizer, não conseguia verbalizar, mesmo para a irmã. Apesar de compreendê-la, eu confesso que fiquei chateada, não é nada legal saber do namoro da sua gêmea ou sua melhor amiga por uma rede social, né?

Enquanto isso, nesse meio tempo é aprovada a lei do casamento gay e as mães delas decidem se casar! Molly que tem um olho ótimo para decoração e artesanato é encarregada de ajudar e em meio a brigas, festas do pijama e o término inesperado do namoro de uma das melhores amigas, elas tem que correr pra deixar tudo perfeito para o grande dia.

"Certas noites têm esse tipo de eletricidade. Levam você para um lugar diferente de onde começou. Acho que ontem foi uma dessas noites especiais."

Mas a cada dia, Molly tem mais dificuldade de lidar com seus sentimentos, medos e inseguranças. Para piorar, sua irmã vem se afastando mais a cada dia. A Cassie apaixonada é uma Cassie totalmente diferente e de repente, ela se dá conta de que apesar de sempre terem dividido tudo e sempre terem sido muito próximas, em algum momento, elas seguirão caminhos diferentes. Mas talvez se ela ficasse com Will hipster as coisas pudessem continuar iguais... Se pelo menos, ela não sentisse o coração disparar sempre ao ver um certo nerd de tênis estupidamente brancos...

Com um uma pitada de sarcasmo e bom humor, Molly tem um charme surpreendente que nos conquista logo de cara. E as inseguranças pelas quais ela passa são basicamente a que todos nós passamos ou passaremos um dia, então é impossível não se identificar. Nós choramos, rimos, pulamos de felicidade e ficamos tristes com ela.  E a leitura passou voando...

Nem acreditei quando mudei de página e me deparei com os agradecimentos (triste, gente. Foi muito triste). Foi a primeira vez que eu tive que colocar no meu status minha indignação e euforia absoluta. Para quem estiver procurando um livro leve, fofo e divertido - mas que também aborda questões mais tênues como preconceito, bullying e baixa auto estima - esse é o seu livro!


Compartilhe!

10 comentários :

  1. Li recentemente um outro livro da mesma autora e me surpreendi completamente pela sua escrita leve, divertida, mesmo se tratando de assuntos que ainda são considerados tabu, ou polêmicos na sociedade. Pela sua resenha e possível notar que nesta nova estória, ela segue uma mesma linha de desenvolvimento, com uma personagem carismática, mas que possui inseguranças das quais facilmente iremos nos identificar. Com toda certeza irei ler este livro, pois tenho certeza que vou amar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lana!
      A escrita dela é realmente maravilhosa, ne? Quero muito ler outro livro dela <3
      Bjs!

      Excluir
  2. Eu não conhecia este livro, mas lendo um pouco mais sobre a história, acabei ficando bem curiosa para ler este livro, um livro que apesar de ser leve, divertido, aborda também questões como o preconceito, bullying e a baixa auto estima da personagem, pretendo ler Os 27 Crushes de Molly.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mariele :D
      Leia sim, tenho certeza de que você também virará fã da autora!

      Excluir
  3. Parece ser uma leitura gostosa, a personagem deve ser divertida com seus crushes pena ela não ser mais de bem com a vida consigo mesma, ela tem seus conflitos como todos nós. Os temas abordados são interessantes e é muito bom ler sobre eles, ainda mais porque fazem parte das nossas vidas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma leitura maravilhosa, pareceu como se o tempo voasse *-*

      Excluir
  4. Ownnnn que amor..
    Eu li o Simon e gostei, vi que vai sair o filme também, então esse aqui já está na minha lista infinita !! <3

    ResponderExcluir
  5. Bom saber que o livro não aborda apenas os crushes dela e não é só mais um romancezinho clichê. São temas bem interessantes e fiquei ainda mais curiosa pra ler a obra. Parece ser uma história intensa e apaixonante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Nicole. Tenho certeza que você vai amar também. A Molly é muito carismática e o Reid é super fofo <3

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei