[Resenha] Sangue de Tinta - Cornélia Funke

Sangue de Tinta
 Mundo de Tinta 02
Cornélia Funke



"Sangue De Tinta" dá seguimento à aventura de Meggie e seu pai, Mo, um encadernador de livros que tem o estranho dom de dar vida às palavras dos livros que lê em voz alta, fazendo seres das histórias surgirem à sua frente como que por mágica. No primeiro volume da trilogia "Mundo De Tinta", a língua encantada de Mo traz à vida alguns personagens de um livro chamado "Coração De Tinta", e acaba mandando para dentro da trama a mãe da menina.
Agora, neste segundo episódio, Meggie dá um jeito de entrar ela mesma no mundo fictício de Coração de tinta, onde tem o prazer de encontrar fadas, príncipes e saltimbancos que dançam com o fogo; e o sofrimento de acompanhar as artimanhas de vilões cruéis e sem misericórdia. Uma jornada sombria, repleta de fantasia e aventura.
ALERTA SPOILER DO LIVRO 1

SE VOCÊ NÃO GOSTA DE SPOILERS E AINDA NÃO LEU O PRIMEIRO LIVRO DESSA TRILOGIA, NÃO SIGA ADIANTE! QUEM BRINCA COM FOGO E NÃO FOR DEDO EMPOEIRADO SERÁ QUEIMADO. VOCÊ FOI AVISADO.

"Sei que você acha que o mundo que esse livro descreve é decisivamente mais interessante do que este. Conheço essa sensação. Eu mesmo muitas vezes me imaginei dentro dos meus livros favoritos. Mas nós dois sabemos que a sensação é bem diferente quando a imaginação vira realidade."

Como  disse na resenha de Coração de Tinta, eu me apaixonei por essa trilogia de cara. O primeiro livro foi maravilhoso, mas o segundo... segurem firme o coração de vocês, porque é um livro cheio de emoções. 

Nesse segundo livro, já temos a adição de novos personagens muito interessantes, mas antes vamos a uma pequena recapitulação do livro anterior!

Após conseguirem se livrar de Capricórnio e seus capangas do mal - ou de quase todos - Mortimer (Mo) consegue sua esposa de volta. Sim, Resa não está mais dentro do livro e sim, ali com eles. Infelizmente, ela agora está muda. Darius - que é outro leitor com o dom de trazer os personagens do livro à vida e estava sendo mantido em cativeiro pelos nossos vilões - conseguiu tirar Resa do livro, porém, o dom de Darius não é tão eficiente quanto o de Mo e os personagens vêm com "defeito" por assim dizer e é ele que a traz de volta. Mas isso nada importa à sua família, que está grata por ela estar a salvo e junto deles finalmente. Fenóglio, o escritor de Coração de Tinta, acaba sendo sugado pela própria história e ninguém sabe como ele está ou como trazê-lo de volta. E ninguém quer arriscar tirar alguma coisa ainda mais perigosa lá de dentro...
Sangue de Tinta já começa na busca de Dedo Empoeirado por outro leitor, um que seja capaz de levá-lo de volta à sua própria história e para junto da mulher que tanto ama. No livro anterior, vimos que ele ganhou um aprendiz: Farid, um personagem do livro As Mil e Uma Noites que acabou sendo tirado de sua própria história, mas que se sente grato por isso, uma vez que a vida dele não era nada fácil. O menino se encanta com Dedo Empoeirado e seu dom de dominar o fogo e decide segui-lo. É ele que rouba o último exemplar de Coração de Tinta de Mo, apesar de se sentir culpado, já que Mo sempre o tratou bem e ele tem uma queda por Meggie, que é filha de Mo.

"- Palavras faladas não vivem mais do que um inseto! Apenas a palavra escrita vive para sempre.
- Para sempre? Nada dura para sempre. E nada melhor pode acontecer às palavras do que serem cantadas por um saltimbanco! Sim, é verdade, elas se alteram quando isso acontece, a cada vez são cantadas de uma maneira diferente, mas isso não é maravilhoso? Uma história que está sempre de roupa nova quando se volta a ouvi-la, existe algo melhor? Uma história que cresce e dá flores como algo vivo! (...) por outro lado as que são impressas nos livros... Bem, talvez vivam mais, porém apenas respiram quando alguém abre o livro."

Conhecemos então Orfeu. Um leitor que também é capaz de trazer os personagens dos livros à vida e que se acha o máximo. É antipatia de cara e todos temos esse sentimento de que vai dar problema, inclusive Farid. Surpreendentemente, Orfeu realmente lê Dedo Empoeirado de volta para Coração de Tinta, mas não Farid. O menino logo se desespera ao descobrir que Orfeu, apesar de torcer por Dedo Empoeirado, está mancomunado com os últimos personagens remanescentes de Coração de Tinta que ficaram em nosso mundo: a Gralha (mãe de Capricórnio) e Basta. Por sorte, o garoto consegue fugir, levando consigo o papel que Orfeu usou para ler Dedo Empoeirado de volta. Ele o leva até a casa de Elinor, onde a família de Mortimer está morando agora, para alertá-los do perigo e pedir ajuda... de Meggie.

Depois de quase um ano "escutando" as histórias da mãe sobre Coração de Tinta, Meggie está obcecada com esse universo tão mágico. Ela escreve tudo que sua mãe relata, mas não consegue criar nada, se frustrando um pouco mais a cada dia que passa e preocupando seu pai. Muitas brigas entre eles se dá por conta da fixação da menina com o mundo de tinta, o que acaba magoando aos dois e criando uma pequena fissura na relação antes tão unida entre pai e filha.

Com a chegada de Farid, a oportunidade que se apresenta perante a menina é forte demais para ser ignorada e ela resolve entrar na história junto com o garoto. Claro que é uma tentativa apenas. Afinal, nunca antes um leitor conseguiu inserir a si mesmo dentro de uma história. Mas Meggie consegue fazer o que ninguém conseguiu e junto com Farid, os dois vão atrás de Dedo Empoeirado e do escritor do livro: Fenóglio.

Enquanto isso, Basta e a Gralha chegam na casa de Elinor com Orfeu e um outro capanga, enchendo todos de terror, mas o plano da velha não era matá-los ali simplesmente, claro que não. Ela queria apenas Mo e Meggie e os queria dentro de Coração de Tinta. A Gralha está convicta nas palavras que a menina lhe falou anteriormente de que não se pode morrer numa história diferente de sua própria, então, ela está certa de que apesar de não existir mais naquele mundo, Capricórnio os espera ansiosamente no mundo de tinta. E ela como a boa mãe que é, os levará até lá para o castigo adequado, com muito sangue e dor. Como Meggie foi na frente, ela decide levar apenas Mo, mas no último momento, Resa escapa das mãos de seu captor e consegue segurar em Mo... e é arrastada junto com ele de volta ao livro.

"- Não se importe por não poder falar - Dedo Empoeirado sempre lhe dizia. - As pessoas não escutam mesmo, não é?"

Fenóglio está em êxtase. Imaginem só, escrever todo um universo, personagens extraordinários e ser capaz de literalmente entrar dentro dele? Ele que conhece sua história como ninguém, logo se torna o poeta do rei, no entanto, sua história começa a ir por caminhos que ele não esperava e sequer previra. O príncipe Cosme está morto, o rei não quer mais saber de nada depois da morte do filho e os vilões estão mais ousados do que nunca. E agora? Quem poderá nos defender? Se ao menos surgisse uma língua encantada por ali...

Eis que Meggie aparece em sua procura, para salvar a pátria. E não podia ter vindo em um momento melhor! Juntos, eles poderiam dar um jeito naquela bagunça e endireitar aquela história de uma vez.
Imaginem só, que ousadia daquela história se contando sozinha daquele jeito? Ele, Fenóglio, ia colocar tudo nos eixos.

E é quando ele tem a "brilhante" ideia de trazer Cosme de volta. Meggie no entanto considera uma péssima ideia mexer com os mortos, então ele reformula isso. Não trariam o velho Cosme e sim, um novo Cosme versão 2.0, novinho em folha. Mas as coisas acabam saindo diferente do que Fenóglio previra (novamente). E quanto mais eles tentam mexer, pior a coisa fica... aquela história parece ter adquirido vontade própria. E ela tem sede de sangue.

Sangue de tinta vai intercalando entre o que acontece com cada personagem principal e entre mundos, então vocês podem imaginar as guinadas que a história dá, cada capítulo mais surpreendente que o anterior e tenho que dizer... Esse livro foi fantástico! Eu amei cada página, fiquei com raiva, ri e nossa... shippei muito gente. Sabe quando seu casal favorito finalmente fica junto e você começa a surtar sozinha? Essa era eu aqui. Mas assim... to feliz, mas to preocupada hahaha. #Partiumortedetinta


2 comentários:

  1. Que aventura e tanto esta esse volume tem muito acontecimentos, queria ter esse dom de poder trazer personagens do livro ou poder estar lá na historia com eles seria uma maravilha rs. Mas nem tudo são flores e os personagens encontram problemas que terão que resolver, parece ser uma leitura bem envolvente.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Tudo bem?
    Como eu agradeço por você ter avisado antes que contem spoiler do primeiro livro, então por esse motivo eu nem li a resenha, pois eu quero muito ler essa série e sempre vejo pessoas dizendo que ela é muito boa!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...