[Resenha]Esplendor da Honra - Julie Garwood

Esplendor da Honra
Julie Garwood


Na corte inglesa medieval, a amável lady Madelyne sofre com os caprichos de seu perverso irmão, o barão Louddon. Para se vingar de um crime revoltante, o barão Duncan ataca as terras de Louddon com seus guerreiros. Madelyne foi o prêmio que ele capturou, porém, ao contemplar a orgulhosa e bela dama, ele jura arriscar sua vida para protegê-la. Apesar de seu tosco castelo, Duncan demonstra ser um gentil cavalheiro. Mas quando, afinal, a nobre paixão domina a ambos, Madelyne se entrega com toda a alma. Agora, por amor, Madelyne enfrentará qualquer coisa, tão corajosamente quanto seu senhor, o poderoso e combativo Lobo.


O livro começa com um homem preso e sendo despojado de suas roupas no pátio de um castelo, para ser amarrado em um poste e finalmente, morrer congelado. E esse homem é o Barão Duncan de Wexton, conhecido também como o Lobo. Vendo essa situação odiosa, Lady Madelyne, irmã do dono do castelo, forma um plano para salvá-lo e logo depois fugir do castelo e de seu horrível irmão, o Barão Louddon.

Assim que os guardas vão se esquentar dentro do castelo, Madelyne corre e solta Duncan, recolhe suas roupas e o leva para os aposentos atrás da capela, onde tenta esquentá-lo para que não morra ou perca partes do corpo. E esse simples ato de compaixão faz acontecer a magia dentro do coração do nosso Guerreiro.
Lady Madelyne tinha selado seu próprio destino.

Após Duncan estar recuperado, Madelyne se prepara para fugir do castelo onde mora com o irmão, seu tutor, que a maltrata de diversas formas, dentre elas, psicologicamente. Ele acha que pode diminuí-la por simplesmente ser uma mulher. Mas as coisas tomam um rumo inesperado quando Duncan revela seus planos, e seus planos eram Madelyne.

Duncan procura vingança contra o Louddon, e como um verdadeiro guerreiro, ele escolhe se vingar com o olho por olho e, assim, ele punirá Madelyne da mesma forma que Louddon machucou a sua irmã. Mas é claro que ele não poderia fazer as coisas odiosas que o outro barão fez, porém pode manter a sua irmã para ele.

E assim acompanhamos o desenrolar de Madelyne em uma nova casa, tendo que se mostrar corajosa para enfrentar o destino que a espera, ao mesmo tempo que se sente cada vez mais apaixonada pelo seu captor. E nos divertimos ao assistir Duncan ir percebendo que realmente sente algo por essa decidida mocinha.



Vamos a mais um livro da Julie, acho que virei uma verdadeira fã. O Um Amor para Lady Johanna, foi meu primeiro contato com a autora, e o Esplendor da Honra foi a confirmação de que eu me apaixonei pela escrita dela. 

Julie é uma autora consagrada com mais de 40 milhões de cópias vendidas, e seu primeiro livro foi lançado em 1985. Os temas mais presentes em seus romances são: família, lealdade, e honra. Hoje, ela é um sucesso não só com romances históricos, mas também com romances contemporâneos. 

Quem lê os livros da Julie, sabe o que esperar de uma certa maneira. Ela tem a mesma estruturação nos dois livros que li até agora. Ao contrário de outros livros, em que você tem um arco central, e quando o objetivo é alcançado a história tem um fim, nesses temos vários arcos, o que dá a impressão ao leitor de realmente acompanhar a construção do enredo e a evolução dos personagens, até chegar ao felizes para sempre.

Todos os mocinhos da Julie compartilham as mesmas características: são guerreiros ferozes, enormes, bravos, rudes, arrogantes e protetores, mas todos são totalmente liderados pela honra. E Duncan não é diferente, ele é um respeitado Barão, conhecido também como Lobo, que só busca justiça para aqueles que ele mais preza, sua família.

As mulheres geralmente não sabem, mas elas são bem à frente de seu tempo. São mocinhas destemidas, bondosas, corajosas, honestas e sábias. São ferozes para aqueles que amam, não havendo obstáculos que não transporiam por aqueles em sua proteção. Ao mesmo tempo, são engraçadas e compassivas. Sempre conseguem ver as pessoas além da superfície, e nunca deixam transparecer o medo diante de um enorme guerreiro.

Madelyne, para mim, foi uma surpresa. O jeito que ela consegue contar uma história de modo que não minta - que é uma regra para ela - é de uma inteligência fora do comum. Além da dissimulação quando é pega fazendo algo que não deveria, isso tudo dá um toque de moleca nessa personagem que tinha tudo para ser uma pessoa triste pela opressão que foi submetida.

Eu adorei os personagens secundários, nesses livros medievais sempre temos esses personagens aparecendo de um modo bem forte durante a trama, porque nenhum senhor de terra comanda sozinho, ele sempre tem aqueles leais a ele, principalmente os irmãos.

Finalizando, Julie Garwood não decepciona com esse livro que possui um enredo nitidamente fundamentado, com os personagens bem construídos e com personalidades marcantes, personagens secundários encantadores, e uma linda história de amor.

E para minha felicidade, a UdL deixou meio que subentendido que vai tentar trazer mais livros dessa autora para o Brasil, então já estou dando pulinhos.


16 comentários:

  1. Oi, Lud. Eu ainda não li nada da autora mas estou louca para conhecer a escrita dela, desde que ela lançou seu primeiro livro aqui. Além disso, adoro esse ar de romances com personagens mais brutais, lembra-me os romances da Maya Banks, então acho que irei gostar.
    Beijo.
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Olá Lud!
    Estou babando na sua resenha, o livro é lindo!!
    Eu gosto mto desse gênero, o que ainda mais me prende e me deixa curiosa pra conhecer...
    Que capa mais linda gte!!
    Eu qro ler!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Aline,
      A capa é mara né !!!
      é um dos meus gêneros preferidos!!

      Excluir
  3. E tão bom quando lemos um livro no qual possui personagens tão marcantes, pois essa personagem principal e a frente de seu tempo, inteligente, e ainda consegue ser moleca o que me cativou ainda mais a essa leitura, além do mais os personagens secundários pela sua descrição também conseguiu se demarcar ao longo da trama. Amei a premissa dessa estória, e vou inclui-la na lista de desejados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode incluir Lana, não vai se arrepender!

      Excluir
  4. Ainda não li nenhum livro da autora, mas quero ler, esse parece ser divertido, essa personagem é uma figura, gostei dela é muito corajosa e audaciosa. Aliás todos os personagens parecem que foram bem construídos e conquistam o leitor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Maria, essa autora escreve muito bem!!
      Recomendo!!

      Excluir
  5. Oi, Lud!!
    Ainda não li nenhum livro da Julie Garwood, mas adorei as histórias que ela escreveu até agora pena que ainda não consegui ler nenhuma!! Amei a resenha!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Marta,

      add a autora na sua lista, que vale muito apena!

      =)

      Excluir
  6. Oi Lud!
    ME interesssei loucamente por esse livro. Gosto muito de ver o ódio se tranformar em amor, Também quem resistiria um uma dama tão bondosa. Gostaria muito de ler esse livro. Amei a resenha beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Tailane,

      que bom que a resenha despertou o seu interesse! Espero que leia e adore!

      Excluir
  7. Oi, adorei a resenha! Uma das coisas que mais gosto em livros desse gênero, são as mocinhas a frente do seu tempo, e a Madelyne, pelo que eu li, não deixa a desejar, fiquei muito curiosa para conhecer essa personagem.
    Já tinha lido a resenha de Um amor para Lady Johanna e gostado muito, agora com certeza quero conhecer a escrita dessa autora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OIe Kris,

      as mocinhas da Julie tem essa característica e eu simplesmente amo!!!
      Espero que goste tanto quanto eu!

      Excluir
  8. Oi!
    O primeiro livro da autora que li foi Um Amor para Lady Johanna que me conquistou, lendo a resenha desse livro fiquei bem curiosa para poder ler, pois parece o tipo de historia da qual vamos nos apaixonando a cada pagina, se tiver oportunidade ire ler esse livro !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OIe Suzana,

      amei o Lady Johanna <3
      pode ler esse aqui que você vai amar!

      Excluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...