[Resenha] Segredo de Família - Eric Heuvel

Livro: Segredo de Familia
Autor: Eric Heuvel


Quando Jeroen vai ao sótão da avó Helena procurar algo interessante para vender, ele descobre o livro de recortes que ela manteve durante a Segunda Guerra Mundial. Esse fato desperta memórias dolorosas, e leva a avó a contar pela primeira vez a Jeroen como foi ser uma menina em Amsterdam durante a ocupação alemã da Holanda e sobre a perda de sua melhor amiga judia, Esther. Após ouvir a história, porém, Jeroen fará uma descoberta surpreendente.


Publicado originalmente na Holanda, esse é um quadrinho feito pela Casa de Anne Frank em parceria com o Museu da Resistência da Frísia e do Ministério da Saúde, Bem-estar e Esporte (WWW); é quase o que podemos chamar de quadrinho jornalístico, pois seu plot é uma aula de história ilustrada.

Como a sinopse já conta, o livro começa com Jeroen no sótão da avó procurando coisas para vender, e nessa procura ele acaba achando vários objetos, incluindo uma estrela amarela e um livro de recortes. Intrigado pela descoberta, resolve questionar a avó sobre tudo isso.

A partir desse momento, somos levados, junto com o protagonista, pelas memórias de sua avó Helena, que relata a história sob o olhar dos jovens que viveram na Holanda durante a ocupação da Alemanha na Segunda Guerra mundial, além de trazer à tona como uma família Holandesa lidava com a fome, com as divergências de opinião sobre amar, odiar ou respeitar os Judeus.
Aqui, conseguimos visualizar vários lados da história, já que Helena conta que seu pai era policial e acabou colaborando com a força armada de Hitler, mesmo discordando da ideologia, e também que um dos seus tios se alistou para o combate na guerra por concordar com o discurso de Hitler, enquanto o outro tio se alistou, mas foi para lutar frente à resistência. Temos a descrição de uma família que estava envolvida em duas frentes totalmente opostas, juntamente com os perigos dessas duas posições para as pessoas envolvidas.

Helena também relata a vida difícil de sua melhor amiga, Esther, que era judia e foi perseguida até que elas perderam o contato. Presenciar tudo isso fez Helena desejar poder fazer algo contra esse horror, e talvez entrar para a resistência. 

Essa é uma história inventada, mas misturada com fatos reais. Com o desenvolver do enredo temos menção à noite dos cristais (onde lojas/propriedades de judeus foram vandalizadas pelo governo), nomes de campos de concentração já conhecidos por seus horrores, além de mencionar brevemente o papel dos japoneses na guerra.

Um livro com uma narrativa complexa devido ao tema tratado, além de mexer com todas as suas emoções, por vezes se torna uma narrativa dolorosa, mas não deixa de ser um excelente livro, de alguma forma educativo e com grandes lições. Ao terminar, podemos refletir não só sobre essa época horrível da humanidade, mas sobre as ações das pessoas. O que torna uma decisão má ou boa, quando você só quer proteger sua família? Como contradizer ou enfrentar algo que você acha errado, mas que pode ocasionar a morte de quem você mais ama? 

Os traços da ilustração seguem o estilo de arte em linha-clara (o que lembra muito o desenho “Tintim”); o autor tem formação em história, talvez por isso dá para notar uma forte tendência didática no roteiro, mesmo que seja um material mais superficial se compararmos com o visceral “Maus”.

A HQ “Segredo de família” nos faz pensar o quanto os jovens de hoje sabem sobre esse passado incomodo, e embora a HQ assuma um papel otimista de que essa história dificilmente se repetirá, esse é um ótimo material para não nos deixar esquecer que, para o ódio acender, basta que deixemos o bom senso de folga por alguns dias.

7 comentários:

  1. Que interessante abordar essse assunto em quadrinho, um tema muito sofrido e dolorido, que nos tras revolta e indignação. Gostei que tem mais de um ponto de vista assim da para ter uma visão mais ampla da história.

    ResponderExcluir
  2. Olá!! Adorei o livro, ainda mais por ser quadrinhos, um enredo mto rico em informação, gostei tmo!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Histórias em quadrinhos não são muito meu estilo, principalmente os que falam sobre a segunda guerra mundial, acho que gosto mais de mangás, mas adorei a resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Karina!
    Uma história que retrata uma situação que com certeza foi vivida por diversas famílias em uma época difícil. Não é possível ler um livro assim, sem sentir dor e um pouco do sofrimento que eles passaram. Gostei de saber que nessa obra em especial, vemos os dois lados: de quem lutou a favor e quem lutou contra.
    Está aí uma ótima dica de leitura.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  5. E bom ver livros como esse, não importa o gênero, mas que aborda temas das quais devemos discutir, principalmente esse assunto que traz tanto sofrimento e dor, para quem teve de passar por essa situação. Essa ao meu ver foi uma ótima form de retratar tal conteúdo de maneira didática, e auto explicativa.

    ResponderExcluir
  6. Esse é um tema sempre muito pesado, tenho alguma dificuldade em ler sobre, por isso sempre que encontro uma forma um pouco mais leve para aprender sobre o assunto , aproveito. Vou procurar com certeza.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não conhecia essa HQ, mas achei bem interessante, primeiro pelas parcerias que envolve essa historia, e achei todo esse enredo bem interessante, principalmente por discutir temas importantes e por mostrar uma família divida pela guerra, fiquei bem curiosa para poder ler !!

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...