[Resenha] O Navio das Noivas - Jojo Moyes

O navio das Noivas
Jojo Moyes

Skoob | Editora | Compre

Austrália, 1946. É terminada a Segunda Guerra Mundial, chega o momento de retomar a vida e apostar novamente no amor. Mais de seiscentas mulheres embarcam em um navio com destino a Inglaterra para encontrar os soldados ingleses com quem se casaram durante o conflito.
Em Sydney, Austrália, quatro mulheres com personalidades fortes embarcam em uma extraordinária viagem a bordo do HMS Victoria, um porta-aviões que as levará, junto de outras noivas, armas, aeronaves e mil oficiais da Marinha, até a distante Inglaterra. As regras no navio são rígidas, mas o destino que reuniu todos ali, homens e mulheres atravessando mares, será implacável ao entrelaçar e modificar para sempre suas vidas.
Enquanto desbravam oceanos, os antigos amores e as promessas do passado parecem memórias distantes. Ao longo da viagem de seis semanas — apesar de permeada por medos, incertezas e esperanças — amizades são formadas, mistérios são revelados, destinos são selados e o felizes para sempre de outrora não é mais a garantia do futuro que foi planejado.
Com personagens únicas e uma narrativa tocante, Jojo Moyes conta uma história inesquecível que captura perfeitamente o espírito romântico e de aventura desse período da História, destacando a bravura de inúmeras mulheres que arriscaram tudo em busca de um sonho.
O navio das Noivas é um livro baseado em uma hist´poria real, vivida pela Avó da escritora Jojo Moyes, que foi uma esposa de guerra.


Você seria capaz de enfrentar seis semanas dentro de um navio, dividindo quarto com mais três garotas, vivendo longe de todos os fuzileiros à bordo e cheia de regras, para reencontrar o amor da sua vida? Mais de seiscentas noivas passaram por diversas situações até reencontrarem seus marido.

Em 1946, após o fim da Segunda Guerra Mundial, começou o chamado repatriamento das esposas de guerras dos soldados Ingleses que lutaram por todo um país, mulheres essas que viram sus maridos poucas vezes e estão dispostas a viajar em um navio por seis semanas para rever seus amados.

Neste livro, iremos conhecer a história de quatros mulheres em especial, que estão deixando suas vidas para trás, para entrar a bordo no navio HMS Victoria que as levará da Austrália para a Inglaterra, para o encontro dos seus maridos.

Margaret é uma delas, ela está grávida e preste a dar a luz, e mesmo com toda a relutância em abandonar seu pai e irmãos, decide embarcar nessa viajem, mesmo sem ter total certeza que está é a melhor decisão a ser tomada.

Avice é uma mimada menina rica de 21 anos, seu pai é o maior fabricante de rádios de Melbourne, ela é uma jovem muito egoísta e também muito preocupada com sua aparência, faz de tudo para conseguir o que quer. Ela não aceita muito bem o fato de ter que viajar em um navio de carga com tanta outras mulheres abaixo da sua classe social, mas está disposta a enfrentar tudo para rever seu marido.

Jean tem apenas 16 anos, e é uma das esposas mais jovens a bordo de Victoria, ela sabe se meter em uma confusão como ninguém, é inconsequente e sua ingenuidade faz com que meta os és pelas mãos por diversas vezes, mas não perde a esperança do reencontro com seu marido.

Francis é uma incógnita para suas companheiras de dormitório, ela é uma enfermeira e ajudou os soldados feridos da guerra, seu passado é sombrio e ela é a mais reservada das três, ela ver na sua viajem uma chance de recomeçar sua vida longe de tudo.

Às vezes, deitada no escuro, ela avaliava o significado daquilo: a presença dele reforçava a ideia de que elas eram uma carga, uma encomenda que devia ser transportada em segurança de um lado para outro do mundo, em muitos casos dos pais para os maridos, de um grupo de homens para outro.

Quando o livro começa somos levadas a Índia no ano de 2002, onde uma senhora com sua neta estão de passagem a jovem moça se mete em problemas, mas isso não é o que tira a velhinha do eixo e sim um navio em desmonte que desencadeia uma série de memorias na velhinha.

Eu não sei bem o que falar a respeito desse livro, eu adorei a história, as personagens são tão fortes e decididas, passaram por tanta coisa por algo que acreditavam ser a melhor decisão, ir de encontro aos homens por quem se apaixonam e de quem praticamente não conhecia, foi um verdeiro desafio.

Inicialmente não conseguia me apegar a história e muito menos as personagens, já que a narrativa se arrasta um pouco, não vou dizer que não gostei pois isso seria mentira, mas não fluiu exatamente como eu esperava, os detalhes em excesso contribuíram para isso e também a quantidade de personagens, o livro em si não chega a ser confuso, mas é necessário atenção para entender alguns fatos, mas aos poucos fui me apegando as personagens e foi impossível não torcer por essas guerreiras.

O Navio das Noivas tem uma narrativa alternada em terceira pessoa, o que nos da uma visão bem ampla do que ocorre, além da visão das protagonistas também temos o capitão que é um homem que sofreu muito mas que ganhou meu carinho como leitora e alguns tripulantes também, já que o navio não tem só as noivas mas muitos soldados também.

Esse fato de haver também homens a bordo complica um pouco as coisas, sentimentos começam a surgir onde não deveriam já que todas são casadas e alguns dos homens também. Para entreter as mulheres durante essas longas semanas foram feitos concursos de beleza, e palestras sobre como será suas vidas de casadas tudo para mantê-las entretidas.

No geral O Navio das Noivas foi uma boa leitura, não foi uma história muito emocionante no sentido de outros livros da autora como, Como eu era antes de você, mas ele ganhou sem lugarzinho no meu coração da mesma maneira. Não deixem de conferir esse livro.

8 comentários:

  1. O único livro que eu li da Jojo foi Como Eu Era Antes de Você, e por mais que eu tenha amado, romance com drama nunca foi meu estilo. Não sei se vou ler esse dela, mas de todos da autora qual você acha que teria menos drama? KKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKK Difícil escolha hem
      O que eu acho que tem menos drama é O Som do Amor, pelo menos dentro dos que li
      Bjs.

      Excluir
  2. Adoro livro que se passa em tempos diferente. Quando eu li o nome do livro pensei em milhares de historias, menos essa do livro. Mas em outra coisa que me conquistou neste livro foi justamente por passa pós segunda guerra mundial, adoro historias dentro de historias sabe. Essa quatro mulheres devem ser muito forte para poderem lidar com tudo aquilo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sou uma fã de livros que se passam na Segunda Guerra Mundial ou pós a guerra.
      Espero que goste.
      Bjs.

      Excluir
  3. Oi Marlene,
    Tive, apenas, uma experiência com Jojo Moyes em Como eu era antes de você e não tive do que reclamar. O navio das noivas trás uma proposta bem diferente, tanto em enredo quanto em narrativa. Acompanhar antos personagens deve ser interessante, mas sempre me preocupo se vou conseguir me conectar com eles o suficiente para apreciar a leitura. Quero ler mais livros da autora e, talvez, comece por este, pois é uma ótima recomendação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho essa preocupação Gi, mas ai vai da pessoa, eu gostei de Navio de Noivas.
      Porém Como eu era antes de você, ainda é meu preferido, acho que por ser meu primeiro amor.
      Bjs.

      Excluir
  4. Só li um livro da autora gostei mas não foi lá tudo isso, achei o começo arrastado, acho que é característica da autora. Fiquei curiosa com o desenrolar da historia dessas mulheres de fibra que resolver encarar a viagem em prol dos companheiros, mas principalmente com o fato de ter homens no navio e as coisas podem mudar.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Marlene!!
    Adorei a resenha!! No momento só li um livro da Jojo que foi Como Eu Era Antes de Você. Mas tenho muita vontade de ler outros livros dela como esse por exemplo que achei a história bem interessante!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...