17 fevereiro 2017

[Resenha] Escândalos na Primavera - Lisa Kleypas

Escândalos na Primavera
Lisa Kleypas
Série As Quatro Estações do Amor - Livro 4

Skoob | Compre | Editora
Livro 01, 02, 03

Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braçaisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa. Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift. Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado? Fechando com chave de ouro a série As Quatro Estações do Amor, Escândalos Na Primavera é um presente para os leitores de Lisa Kleypas, que podem ter certeza de uma coisa: embora as estações do ano sempre terminem, a amizade desse quarteto de amigas é eterna.


Enfim, a conclusão de uma das melhores séries históricas que já tive o prazer de ler. Durante os quatro livros passamos por todas as estações do ano e acompanhamos as histórias maravilhosas das Flores Secas ( Wallflowers), cada uma encantadora a sua maneira. Foi com ansiedade que comecei minha leitura, e não pude evitar o sentimento de melancolia ao decorrer das páginas e do fim inevitável.

Esse último livro nos traz a história de Daisy, a mais sonhadora e romântica do quarteto. Impossível não se lembrar dos cometários hilários dessa Wallflower que sempre estava acompanhada de um livro durante toda a série. Após todo o tempo e dinheiro gasto na busca fracassada de um marido para Daisy, Thomas Bowman dá um ultimato a filha, ou acha um pretendente até o fim de maio, ou se casará com Matthew Swift, seu parceiro de negócios e pupilo. Sem vê-lo a mais de sete anos, tudo que Daisy recorda de Matthew é a magreza e a falta de jeito, e é claro, a frieza e ambição que rivalizam com a do próprio pai. Em outras palavras, a pessoa errada para a nossa sonhadora. Mas ninguém esperava que depois de tanto tempo, Matthew além de músculos, tivesse desenvolvido um charme irresistível.
"[...], não conseguia parar de olhar para ele. Meu Deus, nunca em sua visa vira tamanha transformação. O 'saco de ossos' tinha se transformado em um homem forte e bem-sucedido que irradiava saúde e vigor. Usava roupas elegantes que não escondiam a bela musculatura. As mudanças não eram só físicas. A maturidade lhe dera um ar confiante, de um homem que conhecia as próprias habilidades."
Esse novo Matthew é muito diferente do que nossa heroína esperava, e pela primeira vez um homem real parece ser mais apelativo ao olhos dela do que os homens de seus livros. E como Matthew sempre foi apaixonado por Daisy e sua alma sonhadora, não é difícil de prever qual o resultado de tal enlace, se não fosse é claro por um grande segredo, com o poder de acabar com tudo, guardado por nosso herói.

O livro traz aquela sensação agradável de conclusão, é como se Daisy fosse a última peça solta de um quebra cabeças que forma uma imagem adorável. Sei que parece algo obvio, é o último livro de uma série, claro que ele trará uma conclusão e, espera-se, um final feliz. Mas o que quero dizer aqui, é que nem todas as conclusões de séries trazem essa sensação de plenitude e contentamento, pelo menos para mim. Durante todo o livro temos uma visão de como as coisas serão no futuro, de como as quatro amigas permanecerão unidas, frequentando a casa uma da outra, criando seus filhos juntas, cercadas por essa aura de amizade e cumplicidade, amizade essa que também é compartilhada por seus maridos. Escândalos na Primavera era a peça que faltava para o grande final feliz coletivo, o final perfeito para uma série maravilhosa.

Infelizmente, sinto a necessidade de ressaltar alguns erros por parte da editora. A autora contextualiza muito bem seus livros, descrevendo a alta sociedade inglesa do século XIX com perfeição, por isso acredito que esses erros tenham sido na digitação da tradução. O primeiro diz que a família Swift chegou na América no século XIII ( o que convenhamos é bem improvável, já que a América só seria descoberta no final do século XV), e o segundo é quando o Matthew faz uma piada sobre a crise de 1937 (anacrônico já que o livro se passa bem antes disso). Como imagino que a Lisa faça uma boa pesquisa ao escrever, acho complicado erros assim.

Tirando esses errinhos meio bobos, o livro está perfeito. E gente que capa linda! O livro fechou muito bem a série, e tenho que admitir que as Wallflowers vão deixar saudade! O livro fica com 4 corações por causa dos errinhos mesmo, porque a história foi perfeita.

Compartilhe!

18 comentários :

  1. Gabriela, esses erros de datas encontrei em um livro que estava lendo ontem e isso me deu uma aflição, e espero que o erro seja realmente da editora. Estou doida para começar esse a ler esse quarteto e cada volume parece ser melhor que o outro e esse último parece que faz um fechamento completo, e mesmo que tenha terminado de um jeito adorável acho que sempre dá aquela ressaca literária, querendo mais um pouquinho da leitura. E estou doida para saber que segredo é esse que o Matthew.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,Nicoli...
      Eu sou estudante de história e fico realmente chateada com esses erros, que devo admitir acontecem bastante nos livros da arqueiro. Mas isso é o de menos, a história compensa. Quanto a ressaca, o melhor remédio é começar outra série...
      Beijos!

      Excluir
  2. Linda demais essa capa!
    Que bom que gostou da série, esta na minha lista (aquela sem fim) mas pretendo começa-la em breve.
    Ah e não é tão obvio a sensação de finalidade ao concluir uma série , era pra ser , mas tem cada uma que você termina e fica tanta ponta solta, ou mesmo a sensação que está faltando algo, chega a ser frustrante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kris...
      A série toda está com capas maravilhosas!Essa sensação de finalidade parece ser bem obvia para pessoas que não leem muito, mas depois de ler tantas séries com finais falhos, é gratificante encontrar um final tão pleno. Sugiro que passe essa série para o topo da sua lista, não vai se arrepender.
      Beijão!

      Excluir
  3. Oiee!
    Quero muito ler essa série, pois só vejo elogios aos livros da autora desde a série anterior dela.
    Como amante dos romances de época que sou sei que vou me encantar pela história da Daisy, essa me chamou bastante atenção, começando pelo fato dela amar ler livros, já rola aquela identificação. Sem falar que amo personagens românticas e sonhadoras e um romance com pitadas de humor junto com mocinhos com passado misterioso é a perfeição.
    A Arqueiro ultimamente está arrasando com os romances de época, as capas são incríveis.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Iêda!
      A Lisa está no meu pódio de melhores escritoras de romances de época, todos os livros dela tem uma fluidez incrível e doses exatas de humor, romance, e ação. A Arqueiro está arrasando nas publicações (e nas capas!).
      Beijos!

      Excluir
  4. Ameei! Que linda resenha!
    Qro tanto ler essa série, amo esse gênero....
    Capa linda!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha!
      Beijo!

      Excluir
  5. Deve ser bem divertida a parte do ultimato do pai e a busca da personagem por um noivo e que surpresa ela deve ter tido ao ver como o pretendente do pai mudou. Gostei da personagem ser bem decidida e vai atras do que quer, nada comum para as mocinhas da época.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria!
      A reação dela ao ver a mudança do Matthew é impagável, Daisy é a melhor!
      Beijos!

      Excluir
  6. Eita, vou ter mais cuidado na hora de ler pra perceber esses erros nos contexto do enredo, eu não tinha percebido nenhum erro nos outros livros mas quando for ler esse vou ficar atenta. Espero poder logo esse livro porque só falta essa pra terminar a série e não posso me controlar quando se trata da Lisa que é minha escritora de romance de época favorita ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rissia!
      A Lisa é demais, né? Quanto aos erros, é algo que me incomoda muito, mas pode passar batido para algumas pessoas, afinal não afeta a história em muita coisa, apenas forma o contexto.
      Beijo!

      Excluir
  7. Se não tivesse dito eu não teria me atentado a esses errinhos de tradução.
    Estou recentemente me rendendo aos históricos e os da Lisa rapidamente entraram na lista de desejados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thaynara!
      Os da Lisa são os melhores!Admito que sou bem chatinha pra esses erros, mas isso não atrapalha o andamento da narrativa.
      Beijão!

      Excluir
  8. Oi, Gabi!!
    Adoro livros de época essa série é o meu sonho de consumo!!kkk Sou apaixonada pela escrita da Lisa e quero muito conhecer essas quatro amigas!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marta!
      Tenho certeza que as Wallflowers vão te encantar!
      Beijo!

      Excluir
  9. Sei o que quer dizer com essa sensação de final bem acabado e completo, sem pontas soltas, parece que cada vez mais as séries estão em busca de uma nova continuava sem necessidade, sempre deixando pontas soltas, gostei de saber que esse livro não é assim. Sobre a tradução, pouca coisa me deixa mais irritada do que uma tradução com erros tão horríveis assim, porque é uma falta de respeito com os fãs, sem capricho ou consideração por parte da editora que ainda cobra caro, como sou fã de senhor dos anéis sofro com isso, livros caríssimos e nunca uma tradução completa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Aline!
      Esses finais plenos são tão difíceis de achar, é gratificante. Eu acho que esses erros de tradução acontecem, mas esses erros de digitação dos anos, são antes de mais nada uma puta sacanagem com a escritora que com certeza deve ter feito uma pesquisa história afim de criar o contexto da história.
      Beijo!

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei