07 fevereiro 2017

[Resenha] Conquistada por Um Visconde - Stephanie Laurens


Londres, 1829. Decidida a escolher seu próprio herói, um que a deixe completamente extasiada e pronta para a felicidade conjugal, Heather Cynster declina convites para os bailes conservadores da aristocracia londrina e busca aventuras fora de seu círculo social. Ao ultrapassar as fronteiras de seu mundo seguro e comparecer a um sarau oferecido por uma dama de reputação duvidosa, Heather acaba entrando na cova de leões. Mas seus planos de independência são arruinados quando encontra, no meio do salão, o enervante Visconde Breckenridge. Amigo dos Cynster e, principalmente, dos irmãos de Heather, ele a toma pelo braço e a leva até a carruagem. Mas seus esforços são inúteis. A poucos metros de entrar no carro, Heather é interceptada e sequestrada por inimigos ocultos que buscam vingança contra os Cynster. Agora, o arrojado Visconde terá de provar que é realmente o herói que Heather tanto almeja... Escrito com maestria, paixão e toques de humor, Conquistada por um visconde é uma trama inesquecível, que deixará o leitor querendo mais após a última página. Composta por Stephanie Laurens, considerada a sucessora de Georgette Heyer e a principal referência de muitas escritoras de sucesso, seus romances têm como cenário a alta sociedade de Londres do período regencial. Conquistada por um visconde é a escolha certa para os fãs de narrativas cujos personagens são damas audaciosas arrebatadas por nobres sedutores.

Livro: Conquistada por Um Visconde | | Série: Trilogia Irmãs Cynster #1
Autor: Stephanie Laurens
Editora: HarperCollins Brasil
Ano: 2016 || Gênero: Romance de época
Classificação: 3 estrelas || Resenhista: Luci



Heather Cynster é a personificação de uma dama determinada. Tanto que, beirando os 25 anos, idade em que uma jovem do século XIX não era mais considerada como possível esposa no mercado matrimonial londrino, ela está determinada a escolher seu marido; e não quer algo menos que um homem apaixonado por ela e que corresponda totalmente ao seu amor.

Essa determinação a fez ir escondida a uma festa que, digamos, não era própria para alguém que quisesse preservar sua reputação. Lá, ela encontra um conhecido que frustra totalmente seus planos: o Visconde de Breckenridge, um atraente libertino, amigo de sua família, que a incomoda há anos. E, não podia negar, lhe causava uma certa atração...

Timothy Danvers, o Visconde de Breckenridge, mal acredita quando vê a beldade loira, que atormenta seus sonhos há 04 anos, em meio àquele antro de libertinagens. Como bom amigo da família, se dispõe a defender a honra da teimosa dama e deixá-la em segurança, mas seus intentos são frustrados ao presenciar seu sequestro.

Disposto a salvá-la, ele empreende uma perseguição aos sequestradores até conseguir encontrá-la, e assim, os dois planejam, escondidos dos sequestradores que foram enviados por um homem misterioso, a saber mais sobre o mandante do sequestro enquanto aguardam o momento propício para fugirem.

A cada noite, quando se encontram para trocar informações, a faísca que arde entre os dois e que se desprendia em cada encontro anterior nos salões de bailes, passa a crescer, despertando o desejo de ambos, que passam a admitir para si mesmos o quando são atraídos um pelo outro.

Através de meios ardilosos, Breckenridge consegue tirar os sequestradores do seu caminho e finalmente fugir com Heather. No caminho, enquanto tentam se afastar o mais longe possível do misterioso homem que ordenou o sequestro de Heather, eles acabam por se entregar um ao outro. Para o Visconde, é uma paixão nunca antes experimentada, e isso cria a resolução de se comprometer com aquela jovem impetuosa que, há anos, atormenta seus desejos.

Aquela nova entidade dentro dele, que ela suscitou, brilhava como um farol, uma luz que o conduzia, que dava a cada movimento de suas mãos, cada toque possessivo, um significado emocional.

Quando finalmente chegam em segurança ao seu destino, a guerra que Breckenridge agora tem que travar não é mais contra sequestradores ou perseguidores misteriosos: ele agora tem que se empenhar em conquistar o coração de Heather, que não aceitará menos que o amor verdadeiro.



Primeiramente, não posso deixar de fazer uma colocação: quando comecei a ler esse livro, me senti completamente perdida. Eram muitas referências sobre outros personagens, o que me fez pesquisar e descobrir que esse livro faz parte de uma longa série composta. Apesar de fazer parte de uma trilogia, outros 15 livros anteriores sobre os Cynster já foram publicados. Quem tiver curiosidade, é só olhar aqui.

Mas, quando finalmente consegui me envolver com a história, ela realmente me prendeu. Quem já conhece minha paixão sobre os livros de época, sabe que amo mocinhas determinadas, que não seguem o que a sociedade dita só porque é regra. Heather é assim; corajosa, determinada e ousada. Ela demorou a admitir seus verdadeiros sentimentos por Timothy, mas quando o faz, se entregou a ele com paixão, sem meios termos. Confesso que, no começo, achei a personagem muito chata, mas depois que me aprofundei mais na história, gostei bastante.

Quanto a Breckenridge, ele foi o típico mocinho de época que se negava a se entregar aos sentimentos, influenciado pelas más lembranças de um passado onde ousou amar e não foi correspondido. Fora isso, gostei da construção do personagem.

Mas, o que me chamou mesmo a atenção, foi o mistério que a autora deixou no ar sobre o misterioso mandante do sequestro. Talvez, quem acompanha a saga da família desde o primeiro livro já tenha uma ideia de quem seja, mas eu, que não conhecia e não li, fiquei na expectativa de saber mais sobre, afinal, ele pode não ser definido como um verdadeiro vilão. Espero ansiosa que a história dele chegue às minhas mãos para conhecê-lo melhor.

Stephanie Laurens tem uma narrativa que prende o fã de romances de época: leve, dinâmica e com personagens que te conquistam. Sem falar naquele toque certo de mistério e cenas regadas a muita paixão, mas muito bem escritas e sem vulgaridade. Para os amantes do gênero, é um livro que deve entrar na lista de leitura.


Compartilhe!

11 comentários :

  1. Olá Luci,
    conheci os Romances de Época apenas no ano passado e me apaixonei loucamente, pulei de série em série rsrs
    Gostei muito da sua resenha, adorei a protagonista, mas do que "a frente de sua época" ela parece bem maluca e incrivelmente determinada. Agora 15 livros, morri rsrsrs mas está na minha lista com certeza rsrs

    Beijos,
    Anne
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  2. Já conhecia a série, mas me desanima justamente ter muitos livros e ser de epoca genêro que não curto muito rs nunca li nada da Stephanie, mas como estou me aventurando entre dos duques com a Julia Quinn talvez venha a ler essa série

    ResponderExcluir
  3. Adoro romances de época e fiquei bem curiosa com o livro. Só gostei do casal principal e espero que fiquem mesmo juntos no final. Mas vou ver se leio a série completa, pois não gosto de começar assim pelo meio.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  4. Tava tudo lindo e tudo bem, mocinha maravilhosa e um mocinho ainda mais mas ai eu li que tem QUINZE LIVROS ANTES !!!! Jesus cara, essa série devia vir com um anuncio na capa " por favor tem referencias a outros personagens, favor ler os 15 volumes anteriores". Mas sabe como eu sou teimosa eu vou procurar ler essa série de 15 livros antes ou pelo menos tentar ler kkk. Mas tem a minha palavra que vou ler esse livro.

    ResponderExcluir
  5. Oi Luci!!
    É a segunda resenha q leio da obra, pra mim tá lindo esse enredo, ainda mais gostando mto do gênero...Qro ler em breve!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. A parte dos 15 livros anteriores assustam qualquer um kkk, mesmo sendo possível lê-los separados. Mas... se a autora escreveu tantos em sequencia e ainda cita tantos personagens dos livros anteriores, acredito eu, que é porque sejam muito bons, né?

    ResponderExcluir
  7. Luci, amei esse livro. Gosto desse diferencial em romances de época quando a mocinha é determinada e não liga para os costumes do tempo dela, só quer o melhor pra si, e a Heather é dessa forma. Agora até eu fiquei curiosa para saber quem foi o mandante desse sequestro.

    ResponderExcluir
  8. Parece ser muito bom, mas me desanimei com a quantidade de livros é muito rs. A personagem tem uma ousadia e tanto ir a uma festa dessas, mas assim que são personagens maravilhosas que não ligam para essas convenções da época e fazem as coisas do seu jeito e o que elas querem. fiquei bem curiosa em saber sobre o sequestrador e porque ele fez isso, mas tem que ler os outros para saber, nesse deveria ter a explicação, só acho rs.

    ResponderExcluir
  9. Oiee!
    Gostei muito da sua resenha :D
    Me assustei com os 15 livros anteriores que fazem parte desta série, nossa! Isso dificulta um pouco a nossa visa rsrs
    Gostei da história em si, e pelo que você falou me pareceu que a escrita da Stephanie é bem leve, com toques de humor e amor *-*
    Quero muito ler esse livro, espero conseguir em breve.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  10. Estou pesquisando sobre essas séries de romance de época para dar de presente, o que é bem difícil porque não entendo nada, mas adorei a resenha o que pesou um pouco são os outros 14 livros kkk.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Luci!
    Fiquei bem surpresa que existe 15 livros antes desse!! Minha nossa, quantos livros!! Mas mesmo assim quero muito ler esse livro!! A capa está linda!!
    Beijoss

    ResponderExcluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei