02 janeiro 2017

[Resenha] A Colônia - Ezekiel Boone




Nas profundezas de uma floresta no Peru, uma massa negra devora um turista americano. Em Mineápolis, nos Estados Unidos, um agente do FBI descobre algo terrível ao investigar a queda de um avião. Na Índia, estranhos padrões sísmicos assustam pesquisadores em um laboratório. Na China, o governo deixa uma bomba nuclear cair “acidentalmente” no próprio território. Enquanto todo tipo de incidente bizarro assola o planeta, um pacote misterioso chega em um laboratório em Washington... E algo está tentando escapar dele. O mundo está à beira de um desastre apocalíptico. Uma espécie ancestral, há muito adormecida, finalmente despertou. E a humanidade pode estar com os dias contados.


Livro: A Colônia | | Autor: Ezekiel Boone
Editora: Suma de Letras
Ano: 2016 || Gênero: Mistério
Classificação: 5 estrelas || Resenhista: Amanda


"Existem coisas que são grandes demais para evitar."
Eu não sabia que era uma trilogia. Se  soubesse talvez tivesse me preparado melhor psicologicamente. Mas agora já é muito tarde.
Uma coisa que tenho que contar antes de qualquer coisa é: eu cresci assistindo filmes de terror clássicos. Chuck, Tubarão, Pânico no lago e, claro, aracnofobia. Às vezes, morria de medo, mas via mesmo assim. Então, não foi sem motivo que me interessei por A Colônia. Se você gosta desse estilo de terror, vai gostar desse livro.

Como se trata de uma infestação que ocorre, basicamente, no mundo inteiro, o livro se passa em vários lugares diferentes - apesar de se concentrar nos EUA, claro. - São vários personagens e a própria narrativa do Ezekiel me lembrou uma teia, na qual ele vai interligando pessoas e acontecimentos no decorrer da história, que se inicia no Peru. Henderson é um milionário americano que estava fazendo uma trilha com algumas modelos semi-famosas. Nenhum deles percebeu que a floresta estava calma demais até que fosse muito tarde.
"... ela nunca havia entendido o medo de aranhas.
Até aquele momento.
Finalmente, ali estava um motivo para se ter medo."
Em Minnesota, Mike Rich é federal e está trabalhando com seu parceiro de tocaia. Ele é muito bom no que faz e tem orgulho disso, mas enquanto sua vida profissional vai progredindo, sua vida pessoal a cada dia se deteriora um pouco mais. Sua ex-esposa está casada novamente, com um cara muito bacana - o que o faz se sentir ainda pior, por não conseguir odiar o cara - e está sempre se queixando do tempo que ele passa trabalhando ao invés de ficar com a filha deles. Esse foi o principal motivo do declínio do casamento que culminou no amargo divórcio. Mike acha que está tendo uma noite muito ruim, mas rapidamente percebe que ela está para piorar ainda mais.
Na Índia uma especialista detecta uma irregularidade na escala sísmica. À princípio, pensa que pode ser um terremoto, mas os dados não batem. Mas o que mais poderia ser?
Em Washington D.C., a bióloga especialista em aranhas, Melanie Guyer, dá aulas tranquilamente até ser interceptada por um trio de seus pós-graduados. Julie, a única menina do grupo, afirma que um de seus antigos colegas encontrou uma bolsa de ovos de aranha fossilizados e que estão no laboratório da faculdade. Só tem um porém, mesmo as bolsas tendo dez mil anos de idade, tudo indica que estão prestes a eclodir.
"Algumas pessoas recearam que isso fosse fomentar o pânico, mas, depois de alguns minutos de discussão, todo mundo percebeu que já passara da hora de terem receio de que haveria pânico; o pânico já era uma realidade."
Manny é o ex-marido da Dra. Melanie e chefe de gabinete da presidente. Todos estavam envolvidos em uma discussão rotineira quando uma situação ocorre na China e eles recebem imagens da explosão de uma bomba atômica. Mas porque o governo estaria atacando uma parte do seu próprio território? Eles afirmam que tudo não passa de um acidente, mas cada minuto que passa menos se parece com um. Toda comunicação daquela região foi cortada - internet, celular, telefone fixo - e nada além da programação fixa e transmissões oficiais é apresentado. Mas se a bomba não foi lançada por acidente o que eles poderiam estar tentando encobrir?
"Não se distribui tropas pelo país se não se espera uma invasão. Ou algo do tipo. Eu aposto em algo do tipo. Máscaras de gás? Não é alguém. É alguma coisa. E as cercas não são para campos de concentração. Acho que é para quarentena. A questão não é quem, mas o que vamos tentar manter fora do país."
Na Califórnia conhecemos Kim que lidera uma quadra de tiro no exército. Eles estavam em uma  sessão de treinamento que é bruscamente interrompida por alarmes em toda a base. Em um instante, o treinamento deu início a uma situação real.
Em Desesperation, na Califórnia, conhecemos dois casais de sobrevivencialistas. Eles construíram fortes em um dos lugares mais isolados do país e estão equipados para sobreviver à praticamente qualquer coisa - armas atômicas, radiação, até mesmo zumbis -, mas isso seria o suficiente?
Temos ainda um casal na Escócia. Aonghas que leva sua namorada Thuy - sim, são o par perfeito, nunca vi nomes mais estranhos - para a ilha onde seu avô - seu único parente vivo - mora e onde eles resolvem passar alguns dias. Seria uma oportunidade de apresentar sua namorada ao avô e finalmente pedi-la em casamento. Os dois se hospedam no belo castelo que sua família possui há gerações, mas enquanto estão lá, ficam praticamente isolados do mundo.
Na Geórgia, a assistente de produção Teddie Popkins está tentando ascender e se destacar em sua profissão. Seu maior desejo pode acabar se realizando de uma forma que ela nunca previu.
"As aranhas costumam ser solitárias. Existem cerca de trinta e cinco
mil espécies conhecidas, e a maioria vive isolada, mas existe um punhado de
espécies que exibem características de eussocialidade. O que só quer dizer que
elas trabalham juntas. Todas ajudam a cuidar da ninhada e compartilham os
recursos, esse tipo de coisa. Então, quando falo de himenópteros e isópteros,
pense em formigas, abelhas e cupins. Colônias. Elas trabalham juntas e assumem
funções específicas. Tipo abelhas operárias e rainhas."
O livro é muito bem escrito, bem detalhado, conta bastante sobre o comportamento padrão das aranhas e como essa nova espécie é completamente diferente de qualquer outra já vista. 

Confesso que gostaria de ter mais detalhes sobre o porquê delas surgirem depois de tantos anos, o quê de fato ocasionou essa infestação, mas como é o primeiro de uma série, tenho certeza que muitas perguntas serão respondidas no decorrer dos próximos volumes.  E a história tende a evoluir, e o mistério a se construir de tal forma, que em algum momento tudo vai explodir na sua cara.

 Eu vi algumas pessoas reclamarem da quantidade de personagens e histórias intercaladas, mas acho que isso foi necessário para o desenvolvimento da trama, especialmente por se tratar de algo tão grande, um nível de epidemia global.

A Colônia é um livro que não deixa a desejar para amantes de terror!!! Ezekiel estreou muito bem com esse livro, já sou fã <3


Compartilhe!

22 comentários :

  1. Meu ponto fraco com certeza não é livro de terror, passo longe deles kk. Mas a sua resenha, me fez querer saber um pouco mais dessa trilogia, e pela sua escrita não parece que o livro todo é terror, parece que há muito suspense envolvido. Como você mesma disse, essas histórias intercaladas devem ser realmente para fazer uma comparação com as teias, e eu achei bem interessante.
    Estou esperando resenha dos próximos livros da trilogia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Nicoli! Realmente não é tão assustador, a narrativa é bem direta e ele não se perde muito em detalhes macabros. Pode ler tranquila xD
      E pode deixar que vai ter resenha dos próximos, com certeza.
      Beijos.

      Excluir
  2. Nossa, eu também não sabia que era uma trilogia, e eu estava bem animada pra conehcer a história, principalmente pra vencer o medo de aranha que eu tenho. E desculpe, depois que eu vi aquele gif da aranha andando na tela, tive grande dificuldade de permanecer lendo, então pulei. Só a capa do livro parada já me da um pavor horroso, imagina uns troço desse?

    Um abraço!
    Parágrafos & Travessões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha A Dai aqui do blog também morre de medo, mas não resisti ><
      Mas o livro não tem nada macabro demais não, até porque são muitos personagens e muitas histórias pra desenrolar, ele não perde muito tempo na parte sangrenta não, achei a narrativa bem objetiva. Você pisca e a cena volta pra outro personagem ;)
      Beijão!

      Excluir
  3. Nossa, eu tbm ia morrer sem saber que era série! Kkkkkkkkkkkkk!! Eu fiquei super curiosa pra ler desde que a editora lançou a capa e depois fui vendo as pessoas publicarem foto. Curiosa mesmo. Eu tenho pavoooooooor de aranha, aquele filme aracnofobia era tenso! Mas deve ser uma leitura legal, diferente do que andamos vendo por aí. Já tá nos meus desejados. Espero que a editora não demore com os próximos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Anne, tomara que não demore mesmo. Estou louca pra saber o que vai acontecer e se vai rolar casal no próximo ou algum deles vai acabar sendo devorado antes. Super vale a pena ler *-*

      Excluir
  4. Olá!
    Tinha lido apenas uma resenha bem rápida da obra, gostei mto, espero conseguir ler em breve, o enredo está excelente, assim como a capa tbm.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Aline! Eu também amei essa capa...
      Bjs

      Excluir
  5. Eu já tinha ouvido falar desse livro, mas deixei passar batido, depois dessa resenha eu fiquei morrendo de vontade de ler. Eu amo livros de terror, suspence e fantasia e tenho uma quedinha pelos que tratam em epidemias em nível global, eu fiquei super curiosa. Vou comprar de presente de aniversário pra minha irmã (ela tem pavor de aranhas), aposto que vai adorar ler comigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leitura conjuntaaa, eu adoro *-*
      Tbm amo livros de terror e também confesso que não curto muito aranhas na vida real, mas na literatura elas são um arraso huashusauhsa
      Beijos!

      Excluir
  6. Também não sabia que era trilogia achei que era volume único kk. Nossa parece ser bem terror mesmo, em cada canto do mundo acontece algo estranho, deve dar até arrepios, pois as aranhas são bem sinistras bom eu acho. Também espero que nos outros volumes expliquem os acontecimentos, não gosto de livros que deixam a historia em aberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala, Maria. To super ansiosa aqui!

      Excluir
  7. Também adoro os filmes de terror clássico, mas nunca li um livro nesse estilo, leio mais romance, mas esse ao que parece mistura terror e muito suspense, e eu adoro um suspense. Só fiquei com um pé atrás por ser uma trilogia, você sabe se todos já foram lançados no Brasil?

    Obs. Cá estava eu toda tranquila lendo a resenha,quando de repente uma aranha surge andando na tela, me assustei kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kris, se eu te falar que eu mostrei pra Dai aqui do blog antes de postar e ela surtou dizendo pra tirar? Não resisti colocar no post depois disso, confesso huasuhsauhas
      Esse foi lançado tem bem pouco tempo (T-T), mas estamos esperando que os próximos sejam lançados em breve. Assim que lançar a gente divulga aqui no blog!
      Beijão <3

      Excluir
  8. Meu Deussss, ao mesmo tempo que tenho vontade de ler porque AMO livros desse tipo (Meu último assim foi "A Caixa de Pássaros", eu tenho PAVOR de aranha. Só de ler a resenha já começou a me dar uns arrepios involuntários aqui, pq olha.... Aracnofobia pura. Também adoro histórias intercaladas, acho o máximo quando (se) elas se encontram. Já vai pra minha lista! haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba! Leia sim, depois quero saber o que achou *-*
      Bjs

      Excluir
  9. Tenho que dizer que eu também assistia filmes de terror quando criança, principalmente Chuck, que foi um que ficou marcado pra sempre na memória porque eu assistia morrendo de medo kkk
    Parece uma série com um enredo realmente bom e com aquele toque de mistério para saber o porquê as coisas acontecem.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Fiquei intrigada quando vi a capa desse livro, pensando em o que que ele se tratava! Depois de ler a resenha fiquei bem animada porque, apesar de muitos terem falado mesmo, eu gosto de livros com histórias intercaladas.
    Quero ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você vai amar, Roberta. Leia logo, aí poderemos ler o 2 juntas quando sair e eu terei com quem fofocar *-* kkkk
      Beijo!

      Excluir
  12. O livro parece ser impressionante!! Uma trama cheia de riqueza de detalhes, dá para se notar que são vários personagens, mas que os principais são muito bem construídos!! Enfim, uma estória de tirar o fôlego, de ficar na expectativa do que vai acontecer!! Não tenho medo de aranhas, posso ler de boa, e é claro que eu quero ler!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeeew, é assim que se fala, Francisca. Vamos ler então, pra eu ter com quem comentar o segundo, hein?
      Beijão ;**

      Excluir





Copyright © 2017 Every Little Book. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | OddThemes | ILUSTRAÇÃO: Yuumei