[Resenha] Coração? - Gail Carriger

Coração?
Gail Carriger
Protetorado da Sombrinha #4

Skoob | Editora | Compre
Resenha livro 12, 3

Lady Maccon, a sem alma, está às voltas com uma nova conspiração, só que, desta vez, ela não é o alvo. Quando um fantasma enlouquecido revela que há um complô planejando um atentado contra a vida da rainha, a preternatural começa a investigar e segue uma pista que a leva a esquadrinhar, cada vez mais, o passado do marido. Como se não faltasse mais nada, ela ainda tem que lidar com uma irmã que resolveu participar do movimento sufragista (quanta ousadia!), o mais recente dispositivo mecânico de Madame Lefoux e uma praga de porcos-espinhos zumbis que mal lhe dão tempo de se lembrar de que, por acaso, está no oitavo mês de gestação.
Será que Alexia conseguirá descobrir quem está tentando matar a Rainha Vitória, antes que seja tarde demais? Seriam os vampiros outra vez ou algum traidor em pele de lobo? E o que é, exatamente, essa criaturinha que resolveu aparecer no segundo melhor closet de Lorde Akeldama, na pior hora possível?

Esta Resenha pode conter spoilers do livro 01, Alma? (resenha aqui), do livro 02, Metamorfose? (resenha aqui) e do livro 03, Inocência? (resenha aqui), então, se você não leu nenhum livro da série, fica por sua conta se acabar descobrindo algo importante dos primeiros livros!

Senhoras e senhores preparem-se. Lady Alexia Maccon está de volta. Sua entrada se faz não menos magistral que as anteriores e, oh, lá vem confusão. Nossa preternatural preferida parte em uma investigação para descobrir quem está por trás da iminente tentativa de assassinato contra a Rainha, depois de receber uma enigmática visita de um fantasma em sua casa. Só tem um pequeno problema, Alexia está com um barrigão de oito meses de gravidez, e sua ‘inconveniência infantil’ se prova cada vez mais e mais inconveniente.

Tragédia pouca é bobagem para a nossa querida desalmada. Uma grande mudança vem por aí e não apenas de cunho familiar, mas sim uma questão residencial, e talvez até de moda, o que não pode faltar em tudo que tem o dedo de seu querido Lorde Alkedama. Pobre Alexia. Não bastava todos os indesejáveis sintomas de sua ‘condição’ ela ainda tem que lidar com esses infelizes ataques das colmeias à sua vida, o que, diga-se de passagem, está ficando mais inconveniente do que a sua própria inconveniência.
“Lorde Akeldama soltou um suspiro. — Meus pombinhos, como é que eu vou fazer para aguentar esses flertes constantes na minha presença? É tão déclassé, Lorde Maccon, amar a própria esposa.”
Então este é o cenário: Alexia com um barrigão saindo em busca de qualquer coisa que possa levá-la ao tal fantasma misterioso. E Lorde Maccon surtando porque sua querida esposa barriguda deveria ficar em casa, de repouso. Mas, quando foi que Lady Maccon seguiu ordens de alguém? Pois é, esse livro é muito, muito engraçado.
“— Eu sou totalmente capaz.
— De quê? De andar como uma pata-choca até alguém e dar uma trombada violenta na pessoa?”
Enquanto isso, a mais nova aquisição do mundo artístico, Sra. Ivy Tunstell, recebe uma inesperada visita de sua amiga Lady Maccon, com uma conversa muito estranha sobre uma tal sociedade secreta que, por sinal, está ganhando seu segundo membro. É impagável essa parte do livro, e o total envolvimento de Ivy é mais hilário ainda, ela nem reclama de ter de voltar à Escócia para investigar, mesmo sendo um país com tantos joelhos à mostra!

No meio da investigação, Alexia percebe que tomou um caminho completamente errado, mas acaba descobrindo um grande e bombástico segredo. Ela começa, então, a conhecer mais a fundo o querido Beta do seu marido, Randolph Lyall. O passado revela muito sobre o famoso professor e começamos a descobrir o porquê de seu comportamento tão introspectivo.

E, quando digo que não existe pouca tragédia na vida de Alexia, o digo a sério. Sua irmã Felicity comunica que está se mudando temporariamente para a sua casa e seus motivos mostram-se mais curiosos ainda. Para sua completa perplexidade, Alexia ouve de sua própria irmã que a mesma passou a fazer parte de um movimento feminista. Não bastasse o absurdo disto tudo, ela ainda passa a se vestir de forma estranha. Logo ela, que não sabia falar de outra coisa a não ser as tendências de moda da estação. Muito estranho.

Coração? é diferente dos livros anteriores por vários motivos, um deles é o sentimento que vai à tona. É uma história repleta de compaixão e que vem de onde menos se espera. Conall se vê aflito por não estar conseguindo integrar Biffy à alcateia, e faz de tudo para ele se sentir em casa. E Lorde Alkedama... ele pode ser a causa de toda essa tristeza, já que ele e seu querido Biffy não podem mais ter a proximidade que tinham antes. Pobre Biffy. Tanto sofrimento, tanta tristeza. Mesmo com todos os esforços de Lorde e Lady Maccon, a situação mostra-se cada vez mais difícil de resolver.
“— Eu sinto falta dele, milady.
— Bom, agora está morando ao lado. Não vai sentir tanta falta assim.
— É verdade. Mas já não somos compatíveis; sou um lobisomem, ele, um vampiro.
— E daí?
— Nós já não podemos dançar a mesma dança de antes. — Era tão meigo quanto tentava ser circunspecto. Lady Maccon balançou a cabeça para ele.
— Biffy, eu vou sugerir isto da forma mais delicada possível: então, troque a música.
— Certo, milady.”
Depois de muito investigar e não chegar a lugar algum, Alexia percebe onde poderia estar errando. E é aí que ela se vê, com um barrigão de oito meses, no meio de um ataque cibernético, sem ter como pedir ajuda e muito menos como correr e avisar aos outros sobre o perigo. Ela nunca poderia imaginar que a ameaça estava tão perto o tempo todo. Sua noite está apenas começando, muito drama ainda está por vir. Pobre Alexia.
“— Lady Maccon.
— Francamente, Boots! Como diabos pode saber que aquela lá é ela? — perguntou o outro senhor de cartola.
— E quem mais haveria de estar no meio da rua, na noite de lua cheia, com um incêndio descontrolado atrás de si, agitando uma sombrinha?
— Tem razão, tem razão.”
Com o intuito de ajudar ela pode ter cometido um terrível erro. Mas, agora não é tempo para se lamentar, pois, no meio de uma carruagem sob ataque e sem ter como pedir ajuda, pois é lua cheia, Alexia começa a sentir as contrações. Será que tudo tem que ser assim tão dramático na vida de Lady Maccon?

Para quem não sabe, eu sou super hiper mega fã dessa série! Li todos os livros em 2012 e foi amor à primeira vista ❤️ Foi assim que conheci a editora Valentina, pois soube, na época, que eles iriam lançar essa série aqui. E o meu carinho pela editora só aumenta 😍 Eles fizeram um trabalho maravilhoso, tanto nas capas quanto na diagramação, e o texto está impecável como sempre! Não é fácil adaptar essa história para o português, a linguagem da Carriger e todo o humor ácido da Alexia tornam a narrativa complexa, fazendo com que o trabalho seja bem mais cheio de detalhes que a maioria dos livros.

Foi uma grande honra ter meu comentário na capa do livro ❤️ ❤️ ❤️ Obrigada Valentina!!!



Coração? é tão empolgante quanto os anteriores. Talvez possa ter uma parte que você sinta que a história possa estar se perdendo, mas essa sensação dura só alguns minutos! Todo o enredo é um grande crescente, que vai subindo, subindo e quando você pensa que é o final, tchram! Surpresa!

Há tantos fatos revelados, tanta coisa acontecendo que dá vontade de ler sem parar. O final não poderia ser menos engraçado, pude entender boa parte do motivo que me fez amar esta personagem. Alexia não é perfeita, não é tão inteligente a ponto de nunca errar. Não. Ela errou e errou feio. Mas, o que me admira é que, mesmo sabendo que cometeu um grave erro, ela não se desespera e faz o possível para compensar cada uma das pessoas envolvidas, tornar a situação agradável para todos. E, diga-se de passagem, ela é magnífica nisto. Sua percepção do contexto geral é de tirar o chapéu, e claro, de rir até passar mal.

No quesito steampunk, vemos a construção de um octômato, sobre o qual não posso comentar muito para não revelar nenhum spoiler. E também um novo e mais moderno tipo de dirigível, que pode colocar uma dama numa posição nada agradável ao embarcar.

A série Protetorado da Sombrinha é uma das minhas séries favoritas. Não só pela história, que me marcou de uma maneira difícil de explicar, mas também pelos personagens incríveis. Alexia sempre vai ser uma das minhas referências de mulheres fortes e irreverentes, nunca cansarei de citá-la. Essa é daquelas séries que lerei muitas e muitas vezes durante a minha vida e jamais pararei de indicar para todos. Sério, todos deveriam ler e rir de doer o peito com as loucuras da Alexia. Sempre olharei para esses livros com carinho e aquela vontade de tomar chá ❤️.

Gail Carriger foi muito feliz na sua criação de todo este mundo, e não perdeu nem por um minuto a maestria em sua escrita. Seu estilo vitoriano de fazer comédia já é aclamado no mundo literário, e não é pra menos né. Então, se você não leu ainda esta séria maravilhosa, leia logo! Você não sabe o que está perdendo! Coração? foi tão divertido, tão intrigante e tão informativo, que me faz querer ler esta série para sempre.
“— Nossa — disse uma exausta Lady Maccon —, os bebês costumam ter essa aparência tão repulsiva?
A inventora fez um beicinho e virou a menina para si, como se não a houvesse observado de perto. 
— Eu posso lhe garantir que melhora com o tempo.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Laura Lendo...

Lud Lendo...

Luiza Lendo...